Miguel Oliveira satisfeito com testes em Barcelona

Aos comandos de uma moto da marca austríaca, o piloto de Almada realizou o nono melhor tempo entre os 23 pilotos em pista.

(auto.look2010@gmail.com)

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) teve esta segunda-feira um «bom dia de trabalho» nos testes realizados no circuito de Barcelona, em Espanha, onde no domingo conquistou a primeira vitória da temporada em MotoGP.

O almadense realizou o nono melhor tempo entre os 23 pilotos em pista num dia em que o objectivo «não era o de fazer voltas rápidas», terminando a 0,636 segundos do mais rápido, o espanhol Maverick Viñales (Yamaha).

Em declarações realizadas numa conferência de imprensa virtual após a sessão, Miguel Oliveira escondeu o jogo, escusando-se a pormenorizar quais os componentes testados, apesar da insistência dos jornalistas.

«Foi um teste produtivo. Testámos vários componentes, mas não é possível saber quais. O objectivo era dar a nossa resposta à fábrica para decidir o caminho a seguir no resto do ano», explicou o Falcão de Almada.

Ainda assim, o piloto da KTM considerou ter sido «aceitavelmente rápido», ao terminar o dia com o tempo de 1m40,036s, cerca de um segundo mais lento do que o tempo realizado na qualificação para a corrida de domingo, mas ao nível dos tempos realizados nos treinos livres do GP da Catalunha, que no passado fim-de-semana se disputou neste mesmo traçado de Montmeló.

«O nível de aderência não é muito alto. Quando chega um braço oscilante ou o quadro é difícil de perceber diferenças. À tarde focámo-nos naquilo que poderíamos atingir com este pacote. Numa segunda-feira é difícil perceber o que podemos melhorar, porque as condições de aderência são diferentes. Ganhamos numas áreas e perdemos noutras», precisou o piloto luso.

Miguel Oliveira disse ainda que «houve algumas coisas que foram testadas para haver um termo de comparação». «A maior parte das coisas já tinham sido testadas pelo Dani Pedrosa (piloto espanhol de testes da KTM), e agora foi para confirmar e dar a nossa opinião», explicou, revelando que o que gostou mais «foi mesmo da corrida» de domingo, que terminou com a sua primeira vitória da temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *