Miguel Oliveira quer melhorar desempenho

Segunda corrida da temporada do Mundial de MotoGP realiza-se este domingo em Doha, no Qatar.

(auto.look2010@gmail.com)

O piloto português Miguel Oliveira disse hoje esperar «melhorar» o 13.º lugar conseguido na prova de abertura do Mundial de MotoGP, na segunda corrida, que se realiza no domingo, em Doha, no Qatar. Em conferência de imprensa virtual, o piloto da KTM lamentou ainda a dificuldade em gerir os pneus no circuito de Losail, que domingo acolhe, pelo segundo fim-de-semana consecutivo, uma prova do Campeonato do Mundo de velocidade em motociclismo.

«Queremos fazer melhor do que no fim-de-semana anterior. É esse o objectivo. Queremos sempre melhorar, a qualificação e a nossa posição em corrida. A forma como o vamos conseguir será um pouco mais difícil, mas esperamos ter um bom fim-de-semana», disse Miguel Oliveira.

Um dos maiores problemas sentidos pelos pilotos na prova de abertura, no domingo passado, foi a gestão dos pneus, sobretudo do pneu dianteiro no caso da KTM. O piloto de Almada lembrou que há «factores diferentes» que este ano têm estado a limitar a escolha de pneus.

«Em primeiro lugar, um formato diferente, pois temos de qualificar-nos bem logo nos segundos treinos livres e temos temperaturas diferentes entre a manhã e a tarde. Por isso, é difícil testar diferentes compostos. Se escolhermos o médio, temos de ficar com o médio», explicou.

Miguel Oliveira referiu ainda que, no caso das motas austríacas, é necessário «usar um pouco mais a dianteira direita» pelo que precisa «trabalhar no equilíbrio da moto para fazer o pneu da frente durar mais e fazer a corrida toda sem “perder a frente”».

A prova de Doha antecede o Grande Prémio (GP) de Portugal, uma prova que o piloto luso dominou em 2020: «Em Portimão temos de fazer o melhor que pudermos e não fazer com que o passado nos dê o futuro como garantido. Temos de fazer o nosso trabalho e aproveitar o facto de termos um GP caseiro. Sei que os pneus serão diferentes. Já não teremos o pneu com que corri. Não sabemos de que forma afecta o fim-de-semana», sublinhou.

Já sobre o anúncio de um documentário sobre os bastidores das corridas de MotoGP ao estilo do que já existe sobre o Mundial de Fórmula 1, Miguel Oliveira acredita que poderá ser positivo para a notoriedade do campeonato.

«Hoje em dia dependemos muito da imagem para mostrar ao mundo o que estamos a fazer e a F1 criou um bom ruído à volta do desporto pelo que acontece nos bastidores e não tanto pelas corridas. Como pilotos, poderemos ter muito a ganhar com esse formato», sublinhou, ressalvando que nenhum conteúdo será publicado «sem permissão prévia».

LOSAIL INTERNATIONAL CIRCUIT

Extensão: 5.380 metros

Curvas: 6 (esquerda) 10 (direita)

Recta mais extensa: 1068 metros

Recorde Absoluto: 1m52.772 (Francesco Bagnaia – 2021)

Recorde Corrida: 1m54.624 (Maverick Viñales – 2021)

HORÁRIOS

SEXTA-FEIRA (2 DE ABRIL)

13h40 – 14h25: FP1 MotoGP

18h00 – 18h45: FP2 MotoGP

SÁBADO (3 DE ABRIL)

13h15 – 14h00: FP3 MotoGP

17h20 – 17h50: FP4 MotoGP

18h00 – 18h15: Qualificação 1

18h25 – 18h40: Qualificação 2

DOMINGO (4 DE ABRIL)

13h40 – 14h00: Warm Up

18h00: Corrida (22 voltas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *