Miguel Oliveira passa directamente para a Q2

Miguel Oliveira garantiu o acesso directo à Q2 do Grande Prémio de Teruel, em Aragão, registando o oitavo lugar no conjunto dos três treinos livres já realizados, subindo o nível na mesma pista onde na semana passada obteve o seu pior resultado da época (16.º).

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Com o oitavo tempo na terceira sessão de treinos livres, a que corresponde o oitavo tempo no conjunto das três sessões, o português Miguel Oliveira (KTM) consegue a entrada directa na Q2, tendo ficado a menos de três décimos de segundo do tempo feito pelo italiano Franco Morbidelli (Yamaha), que fez o melhor tempo.

Ao contrário do que sucedeu a semana passada e como consequência do trabalho desenvolvido entre as duas corridas, a KTM aparece nas primeiras posições, com a particularidade de colocar os dois pilotos da Tech 3, o espanhol Iker Lecuona (6.º) e o português Miguel Oliveira (8.º), na Q2, enquanto os pilotos da equipa oficial (Red Bull), o sul-africano Brad Binder (13.º) e o espanhol Pol Espargaro (16.º) terão de passar pela Q1, para tentarem ser os dois mais rápidos e acederem à Q1.

A Yamaha, que tinha dominado as sessões da semana passada, parece estar de volta à primeira posição, colocando três motos nas quatro primeiras posições, com o japonês Takaaki Nakagami (Honda), segundo, depois de ter sido o mais rápido ontem, a intrometer-se entre Franco Morbidelli, o francês Fabio Quaratararo e o espanhol Maverick Viñales.

O espanhol Joan Mir (Suzuki), que comanda o campeonato, fechou o lote dos 10 mais rápidos e assegurou a presença na Q2, numa sessão em que os 19 primeiros couberam num segundo.

O inglês Sam Lowes (Kalex) voltou a ser o mais rápido na derradeira sessão de treinos livres, impondo-se a um surpreendente Edgar Pons (Kalex) que aparece numa posição que, ainda, não ocupou este ano, e ao espanhol Marcos Ramirez (Kalex).

Para já, o inglês domina a concorrência que luta pelo título, com os italianos Enea Bastianini (Kalex), décimo, e Luca Marini (Kalex), em décimo-quinto, a ficarem longe do inglês, com o segundo a ser obrigado a ir à Q1.

A KTM dominou a terceira sessão de treinos livres da Moto3, ao colocar cinco motos nas sete primeiras posições, com três delas, no topo da tabela de tempos.

O espanhol Albert Arenas (KTM), que defende o comando do campeonato e fez o melhor tempo no conjunto das três sessões, foi o mais rápido, à frente do seu compatriota Raul Fernandez (KTM) e do italiano Celestino Vietti (KTM), com outro italiano, Romano Fenati (Husqvarna) e o japonês Ai Ogura (Honda), que discute o título com o espanhol, a colocarem-se a seguir, à frente das KTM do japonês Ayumu Sasaki (KTM) e do sul-africano Darryn Binder (KTM).

MELHORES TEMPOS

MotoGP – Franco Morbidelli (Yamaha), 1’47,333”; Takaaki Nakagami (Honda), 1’47,392”; Fabio Quartararo (Yamaha), 1’47,401”; Maverick Viñales (Yamaha), 1’47,473”; Alex Marquez (Honda), 1’47,546”; Iker Lecuona (KTM), 1’47,548”; Alex Rins (Suzuki), 1’47,554”; Miguel Oliveira (KTM), 1’47,625”; Cal Crutchlow (Honda), 1’47,708”; Joan Mir (Suzuki), 1’47,715”. Treinaram mais 11 pilotos

Moto2 – Sam Lowes (Kalex), 1’51,576”; Edgar Pons (Kalex), 1’51,640”; Marcos Ramirez (Kalex), 1’51,863”; Remy Gardner (Kalex), 1’51,914”; Hector Garzo (Kalex), 1’51,926”; Augusto Fernandez (Kalex), 1’51,967”; Jorge Martin (Kalex), 1’52,035”; Marco Bezzecchi (Kalex), 1’52,078”; Jake Dixon (Kalex), 1’52,086”; Enea Bastianini (Kalex), 1’52,182”. Treinaram mais 20 pilotos

Moto3 – Albert Arenas (KTM), 1’57,564”; Raul Fernandez (KTM); 1’57,648”; Celestino Vietti (KTM), 1’57,659”; Romano Fenati (Husqvarna, 1’57,679; Ai Ogura (Honda), 1’57,707”; Ayumu Sasaki (KTM), 1’57,815”; Darryn Binder (KTM), 1’57,839”; Dennis Foggia (Honda), 1’57,854”; Tony Arbolino (Honda), 1’57,977”; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’57,978”. Treinaram mais 20 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: