Miguel Oliveira parte de 15.º para o GP de Itália

O piloto português da KTM vai partir da 15.ª posição da grelha para o Grande Prémio de Itália de MotoGP, oitava prova da temporada.

(auto.look2010@gmail.com)

Miguel Oliveira fez a sua melhor volta em 1m48,231s, um tempo que não lhe permitiu garantir a passagem à segunda fase da qualificação, disputada ao início da tarde de hoje. O piloto natural de Almada tinha sido o 14.º mais rápido no conjunto das três primeiras sessões de treinos livres, o que o obrigou a passar pela Q1.

No entanto, ainda antes da qualificação, disputou-se a quarta sessão de treinos livres, na qual os pilotos aproveitam para testar as afinações de corrida e, aí, o português foi o quarto mais rápido. A sessão acabou por ser pouco proveitosa, pois a chuva começou a fazer-se sentir, impedindo os pilotos de rodarem mais voltas rápidas. Miguel Oliveira até foi o que rodou mais voltas, nove no total.

Na Q1, o piloto luso chegou a estar em segundo nos momentos finais da sessão, resultado que lhe dava a passagem à Q2, mas acabou suplantado pelo italiano Fabio Di Giannantonio (Ducati), pelo espanhol Marc Márquez (Honda), pelo australiano Jack Miller (Ducati) e pelo italiano Michele Pirro (Ducati).

A Q2 ficou marcada por uma queda sofrida por Marc Márquez logo a abrir, na volta de saída das “boxes”, que destruiu a moto do piloto espanhol, que acabaria mesmo por se incendiar. A sessão foi interrompida e, após o recomeço, assistiu-se à surpresa pois seria Di Giannantonio a conquistar a “pole position”, a primeira da sua carreira, com o tempo de 1m46,156s.

O pódio foi mesmo italiano pois Marco Bezzecchi (Ducati) foi o segundo e Luca Marini (Ducati), meio-irmão de Valentino Rossi, o terceiro. O francês Johann Zarco (Ducati) foi quarto, seguido de Francesco Bagnaia (Ducati), o que colocou cinco motos italianas nas cinco primeiras posições.

O francês Fabio Quartararo (Yamaha), campeão mundial em título, foi o sexto mais rápido e o melhor dos homens que não correm de Ducati. Miguel Oliveira sai, assim, da quinta linha da grelha para esta oitava ronda do Mundial. Após sete provas disputadas, Fabio Quartararo lidera, com 102 pontos, enquanto Miguel Oliveira é 11.º, com 43.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.