Miguel Oliveira optimista para França

Piloto português garante estar “motivado” para esta prova, onde fará a sua estreia no circuito francês com uma mota da classe rainha (MotoGP).

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Após os dias de testes, em Jerez de la Frontera, o português Miguel Oliveira (KTM) chega ao traçado permanente de Le Mans mais confiante na possibilidade da obtenção de um bom resultado, a exemplo do que sucede com os pilotos da marca austríaca, cujo desempenho tem estado longe daquilo que os responsáveis desejavam.

E se Miguel Oliveira e o malaio Hafizh Syahrin, que ainda não pontuou, integram a Tech3, que já renovou com o português para a próxima temporada, já o espanhol Pol Espargaro e o francês Johann Zarco, que tem os mesmos pontos que Miguel Oliveira, integram a equipa oficial, mas têm estado longe da concorrência, com o espanhol a ser aquele que melhores resultados tem alcançado.

A “correr em casa”, Johann Zarco não esconde que quer chegar, pelo menos, ao “top ten”, contando para isso com as evoluções introduzidas na moto, evoluções essas que se esperam possam ajudar todos os pilotos da KTM a subirem numa classificação, onde Pol Espargaro (11.º) é o melhor e Miguel Oliveira, embora em igualdade pontual com o francês, está à frente deste por ter sido 11.º na Argentina, enquanto Johann Zarco, embora tendo pontuado nas quatro corridas tem como melhor resultado um 13.º nos Estados Unidos.

Com duas vitórias em quatro corridas, perdendo a terceira vitória (Estados Unidos) por queda, quando comandava, o espanhol Marc Marquez (Honda) chega ao traçado francês no comando do campeonato, com um ponto de avanço sobre o seu compatriota Alex Rins (Suzuki) que, com os italianos Andrea Dovizioso (Ducati), Valentino Rossi (Yamaha) e Danilo Petrucci (Ducati, que ocupam os lugares seguintes, integra o grupo de pilotos em pontuou em todas as provas. No traçado francês a vitória na corrida de MotoGP deverá ser travada entre estes cinco pilotos.

Em Moto2, o italiano Lorenzo Baldassarri (Kalex), vencedor de três das quatro corridas efectuadas, só perdeu, nos Estados Unidos, para o suíço Thomas Luthi (Kalex), parte como o “homem a bater”, restando saber se alguém, sem que ele tenha problemas, o consegue bater.

Em Moto3, o equilíbrio tem sido uma consante, com o espanhol Aron Canet e o italiano Niccolò Antonelli (Honda) a chegarem ao traçado francês separados por um ponto, depois de cada um ter ganho uma corrida, tal como sucedeu com o espanhol Jaume Masia e o japonês Kaito Toba.

Com lote de “jovens lobos” desejosos de chegarem ao título a corrida de Moto3 deverá ser emotiva e decidida nos derradeiros metros.

CLASSIFICAÇÕES DOS CAMPEONATOS

PILOTOS

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez, 70 pontos; 2.º, Alex Rins, 69; 3º, Andrea Dovizioso, 67; 4.º, Valentino Rossi, 61; 5.º, Danilo Petrucci, 41; 6.º, Maverick Viñales, 30; 7.º, Jack Miller, 29; 8.º, Takaaki Nakagami, 29; 8.º, Cal Crutchlow, 27; 10.º, Franco Morbidelli, 25; …; 17.º, Miguel Oliveira, 7. Estão classificados mais quatro pilotos

MOTO2 – 1.º, Lorenzo Baldassarri, 75 pontos; 2.º, Thomas Luthi, 58; 3.º, Marcel Schrotter, 48; 4.º, Jorge Navarro, 44; 5.º, Remy Gardner, 38; 6.º, Alex Marquez, 36; 7.º, Luca Marini, 35; 8.º, Augusto Fernandez, 27; 9.º, Enea Bastianini, 26; 10.º, Brad Binder, 25. Estão classificados mais 15 pilotos.

MOTO3 – 1.º Aron Canet, 58 pontos; 2.º, Niccolò Antonelli, 57; 3.º, Jaume Masia, 45; 4.º, Kaito Toba 41; 5.º, Lorenzo Dalla Porta, 40; 6.º, Celestino Vietti, 36; 7.º, Andrea Migno, 29; 8.º, Darryn Binder, 26; 9.º, Toby Arbolino, 26; 10.º, Gabriel Rodrigo, 24. Estão classificados mais 11 pilotos.

CONSTRUTORES

MOTOGP – 1.º, Honda 76 pontos; 2.º, Ducati, 70; 3.º, Suzuki, 69; 4.º, Yamaha, 67; 5.º, Aprilia, 22; 6.º, KTM, 21

MOTO2 – 1.º, Kalex, 100 pontos; 2.º, Speed Up, 49; 3.º, KTM, 28; 4.º, NTS, 7; 5.º, MV Augusta, 5

MOTO3 – 1.º, KTM, 82 pontos; 2.º, Honda, 79

EQUIPAS

MOTOGP – 1.º, Mission Winnow Ducati, 108 pontos; 2.º, Monster Energy Yamaha, 91; 3.º, Repsol Honda Team, 81; 4.º, Team Suzuki Ecstar, 77; 5.º, LCR Honda, 56; 6.º, Petronas Yamaha SRT, 42; 7.º, Pramac Racing, 38; 8.º, Red Bull KTM Factory Racing, 28; 9.º, Aprilia Racing Team Gresini, 24; 10.º, Red Bull KTM Tech3, 7; 11.º, Real Avintia Racing, 2

MOTO2 – 1.º, Flexbox HP40, 115 pontos; 2.º, Dynavolt Intact GP, 106; 3.º, ONEVOX TKKR SAG Team, 55; 4.º, HDR Heidrum Speed Up, 53; 5.º, EG 0,0 Marc VDS, 52; 6.º, SKY Racing Team VR46, 42; 7.º, Italtrans Racing Team, 42; 8.º, Red Bull KTM Ajo, 27; 9.º, American Racing KTM, 19; 10.º, Federal Oil Gresini Moto2, 19; 11.º, Tasca Racing Scuderia, 8; 12.º, NTS RW Racing GP, 8; 13.º, Idemitsu Honda Team Asia, 6; 14.º, MV Augusta Idealavoro, 5; 15.º, Petronas Sprinta Racing, 3.

MOTO3 – 1.º, SIC58 Squadra Corse, 80 pontos; 2.º, Bester Capital Dubai, 74; 3.º, Leopard Racing, 64; 4.º, Sterilgarda Max Racing Team, 58; 5.º, Honda Team Asia, 58; 6.º, Sky Racing Team VR46, 50; 7.º, Sama Qatar Angel Nieto Team, 40; 8.º, VNE Snipers, 33; 9.º, CIP Green Power, 26; 10.º, Kommerling Gresini Moto, 24; 11.º, Petronas Sprinta Racing, 21; 12.º, Redox PruestelGP, 15; 13.º, Estrela Galicia 0.0, 14; 14.º, Boe Skull Rider Mugen, 3

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação