Miguel Oliveira na sexta linha da grelha de MotoGP

Português ficou-se pela primeira das duas sessões de qualificação já que só os 12 melhores participam na segunda. O Grande Prémio do Qatar é a primeira das 19 provas do Mundial de MotoGP.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Maverick Viñales (Yamaha)

Piloto Miguel Oliveira da KTM vai partir para o seu primeiro Grande Prémio em MotoGP ladeado pelo espanhol Pol Espargaro, que foi o melhor dos pilotos da marca austríaco, e o espanhol Tito Rabat (Ducati), na sexta linha da grelha de partida.

À sua frente partem os italianos Francesco Bagnaia (Ducati), campeão em título de Moto2, e Valentino Rossi (Yamaha) e o espanhol Jorge Lorenzo (Honda), o que quer dizer que o “motard” português está bem acompanhado, apesar de ter feito o 17.º tempo na qualificação.

 

Andrea Dovizioso (Ducati)

Curiosamente, no quarto treino livre de MotoGP, que antecedeu a qualificação, o português foi 16.º e o melhor piloto da KTM que, pelos resultados alcançados está, neste início de temporada, claramente, atrás de concorrência.

A “pole position” foi conquistada pelo espanhol Maverick Viñales (Yamaha), à frente do italiano Andrea Dovizioso (Ducati) e do seu compatriota Marc Marquez (Honda), que inicia a defesa do título. É a sétima “pole” do piloto da Yamaha, que começa o ano como terminou o anterior, pois partiu da idêntica posição em Valência, na derradeira corrida da temporada anterior.

 

Miguel Oliveira (KTM)

Apesar de não ter sido o mais rápido no conjunto das três sessões de treinos livres para a primeira corrida da temporada de Moto2, o alemão Marcel Schrotter (Kalex) garantiu a “pole position”, à frente do espanhol Xavi Vierge (Kalex) e do italiano Lorenzo Baldassarri (Kalex) que tinha sido o mais rápido da categoria, no conjunto das três sessões de treinos livres.

Ao confirmar a superioridade exibida nos treinos livres, o espanhol Aron Canet (KTM) garantiu a primeira “pole position” do ano em Moto3, tendo depois de ter sido o único que chegou a rodar no segundo “4”, nos treinos livres, a repetir o feito na qualificação, já que foi o único que chegou ao segundo “5”.

Trata-se do regresso do espanhol ao primeiro lugar da grelha de partida, lugar que ocupa pela quarta vez e onde não estava desde o GP da Alemanha de 2017. O italiano Lorenzo Dalla Porta (Honda) e o japonês Kaito Toba (Honda) ocupam os restantes lugares na primeira linha da grelha.

GRELHAS DE PARTIDA

MOTOGP

1.ª linha: Maverick Viñales (Yamaha), 1’53,546”; Andrea Dovizioso (Ducati), 1’53,744”; Marc Marquez (Honda), 1’53,745”; 2.ª linha: Jack Miller (Ducati), 1’53,809”; Fabio Quartararo (Yamaha), 1’53,946”; Cal Crutchlow (Honda), 1’54,095”; 3.ª linha: Danilo Petrucci (Ducati), 1’54,200”; Franco Morbidelli (Yamaha), 1’554,236”; Takaaki Nakagami (Honda), 1’54,239”; …; 6.ª linha: Pol Espargaro (KTM), 1’54,740”; Miguel Oliveira (KTM), 1’55,122”; Tito Rabat (Ducati), 1’55,428”. Alinham mais cinco pilotos

MOTO 2

1.ª linha: Marcel Schrotter (Kalex), 1’58,585”; Xavi Vierge (Kalex), 1’58,371”; Lorenzo Baldassarri (Kalex), 1’58,784”; 2.ª linha: Luca Marini (Kalex), 1’58,804”; Remy Gardner (Kalex), 1’58,519”; Sam Lowes (Kalex), 1’58,845”; 3.ª linha: Thomas Luthi (Kalex), 1’59,004”; Brad Binder (KTM), 1’59,0,38”; Alex Marquez (Kalex), 1’59,062”. Alinham mais 23 pilotos.

MOTO 3

1.ª linha: Aron Canet (KTM), 2’05,883”; Lorenzo Dalla Porta (Honda), 2’06,080”; Kaito Toba (Honda), 2’06,109”; 2.ª linha: John McPhee (Honda), 2’06,308”; Niccolò Antonelli (Honda), 2’06,373”; Albert Arenas (KTM), 2’06,526”; 3.ª linha: Tony Arbolino (Honda), 2’06,621”; Celestino Vietti (KTM), 2’06,663”; Vicente Perez (KTM), 2’06,670”. Alinham mais 20 pilotos.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação