Miguel Oliveira larga da 12.ª posição

O piloto português da KTM qualificou-se hoje na 12.ª posição para o Grande Prémio de França de MotoGP, nona prova da temporada.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

O segundo tempo, no terceiro treino livre, atrás do francés Fabio Quartararo (Yamaha), deixava antever uma boa qualificação, mas um motor partido e uma queda na quarta sessão se treinos livres, acabou por condicionar o desempenho de Miguel Oliveira (KTM) que foi o mais lento na Q2 e, a exemplo do que sucedeu em Barcelona, onde também chegou à Q2 volta a largar da 12.ª posição da grelha.

No final da qualificação, Miguel Oliveira reconhecia que «não foi a qualificação que desejava, mas parti o motor no quarto treino livre e tive de recomeçar de novo e por isso montei um pneu novo e na primeira volta o pneu estaba frio e caí. Consegui trazer a moto para a “box”, porque era a única que tinha para a qualificação, a equipa fez um grande esforço para a recuperar, consegui ser mais rápido que de manhã, mas não consegui subir na tabela de tempos. A corrida vai ser dura, mas penso que posso fazer um bom resultado»

Dois anos depois do seu compatriota Johann Zarco ter largado da “pole” na corrida caseira, o francês Fabio Quartararo (Yamaha) repete o feito, depois de ter sido o mais rápido na terceira e quarta sessão de treinos livres, mostrando uma excelente adaptação ao traçado de Le Mans.

O australiano Jack Miller (Ducati) assegurou o segundo tempo, à frente do italiano Danilo Petrucci (Ducati) que regressa à primeira linha da grelha, onde não estava desde o GP de Itália do ano passado.

O inglês Cal Crutchlow (Honda), quarto, foi o mais rápido da marca japonesa, enquanto o espanhol Pol Espargaro (KTM), oitavo, foi o melhor da marca austríaca, quatro posições à frente de Miguel Oliveira.

O norte-americano Joe Roberts (Kalex) foi o mais rápido entre os pilotos de Moto2, com o inglês Sam Lowes (Kalex) e o australiano Remy Gardner (Kalex) a completarem a primeira linha da grelha.

Intensa a qualificação de Moto3, com o num duelo espanhol entre Jaume Masia (Honda) e Albert Arenas (KTM), que ficaram separados por 0,020”, com o inglês John McPhee (Honda) a completar a primeira linha da grelha, com Jaume Masia a regressar a um lugar, que não ocupava desde o GP da Argentina de 2019.

Em termos de campeonato, Albert Arenas parte com vantagem, porque o comandante, o japonês Ai Ogura (Honda) caiu e vai largar da 18.ª posição, o que o obriga a fazer uma corrida de recuperação.

GRELHAS DE PARTIDA

MotoGP1.ª linha: Fabio Quatararo (Yamaha), 1’31,315”; Jack Miller (Ducati), 1’31,537”; Danilo Petrucci (Ducati), 1’31,674”; 2.ª linha: Cal Crutchlow (Honda), 1’31,686”; Maverick Viñales (Yamaha), 1’31,719”; Andrea Dovizioso (Ducati), 1’31,722”; 3.ª linha: Francesco Bagnaia (Ducati), 1’31,752”; Pol Espargaro (KTM), 1’31,795”; Johann Zarco (Ducati), 1’31,832”; 4.ª linha: Valentino Rossi (Yamaha), 1’31,889”; Franco Morbidelli (Yamaha), 1’31,891”; Miguel Oliveira (KTM), 1’32,009”. Alinham mais 10 pilotos

Moto21.ª linha: Joe Roberts (Kalex), 1’36,256”; Sam Lowes (Kalex), 1’36,343”; Remy Gardner (Kalex), 1’36,449”; 2.ª linha: Jorge Martin (Kalex), 1’36,522”; Marco Bezzecchi (Kalex), 1’36,577”; Luca Marini (Kalex), 1’36,668”; 3.ª linha: Xavi Vierge (Kalex), 1’36,737”; Jake Dixon (Kalex), 1’36,826”; Enea Bastianini (Kalex), 1’36,840”. Alinham mais 21 pilotos

Moto31.ª linha: Jaume Masia (Honda), 1’41,399”; Albert Arenas (KTM), 1’41,419”; John McPhee (Honda), 1’41,846”; 2.ª linha: Raul Fernandez (KTM), 1’41,856”; Sergio Garcia (Honda), 1’41,920”; Gabriel Rodrigo (Honda), 1’41,947”; 3.ª linha: Tony Arbolino (Honda), 1’41,962”; Ayumu Sasaki (KTM), 1’41,982”; Romano Fenati (Husqvarna), 1’42,232”. Alinham mais 22 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: