Miguel Oliveira (KTM) caiu duas vezes

O piloto português espera “recuperar a confiança” na sessão de qualificação de sábado para o Grande Prémio da Tailândia de MotoGP, depois de hoje ter sofrido duas quedas nos treinos livres.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Apesar da violenta queda sofrida, no início da sessão inaugural de treinos livres, que deixou a moto destruída e o obrigou a passar pelo hospital, como medida de precaução, o espanhol Marc Marquez (Honda) regressou à pista e na segunda sessão instalou-se no comando da tabela de tempos, mostrando que a violência da queda, para além de dores na perna esquerda e nas costas, não o afectaram.

Contudo, no final da sessão, seria a Yamaha a dominar o dia ao colocar três pilotos nas três primeiras posições, com o francês Fabio Quartararo (Yamaha) a registar o melhor tempo, no conjunto das duas sessões, à frente do espanhol Maverick Viñales (Yamaha), que tinha efectuado o melhor tempo na sessão de abertura, e do italiano Franco Morbidelli (Yamaha).

Marc Marquez acabou por ficar na sexta posição, atrás, ainda, do australiano Jack Miller (Ducati) e do italiano Valentino Rossi (Yamaha) que, para o ano, passará a dispor de um novo responsável pelas afinações da sua moto.

Tal como Marc Marquez, também Miguel Oliveira (KTM) experimentou a dureza do asfalto do traçado de Burinam, e logo por duas vezes, ao cair no início de cada uma das sessões, mas pode regressar à pista, depois de conseguir regressar às “boxes”, e terminar no 18.º lugar, à frente do espanhol Jorge Lorenzo (Honda) e dos seus colegas de marca, o finlandês Mika Kallio (KTM) e o malaio Hafizh Syahrin (KTM), com o espanhol Pol Espargaro (KTM) a registar o 15.º tempo, o que mostra que a marca austríaca está em dificuldades no circuito tailandês.

O japonês Tetsuta Nagashima (Kalex) foi o mais rápido na sessão de abertura, sendo o único a chegar ao segundo “35”, mas na segunda não melhorou o tempo e foi passado pelo italiano Luca Marini (Kalex) e pelo tailandês Somkiat Chantra (Kalex), que foram os mais rápidos na segunda sessão, com os três a serem os únicos que ficaram abaixo do segundo “36”.

Mais rápido na primeira sessão de treinos livres de Moto3, quando foi o único a chegar ao segundo “42”, o italiano Andrea Migno (KTM) manteve-se no comando da tabela de tempos, após a segunda sessão, onde o melhor tempo (1’43,107”) pertenceu ao argentino Gabriel Rodrigo, quarto no conjunto das duas sessões, atrás, ainda, do italiano Tony Arbolino (Honda) e do japonês Tatsuki Suzuki (Honda), que tinham secundado Andrea Migno na sessão inicial.

 

 

MELHORES TEMPOS DOS TREINOS LIVRES

MOTOGP – Fabio Quartararo (Yamaha), 1’30,404”; Maverick Viñales (Yamaha), 1’30,597”; Franco Morbidelli (Yamaha), 1’30,625”; Jack Miller (Ducati), 1’430,698”; Valentino Rossi (Yamaha), 1’30,733”; Marc Marquez (Honda), 1’30,891”; Aleix Espargaro (Aprilia), 1’31,007”; Andrea Dovizioso (Ducati), 1’31,027”; Joan Mir (Suzuki), 1’31,086”; Alex Rins (Suzuki), 1’31,094”; …; Miguel Oliveira (KTM), 1’31,936”. Treinaram mais três pilotos.

MOTO2 – Luca Marini (Kalex), 1’35,956”; Somkiat Chantra (Kalex), 1’35,964”; Tetsuta Nagashima (Kalex), 1’35,969”; Remy Gardner (Kalex), 1’36,005”; Alex Marquez (Kalex), 1’36,033”; Enea Bastianini (Kalex), 1’36,050”; Iker Lecuona (KTM), 1’36,060”; Brad Binder (KTM), 1’36,113”; Augusto Fernandez (Kalex), 1’36,122”; Jorge Navarro (Speed Up), 1.36,205”. Treinaram mais 22 pilotos

MOTO3 – Andrea Migno (KTM), 1’42,789”; Tony Arbolino (Honda), 1’43,041; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’43,067”; Gabriel Rodrigo (Honda), 1’43,107”; Dennis Foggia (KTM), 1’43,210”; Jakub Kornfeil (KTM), 1’43,216; Makar Yurchenko (KTM), 1’43,220”; Alonso Lopez (Honda), 1’43,458; Ayumu Sasaki (Honda), 1’43,481”; Albert Arenas (KTM), 1’43,557”. Treinaram mais 19 pilotos.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação