Miguel Oliveira espectador no GP de Valência

Com os títulos entregues a Marc Marquez (MotoGP), Alex Marquez (Moto2) e Lorenzo Dalla Porta (Moto3), nem por isso as derradeiras corridas da temporada perdem interesse porque ainda há algumas questões pendentes.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

A recuperar da operação ao ombro direito, em consequência da queda sofrida em Silverstone e agravada pela queda em Phillip Island, o português Miguel Oliveira vai estar no Circuito Ricardo Torno, na cidade espanhola de Valência, palco da derradeira corrida da temporada, sendo substituído pelo piloto local Ikel Lecuona, que será seu companheiro de equipa na próxima época.

Após muitas dúvidas, quanto à melhor solução para resolver os problemas que a lesão no ombro provocava, foi decidido operar o piloto português, que já está em fase de recuperação com o objectivo de estar operacional nos testes de Sepang, agendados para o início do próximo ano, uma vez que Miguel Oliveira vai estar ausente dos testes de Inverno que arrancam no traçado valenciano na próxima semana.

Com os títulos entregues a Marc Marquez (MotoGP), Alex Marquez (Moto2) e Lorenzo Dalla Porta (Moto3), nem por isso as derradeiras corridas da temporada perdem interesse porque ainda há algumas questões pendentes.

Em MotoGP o interesse centra-se na decisão do terceiro lugar do pódio final – decidido entre os espanhóis Maverick Viñales (Yamaha) e Alex Rins (Suzuki) que entram para a derradeira corrida separados por sete pontos, com vantagem do primeiro; na definição da ordem porque Ducati (Andrea Dovizioso e Danilo Petrucci) e Yamaha (Maverick Viñales e Fábio Quartararo) vão terminar, atrás da campeã, Honda, com a marca italiana a partir com um ponto de vantagem; e na decisão do título de equipas decidido entre a Ducati Team (Andrea Dovizioso e Danilo Petrucci) e a Repsol Honda Team (Marc Marquez e Jorge Lorenzo) que estão separadas por dois pontos.

Tanto em Moto2 como em Moto3, embora, ainda, haja possibilidade aritméticas de haver alguma alteração, as diferenças pontuais existentes devem permitir a quem está à frente manter a posição que ocupa no momento do arranque da corrida.

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez, 395 pontos; 2.º, Andrea Dovizioso, 256; 3.º, Maverick Viñales, 201; 4.º, Alex Rins, 194; 5.º, Danilo Petrucci, 176; 6.º, Fábio Quartararo, 171; 7.º, Valentino Rossi, 166; 8.º, Jack Miller, 149; 9.º, Cal Crutchlow, 133; 10.º, Franco Morbidelli, 115; …; 17.º, Miguel Oliveira, 33. Estão classificados mais nove pilotos

MOTO2 – 1.º, Alex Marquez, 262 pontos; 2.º, Brad Binder, 234; 3.º, Thomas Luthi, 230; 4.º, Jorge Navarro, 210; 5.º, Augusto Fernandez, 197; 6.º, Luca Marini, 182; 7.º, Lorenzo Baldassarri, 171; 8.º, Marcel Schrotter, 137; 9.º, Fabio Di Giannantonio, 101; 10.º, Enea Bastianini, 95. Estão classificados mais 20 pilotos.

MOTO3 – 1.º, Lorenzo Dalla Porta, 279 pontos; 2.º Aron Canet, 190; 3.º, Toby Arbolino, 175; 4.º, Marcos Ramirez, 174; 5.º, John McPhee, 156; 6.º, Niccolò Antonelli, 128; 7.º, Celestino Vietti, 127; 8.º, Jaume Masia, 121; 9.º, Tatsuki Suzuki, 111; 10.º, Albert Arenas, 108. Estão classificados mais 23 pilotos.

CONSTRUTORES

MOTOGP – 1.º, Honda, 401 pontos; 2.º, Ducati, 302; 3.º, Yamaha, 301; 4.º, Suzuki, 223; 5.º, KTM, 105; 6.º, Aprilia, 81

MOTO2 – 1.º, Kalex, 422 pontos; 2.º, Speed Up, 256; 3.º, KTM, 243;

4.º, MV Agusta, 32; 5.º, NTS, 11

MOTO3 – 1.º, Honda, 414 pontos; 2.º, KTM, 327

EQUIPAS

MOTOGP – 1.º, Ducati Team, 432 pontos; 2.º, Repsol Honda Team, 430; 3.º, Monster Energy Yamaha MotoGP, 367; 4.º, Petronas Yamaha SRT, 287; 5.º, Team Suzuki Ecstar, 281; 6.º, LCR Honda, 210; 7.º, Pramac Racing, 203; 8.º, Red Bull KTM Factory Racing, 124; 9.º, Aprilia Racing Team Gresini, 99; 10.º, Red Bull KTM Tech3, 41; 11.º, Real Avintia Racing, 25

MOTO2 – 1.º, Flexbox HP40, 381 pontos; 2.º, Dynavolt Intact GP, 367; 3.º, EG 0,0 Marc VDS, 334; 4.º, Red Bull KTM Ajo, 317; 4.º, Beta Tools Speed Up, 311; 6.º, SKY Racing Team VR46, 230; 7.º, ONEVOX TKKR SAG Team, 154; 8.º, Italtrans Racing Team, 141; 9.º, American Racing KTM, 94; 10.º, Federal Oil Gresini Moto2, 60; 11.º, MV Agusta Temporary Forward, 41; 12.º, Idemitsu Honda Team Asia, 23; 13.º, Tasca Racing Scuderia, 22; 14.º, Red Bull KTM Tech3, 17; 15.º, NTS RW Racing GP, 13; 16.º, Petronas Sprinta Racing, 8; 17.º, Gaivota Angel Nieto Team, 4; 18.º, Kiefer Racing, 3

MOTO3 – 1.º, Leopard Racing, 453 pontos; 2.º, VNE Snipers, 251; 3.º, SIC58 Squadra Corse, 239; 4.º, Sky Racing Team VR46, 224; 5.º, Petronas Sprinta Racing, 218; 6.º, Sterilgarda Max Racing Team, 190; 7.º, Mugen Race, 179; 8.º, Gaviota Angel Nieto Team, 168; 9.º, Honda Team Asia, 163; 10.º, Estrela Galicia 0.0, 122; 11.º, Redox PruestelGP, 98; 12.º, Kommerling Gresini Moto3, 75; 13.º, CIP Green Power, 64; 14.º, Boe Skull Rider Mugen, 36; 15.º, Reale Avintia Arizona 77, 19; 16.º, Red Bull KTM Ajo, 4

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação