Miguel Oliveira em rotura com a KTM

Piloto português não gostou da proposta que lhe foi apresentada de regressar à Tech3 KTM Factory Racing, equipa não oficial da marca, em 2023.

(auto.look2010@gmail.com)

A saída de Miguel Oliveira da KTM poderá consumar-se no final do presente Campeonato do Mundo de MotoGP. Depois de lhe ter sido proposto pela KTM voltar à Tech3, equipa não oficial da marca austríaca, pela qual se estreou na categoria rainha do motociclismo mundial, o piloto português já confessou não estar agradado com essa possibilidade.

«Acredito no meu potencial e é para isso que trabalho. A proposta que a KTM fez para ficar na Tech3 não a aceitei, porque acredito que mereço muito mais do que isso. Mereço estar num lugar mais acima. Comuniquei que se não estivessem disponíveis para manter o lugar que tenho neste momento na equipa oficial, iria encontrar outra solução. E é isso que estamos a fazer», afirmou em declarações à Sport TV.

Miguel Oliveira não quis, ainda assim, dizer muto mais em relação ao seu futuro: «Para já não há nada para anunciar. Esperamos efetivar algo mais concreto nas próximas semanas», referiu o “Falcão”.

O contrato de Miguel Oliveira com a KTM termina neste ano de 2022. O português foi, este domingo, 9.º classificado no GP de Itália é ocupa atualmente o 11.º lugar da classificação do Mundial de MotoGP, com 50 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.