Miguel Oliveira em busca de mais pontos

Embalado pelos cinco pontos conquistado em Termas de Rio Hondo (Argentina), o português Miguel Oliveira (KTM) chega ao Circuit of the Américas (Austin – Texas) com vontade de somar mais alguns pontos, num traçado de 5,513 km, que não é plano, ao contrário de tantos outros, o que o torna um maior desafio para os pilotos.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

O português, que esteve no México no intervalo entre as duas corridas, chega ao traçado norte-americano com a moral em alta, depois de no traçado argentino ter lutado de igual para igual, com o francês Johann Zarco e o espanhol Pol Espargaro, pilotos da equipa oficial, já que o seu colega de equipa na Tech3, o malaio Hafizh Syahrin, tem sido dominado de forma clara pelo “motard” português.

Com duas corridas cumpridas, Miguel Oliveira é o segundo piloto da KTM (15.º) na classificação do Campeonato do Mundo, atrás de Pol Espargaro (10.º), mas à frente de Johann Zarco (19.º), com Hafizh Syahrin a não contabilizar qualquer ponto.

Para Miguel Oliveira o objectivo em Austin é «consolidar a nossa posição nos lugares pontuáveis, num traçado que é muito longo, com subidas e descidas, o que o torna muito divertido e onde com uma MotoGP será incrível pilotar»

Com duas idas ao pódio, noutras tantas corridas, o espanhol Marc Marquez (Honda) e o italiano Andrea Dovizioso (Ducati) chegam a Austin nas duas primeiras posições do campeonato e perfilam-se como os mais sérios candidatos ao triunfo, desempatando a igualdade que se verifica neste momento, mas o italiano Valentino Rossi (Yamaha) mostrou em Termas de Rio Hondo, onde foi segundo, que é preciso contar com ele, algo que muitos já não julgavam possível.

E se em MotoGP o equilíbrio foi a nota dominante nas duas primeiras corridas, em Moto2, o italiano Lorenzo Baldassarri (Kalex) somou duas vitórias e tem já 17 pontos de avanço sobre o australiano Ramy Gardner (Kalex) e 23 sobre o alemão Marcel Schrotter (Kalex), parecendo lançado para a conquista do título, apesar de ter vencido as duas corridas por escassa margem.

Só que Lorenzo Baldassarri tem demonstrado saber aproveitar as oportunidades, enquanto os seus adversários as deixam escapar.

Enorme equilíbrio em Moto3, categoria onde nenhum piloto foi ao pódio duas vezes, o que deixa antever uma temporada animada e de vencedor imprevisível.

O japonês Kaito Toba (Honda) chega à terceira prova no comando do campeonato com escassos dois pontos de vantagem sobre o italiano Lorenzo Dalla Porta (Honda) e seis sobre o espanhol Jaume Masia (KTM), havendo a curiosidade de ver qual é o primeiro piloto que volta a classificar-se num dos três primeiros lugares.

CLASSIFICAÇÃO DOS CAMPEONATOS

PILOTOS

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez, 45 pontos; 2.º, Andrea Dovizioso, 41; 3.º, Valentino Rossi, 31; 4.º, Alex Rins, 24; 5.º, Danilo Petrucci, 20; 6.º, Cal Crutchlow, 19; 7.º, Takaaki Nakagami, 16; 8.º, Jack Miller, 13; 9.º, Aleix Espargaro, 13; 10.º, Pol Espargaro, 10; …; 15.º, Miguel Oliveira, 5. Estão classificados mais quatro pilotos

MOTO2 – 1.º, Lorenzo Baldassarri, 50 pontos; 2.º, Remy Gardner, 33; 3.º, Marcel Schrotter, 26; 4.º, Alex Marquez, 25; 5.º, Thomas Luthi, 20; 6.º, Luca Marini, 17; 7.º, Brad Binder, 15; 8.º, Enea Bastianini, 14; 9.º, Iker Lecuona, 13; 10.º, Augusto Fernandez, 11”; Estão classificados mais 11 pilotos.

MOTO3 – 1.º, Kaito Toba 31 pontos; 2.º, Lorenzo Dalla Porta, 29; 3.º, Jaume Masia, 25; 4.º, Niccolò Antonelli, 21; 5.º, Darryn Binder, 20; 6.º Aron Canet, 20; 7.º, Marcos Ramirez, 20; 8.º, Toby Arbolino, 16;

9.º, Celestino Vietti, 13; 10.º, Ayumu Sasaki, 11. Estão classificados mais 11 pilotos.

CONSTRUTORES

MOTOGP – 1.º, Honda, 45 pontos; 2.º, Ducati, 41; 3.º, Yamaha, 31; 4.º, Suzuki, 24; 5.º, Aprilia, 13; 6.º, KTM, 10

MOTO2 – 1.º, Kalex, 50 pontos; 2.º, KTM, 17; 3.º, Speed Up, 13; 4.º, NTS, 2

MOTO3 – 1.º, KTM, 41 PONTOS; 2.º, HONDA; 41

EQUIPAS

MOTOGP – 1.º, Mission Winnow Ducati, 61 pontos; 2.º, Repsol Honda Team, 52; 3.º, Monster Energy Yamaha, 40; 4.º, LCR Honda, 35; 5.º, Team Suzuki Ecstar, 32; 6.º, Pramac Racing, 15; 7.º, Aprilia Racing Team Gresini, 15; 8.º, Petronas Yamaha SRT, 13; 9.º, Red Bull KTM Factory Racing, 12; 10.º, Red Bull KTM Tech3, 5

MOTO2 – 1.º, Flexbox HP40, 61 pontos; 2.º, Dynavolt Intact GP, 46; 3.º, ONEVOX TKKR SAG Team, 37; 4.º, EG 0,0 Marc VDS, 31; 5.º, Italtrans Racing Team, 22; 6.º, SKY Racing Team VR46, 17; 7.º, Red Bull KTM Ajo, 16; 8.º, American Racing KTM, 13; 9.º, Beta Tools Speed Up. 13; 10.º, Federal Oil Gresini Moto2, 10; 11.º, Idemitsu Honda Team Asia, 6; 12.º, NTS RW Racing GP, 5, 13.º, Petronas Sprinta Racing, 3

MOTO3 – 1.º, Leopard Racing, 49 pontos; 2.º, Honda Team Asia, 36; 3.º, Bester Capital Dubai, 32; 4.º, SIC58 Squadra Corse, 24; 5.º, VNE Snipers, 23; 6.º, Sky Racing Team VR46, 21; 7.º, CIP Green Power, 20; 8.º, Sterilgarda Max Racing Team, 28; 9.º, Sama Qatar Angel Nieto Team, 20; 10.º, Petronas Sprinta Racing, 14; 11.º, Kommerling Gresini Moto, 11; 12.º, Redox PruestelGP, 6; 13.º, Estrela Galicia 0.0, 4;

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação