Miguel Oliveira em 7.º nos treinos livres em Jerez

O português terminou hoje na sétima posição as duas primeiras sessões de treinos livres do Grande Prémio de Espanha de MotoGP, que decorre este fim-de-semana em Jerez de la Frontera.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Bom começo da KTM no primeiro dos quatro fins-de-semana espanhóis, com o sul-africano Darryn Binder (KTM) a registar o melhor tempo e o português Miguel Oliveira (KTM) a ficar na sétima posição, a 0,001 (!) do francês Johann Zarco (Ducati) e a 0,385” do seu colega de equipa, numa confirmação dos progressos efectuados desde a corrida de Portimão, como o português tinha referido.

Destaque para as cinco primeiras posição serem ocupadas por motos de outras tantas marcas (KTM, Aprilia, Honda, Ducati, e Yamaha), com a sexta, a Suzuki, a ter o seu melhor piloto, o campeão do mundo, o espanhol Joan Mir (Suzuki), a fechar o lote dos 10 mais rápidos.

Nota ainda para o 16.º lugar do espanhol Marc Márquez (Honda), o único piloto que não conseguiu melhorar o seu tempo da manhã. O GP de Espanha de MotoGP é a quarta ronda da temporada e sucede ao GP de Portugal, ganho por Fábio Quartararo que, assim, ascendeu à liderança do campeonato. Miguel Oliveira, que não pontuou no Algarve depois de sofrer uma queda nas primeiras voltas da corrida, chega à prova andaluza na 18.ª posição do campeonato, com quatro pontos e a 57 do líder.

O australiano Remy Gardner (Kalex) conseguiu na derradeira volta, colocar-se no topo da tabela de tempos de Moto2, com o inglês Sam Lowes (Kalex), que tinha sido o mais rápido, durante a maior parte da sessão, a cair a escassos minutos do final e a ser relegado para a terceira posição, atrás ainda do italiano Marco Bezzecchi (Kalex), sendo de sublinhar o facto do espanhol Jorge Navarro (Boscoscuro), em quinto, ser o primeiro que não tripula uma Kalex.

A KTM dominou a primeira sessão de treinos livres de Moto3, colocando quatro motos nas cinco primeiras posições, com o argentino Gabriel Rodrigo (Honda) a fazer o segundo tempo e a intrometer-se entre o quarteto de pilotos da marca austríaca, que viu o italiano Niccolò Antonelli (KTM) registar a melhor marca.

É no traçado de Jerez de la Frontera que arranca o “Mundial” 2021 de MotoE Free, que conta com a presença do português André Pires (Energica), transmontano de Vila Pouca de Aguiar, com 32 anos, que faz a estreia no Campeonato do Mundo da categoria, que vai ter a sua terceira edição, com os 18 pilotos envolvidos a quererem suceder ao italiano Matteo Ferrari (2 019) e ao espanhol Jordi Torres (2020) na lista de campeões.

O melhor tempo da sessão ficou na posse do brasileiro Eric Granado (Energica), à frente do suíço Dominique Aegerter (Energica) e dos dois campeões, que continuam a competir na categoria, com o português a fechar a tabela de tempos, a mais de três segundos da melhor marca, acusando o facto de estar a fazer a primeira corrida na categoria.

TEMPOS DOS TREINOS

MotoGP – Brad Binder (KTM), 1’38,013”; Aleix Espargaro (Aprilia), 1’38,204”; Marc Marquez (Honda), 1’38,291”; Francesco Bagnaia (Ducati), 1’38,301”;  Fábio Quartararo (Yamaha), 1’38,344”; Johann Zarco (Ducati), 1’38,397”;Miguel Oliveira (KTM), 1’38,398”; Pol Espargaro (Honda), 1’38,433”; Maverick Viñales (Yamaha), 1’38,434”; Joan Mir (Suzuki), 1’38,484”. Treinaram mais 13 pilotos

Moto2 – Remy Gardner (Kalex), 1’41,675”; Marco Bezzecchi (Kalex), 1’41,797”; Sam Lowes (Kalex), 1’41,909”; Raul Fernandez (Kalex), 1’41,910”

Jorge Navarro (Boscoscuro), 1’41,918”; Fábio Di Giannantonio (Kalex), 1’41,924”; Augusto Fernandez (Kalex), 1’41,954”; Somklat Chantra (Kalex), 1’42,094”; Joe Roberts (Kalex), 1’42,272’’ ; Jake Dixon (Kalex), 1’42,209’’. Treinaram mais 21 pilotos

Moto3 – Niccolò Antonelli (KTM); 1’46,319”; Gabriel Rodrigo (Honda), 1’46,488”; Jason Dupasquier (KTM), 1’46,531”; Jaume Masia (KTM), 1’46,548”; Deniz Oncu (KTM), 1’46,568”; Dennis Foggia (Honda), 1’46,595”; Andrea Migno (Honda), 1’46,621”; Darryn Binder (Honda), 1’46,651”; Stefano Nepa (KTM), 1’46,662”; Romano Fenati (Husqvarna), 1’46,716”. Treinaram mais 18 pilotos

MotoE Free – Eric Granado (Energica), 1’48,057”; Dominique Argerter (Energica), 1’48,134”; Jordi Torres (Energica), 1’48,568”; Matteo Ferrari (Energica), 1’48,707”; Fermin Aldeguer (Energica), 1’48,709”; Mattia Casadei (Energica), 1’48,800”; Miguel Pons (Energica), 1’48,863”; Andrea Mantovani (Energica), 1’49,052”; Yonny Hernandez (Energica), 1’49,149”; Alessandro Zaccone (Energica), 1’49,158”; …; André Pires (Energica), 1’51’725”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *