Miguel Oliveira conduz KTM ao 14.º lugar

Tal como sucedeu na Argentina, o piloto português terminou a corrida nos pontos (14.º), à frente do espanhol Tito Rabat, em termos de campeonato igualou o campeão Jorge Lorenzo.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Miguel Oliveira (KTM) fez uma corrida de trás para a frente, sempre atrás do francês Johann Zarco, piloto da equipa oficial da marca austríaca, que nunca conseguiu “fugir” do “motard” luso, que chegou a parecer poder ultrapassá-lo, mas a não o conseguir. Contudo, voltar a terminar nos lugares pontuáveis é um excelente resultado para Miguel Oliveira, que continua a sua aprendizagem na categoria rainha do motociclismo mundial.

Vencedor desde 2013, o espanhol Marc Marquez (Honda) parecia lançado para manter a invencibilidade, pois depressa ganhou terreno aos seus adversários e parecia voar para a vitória, mas uma queda, a 12 voltas do fim roubou-lhe essa possibilidade e acarretou a perca do comando do campeonato.

A partir do abandono de Marc Marquez assistiu-se a um duelo entre o italiano Valentino Rossi (Yamaha), que herdou o comando, e o espanhol Alex Rins (Suzuki) que, a quatro voltas do fim, ultrapassou “Il Doctore” e voou para a vitória.

O australiano Jack Miller (Ducati) completou o pódio, à frente do italiano Andrea Dovizioso (Ducati), que ao terminar em quarto, ascendeu ao comando do campeonato.

O espanhol Aron Canet (KTM) ganhou a corrida de Moto3, à frente do espanhol Jaume Masia (KTM), que partilha o comando do campeonato com o espanhol, e o italiano Andrea Migno (KTM), com o terceto que chegou ao pódio a beneficiar da queda do japonês Tatsuki Suzuki (Honda), a cinco voltas do fim, que comandava quase desde o início.

O japonês Kaito Toba (Honda) chegou ao Circuito das Américas no comando, mas uma queda, a meio de uma corrida discreta, fê-lo descer para o quinto lugar do campeonato.

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDAS

MOTOGP – 1.º Alex Rins (Suzuki), 20 voltas (110,260 km); em 41m45,499s (158,4 km/h); 2.º, Valentino Rossi (Yamaha), a 0,462”; 3.º, Jack Miller (Ducati), a 8,454”; 4.º, Andrea Dovizioso (Ducati), a 9,420”; 5.º, Franco Morbidelli (Yamaha), a 18,021”; 6.º, Danilo Petrucci (Ducati), a 21,476”; 7.º, Fabio Quartararo (Yamaha), a 26,111”; 8.º, Pol Espargaro (Aprilia), a 29,743; 9.º, Fabio Bagnaia (Ducati), a 30,608”; 10.º Takaaki Nakagami (Honda), a 31,011”; …; 14.º, Miguel Oliveira (KTM), a 44,272”. Classificaram-se mais quatro pilotos

MOTO2 – 1.º Thomas Luthi (Kalex), 18 voltas (99,234 km), em 39m11,508s (151,9 km/h); 2.º, Marcel Schrotter (Kalex), a 2,532”; 3.º, Jorge Navarro (Speed Up), a 3,836”; 4.º, Mattia Pasini (Kalex), a 4,757”; 5.º, Alex Marquez (Kalex), a 7,741”; 6.º, Luca Marini (Kalex), a 8,031”; 7.º, Sam Lowes (Kalex), a 8,282”; 8.º, Simone Corsi (Kalex), a 8,953”; 9.º, Enea Bastianini Kalex), a 10,706”; 10.º, Andrea Locatelli (Kalex), a 16,868”. Classificaram-se mais 12 pilotos.

MOTO3 – 1.º Aron Canet (KTM), 17 voltas (93,721 km), em 39m06,761s (143,7 km/h); 2.º, Jaume Masia (KTM), a 0,909”; 3.º, Andrea Migno (KTM), a 1,077”; 4.º, Gabriel Rodrigo (Honda, a 1,104”; 5.º, Niccolò Antonelli (Honda), a 1,187”; 6.º, Tony Arbolino (Honda), a 1, 322”; 7.º, Raul Fernandez (KTM), a 1,418”; 8.º, Alonso Lopez (Honda), a 1’596”; 9.º, Celestino Vietti (KTM), a 1,735”; 10.º, Dennis Foggia (KTM), a 7,876”. Classificaram-se mais 11 pilotos

CAMPEONATOS

PILOTOS

MOTOGP – 1.º Andrea Dovizioso, 54 pontos; 2.º, Valentino Rossi, 51; 3.º, Alex Rins, 49; 4.º, Marc Marquez, 45; 5.º, Danilo Petrucci, 30; 6.º, Jack Miller, 29; 7.º, Takaaki Nakagami, 22; 8.º, Cal Crutchlow, 19; 9.º, Pol Espargaro, 18; 10.º, Fabio Quartararo, 17; …; 16.º, Miguel Oliveira, 7. Estão classificados mais quatro pilotos

MOTO2 – 1.º Lorenzo Baldassarri, 50 pontos; 2.º, Marcel Schrotter, 47; 3.º, Thomas Luthi, 45; 4.º, Remy Gardner, 38; 5.º, Alex Marquez, 36; 6.º, Luca Marini, 27; 7.º, Jorge Navarro, 24; 8.º, Enea Bastianini, 21; 9.º, Sam Lowes, 19; 10.º, Brad Binder, 14. Estão classificados mais 14 pilotos.

MOTO3 – 1.º Jaume Masia, 45 pontos; 2.º Aron Canet, 45; 3.º, Lorenzo Dalla Porta, 32; 4.º, Niccolò Antonelli, 32; 5.º, Kaito Toba 31; 6.º, Toby Arbolino, 26; 7.º, Gabriel Rodrigo, 24; 8.º, Marcos Ramirez, 24; 9.º, Andrea Migno, 23; 10.º, Darryn Binder, 20. Estão classificados mais 11 pilotos.

CONSTRUTORES

MOTOGP – 1.º Ducati, 57 pontos; 2.º, Honda, 51; 3.º, Yamaha, 51; 4.º, Suzuki, 49; 5.º, KTM, 18; 6.º, Aprilia, 17

MOTO2 – 1.º Kalex, 75 pontos; 2.º, Speed Up, 29; 3.º, KTM, 18; 4.º, NTS, 7;

5.º, MV Augusta, 2;

MOTO3 – 1.º, KTM, 66 pontos; 2.º, Honda, 54

EQUIPAS

MOTOGP – 1.º, Mission Winnow Ducati, 84 pontos; 2.º, Monster Energy Yamaha, 65; 3.º, Team Suzuki Ecstar, 57; 4.º, Repsol Honda Team, 52; 5.º, LCR Honda, 41; 6.º, Pramac Racing, 38; 7.º, Petronas Yamaha SRT, 33; 8.º, Red Bull KTM Factory Racing, 23; 9.º, Aprilia Racing Team Gresini, 19; 10.º, Red Bull KTM Tech3, 7; 11.º, Real Avintia Racing, 1

MOTO2 – 1.º, Dynavolt Intact GP, 92 pontos; 2.º, Flexbox HP40, 74; 3.º, ONEVOX TKKR SAG Team, 46; 4.º, EG 0,0 Marc VDS, 42; 5.º, Italtrans Racing Team, 35; 6.º, Beta Tools Speed Up. 29; 7.º, SKY Racing Team VR46, 27; 8.º, Federal Oil Gresini Moto2, 19; 9.º, Red Bull KTM Ajo, 16; 10.º, American Racing KTM, 13; 11.º, Tasca Racing Scuderia, 8; 12.º, NTS RW Racing GP, 8; 13.º, Idemitsu Honda Team Asia, 6; 14.º, Petronas Sprinta Racing, 3; 15.º, MV Augusta Idealavoro, 2

MOTO3 – 1.º, Bester Capital Dubai, 68 pontos;  2.º, Leopard Racing, 56; 3.º, Sterilgarda Max Racing Team, 45; 4.º, Honda Team Asia, 41;

5.º, SIC58 Squadra Corse, 35; 6.º, Sky Racing Team VR46, 34; 7.º, VNE Snipers, 33; 8.º, Sama Qatar Angel Nieto Team, 29; 9.º, Kommerling Gresini Moto, 24; 10.º, CIP Green Power, 21; 11.º, Petronas Sprinta Racing, 16; 13.º, Estrela Galicia 0.0, 12; 12.º, Redox PruestelGP, 6.

PRÓXIMA PROVA – Gran Premio Red Bull de España, dia 5 de Maio, no Circuito de Jerez – Angel Nieto

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação