Miguel Oliveira com o 16.º tempo na Argentina

Com bom tempo, algo que deverá mudar para a corrida de domingo, caso as previsões meteorológicas se confirmem, cumpriu-se a primeira sessão de treinos livres para o GP Motul de la República Argentina, que tem por cenário do traçado de Termas de Rio Hondo.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Para Miguel Oliveira (KTM), a cumprir a segunda corrida em MotoGP, o fim-de-semana começa com 16.º tempo, duas posições acima do alcançado no Qatar palco da estreia na categoria rainha do motociclismo mundial.

De assinalar que o português ficou a 0,004 segundos do 15.º lugar, ocupado pelo espanhol Tito Rabat (Ducati). O campeão do mundo, o espanhol Marc Marquez (Honda), registou o melhor tempo e foi o único a rodar no segundo “39”, à frente do norte-americano Jack Miller (Ducati) que, o ano passado largou da “pole position” e do inglês Cal Crutchlow.

Apesar do Tribunal ter considerado legal o apêndice aerodinâmico utilizado pela Ducati no Qatar, nenhuma das restantes marcas recorreu, para já, a algo de semelhante, o que não quer dizer que não venha a acontecer num futuro mais ou menos próximo caso as Ducati continuem a brilhar nas corridas.

Em Moto2, o duelo pelo melhor tempo foi mais intenso do sucedido em Moto3, com o italiano Luca Marini (Kalex) a levar a melhor sobre o inglês Sam Lowes (Kalex), por 0,020 segundos, com 20 pilotos a ficarem a menos de um segundo do italiano, numa confirmação do equilíbrio que tem caracterizado a categoria.

O espanhol Jaume Masia (KTM) dominou, de forma clara, a primeira sessão de treinos livres de Moto3 ao bater por mais de meio segundo o italiano Romano Fenati (Honda) que registou o segundo tempo, à frente do seu compatriota Tony Arbolino (Honda), com 14 pilotos a ficarem a menos de um segundo do autor da melhor marca.

MELHORES TEMPOS

MOTOGP – Marc Marquez (Honda), 1m39,827s; Jack Miller (Ducati), 1’40,180”; Cal Crutchlow (Honda), 1’40,215”; Franco Morbidelli (Yamaha), 1’40,319”; Andrea Iannone (Aprilia), 1’40,366”; Johann Zarco (KTM), 1’40,387”; Andrea Dovizioso (Ducati), 1’40,595”; Fabio Quartararo (Yamaha), 1’40,676”; Alex Rins (Suzuki), 1’40,821”; Valentino Rossi (Yamaha), 1’40,827”; …; Miguel Oliveira (KTM), 1’41,513”. Treinaram mais seis pilotos

MOTO2 – Luca Marini (Kalex), 1’44,220”; Sam Lowes (Kalex), 1’44,240”; Marcel Schrotter (Kalex), 1’44,351”; Brad Binder (KTM), 1’44,394”; Alex Marquez (Kalex), 1’44,467”; Xavi Vierge (Kalex), 1’44,514”; Thomas Luthi (Kalex), 1’44,534”; Remy Gardner (Kalex), 1’44,662”; Iker Lecuona (KTM), 1’44,678”; Augusto Fernandez (Kalex), 1’44,711”. Treinaram mais 22 pilotos.

MOTO3 – Jaume Masia (KTM), 1’51,147”; Romano Fenati (Honda), 1’51,650; Tony Arbolino (Honda), 1’51,672”; Jakub Kornfeil (KTM), 1’51,721”; Alonso Lopez (Honda), 1’51,722”; Raul Fernandez (KTM), 1’51,733”; Andrea Migno (KTM), 1’51,831”; Kaito Toba (Honda), 1’51,852”; Kazuki Masaki (KTM), 1’51,853”. Treinaram mais 19 pilotos.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação