Miguel Oliveira com arranque complicado

O piloto português realizou a sua melhor volta em 1m54,756s, ficando a 1,369 do mais rápido, o australiano Jack Miller (Ducati). Este sábado disputam-se mais duas sessões de treinos livres e a qualificação.

(auto.look2010@gmail.com

O piloto Miguel Oliveira (KTM) foi hoje 19.º classificado nas primeiras duas sessões de treinos livres para o Grande Prémio do Qatar, prova de abertura do Mundial de MotoGP. As KTM parecem não estar bem adaptadas ao rápido circuito qatari e à sua recta de mais de um quilómetro, onde as Ducati continuam a sentir-se como “peixes dentro de água” dada a sua maior velocidade de ponta face à concorrência.

Prova disso foi o segundo lugar conseguido pelo italiano Francesco Bagnaia, na outra Ducati oficial, a apenas 35 milésimos do australiano. O sul-africano Brad Binder foi o melhor dos representantes da marca austríaca, em 16.º, mas já a 984 milésimas de Miller.

Na primeira sessão do dia, Miguel Oliveira foi o 10.º mais rápido, a 824 milésimos do italiano Franco Morbidelli (Yamaha), que foi o mais veloz de manhã. Durante grande parte da sessão da tarde, que teve de ser interrompida para limpar alguns detritos que caíram de uma das passagens pedonais por cima da recta da meta, Miguel Oliveira esteve entre os 10 primeiros, mas os derradeiros minutos foram aproveitados pela generalidade dos pilotos para tentarem fazer voltas rápidas e os tempos foram caindo à medida que o relógio avançava.

Miguel Oliveira explicou que sentiu algumas «dificuldades». «Testámos uma sessão de “setup” diferente nos primeiros treinos e na primeira saída do segundo treino para a pista. Percebemos que não era o caminho a seguir e voltámos à nossa configuração de base dos testes, o que nos trouxe praticamente o mesmo resultado e as mesmas dificuldades do teste», começou por explicar o piloto de Almada.

Miguel Oliveira acredita que o equilíbrio da mota pode melhorar, «sobretudo para aproveitar o pneu macio numa volta rápida». «É nisso que nos estamos a focar para a qualificação deste sábado», concluiu o piloto da KTM. Nota ainda para as duas quedas sofridas pelo espanhol Pol Espargaró na sua estreia pela Honda, ainda que sem consequências físicas de maior.

Este sábado disputam-se mais duas sessões de treinos livres e a qualificação. Os 10 mais rápidos dos treinos livres 3 apuram-se directamente para a segunda fase da qualificação, aos quais se juntam os dois melhores da primeira fase da qualificação.

O GP do Qatar de MotoGP é a jornada de abertura do Campeonato do Mundo, cuja terceira ronda se disputa em Portugal, em 18 de Abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *