Miguel Oliveira à frente de Johann Zarco na Argentina

Piloto português da KTM qualificou-se hoje na 14.ª posição para o Grande Prémio da Argentina de MotoGP, partindo, este domingo, da quinta posição da grelha.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

O português Miguel Oliveira (KTM) voltou a melhorar o tempo efectuado no traçado de Termas de Rio Hondo e registou o 16.º lugar na terceira sessão de treinos livres, tendo ficado duas posições à frente do francês Johann Zarco (KTM), piloto da equipa oficial da marca austríaca. Que a KTM continua longe da eficácia das restantes marcas é demonstrado pelo facto do espanhol Pol Espargaro (KTM), o outro piloto da equipa oficial, ter ficado dois lugares à frente do português. Já o malaio Hafizh Syahrin, companheiro do português na Tech3, foi o 21.º classificado.

Miguel Oliveira terminou com o tempo de 1m39,298s, a 0,994 segundos do autor da “pole position”, o espanhol Marc Márquez (Honda), e vai partir entre o espanhol Aleix Espargaró (Suzuki) e o checo Karel Abraham (Ducati). Marc Márquez fez o tempo de 1m38,304s, batendo o compatriota Maverick Viñales (Yamaha) por 0,154 segundos e o italiano Andrea Dovizioso (Ducati) por 0,164.

Recorde-se que, em 2018, Miguel Oliveira subiu ao pódio na corrida de Moto2, ao terminar na terceira posição, depois de ter sido segundo em 2017, ano em que partiu da ‘pole position’ na categoria intermédia.

Em Moto2, o australiano Remy Gardner (Kalex), que ontem tinha sido terceiro, a fazer o melhor tempo, à frente do italiano Luca Marini (Kalex), que foi mais lento 0,010”, com o suíço Thomas Luthi (Kalex), que tinha feito a melhor marca na segunda sessão de ontem, a registar o terceiro tempo.

Mais rápido no conjunto das duas sessões de treinos livres de ontem, o escocês John McPhee (Honda) voltou a ser o mais rápido, na terceira sessão de treinos livres de Moto3 e foi o único a chegar ao segundo “48”, confirmando a superioridade exibida na véspera.

O italiano Niccolò Antonelli (Honda) e o espanhol Marcos Ramirez Honda) posicionaram-se nos lugares seguintes, com o espanhol a aparecer, pela primeira vez no lote dos mais rápidos.

MELHORES TEMPOS

MOTOGP – Marc Marquez (Honda), 1’38,471”; Jack Miller (Ducati), 1’38,677”; Cal Crutchlow (Honda), 1’38,726”; Maverick Viñales (Yamaha), 1’38,828”; Danilo Petrucci (Ducati), 1’38,869”; Franco Morbidelli (Yamaha), 1’38,982”; Valentino Rossi (Yamaha), 1’39,181”; Andrea Dovizioso (Ducati), 1’39,181”; Jorge Lorenzo, 1’39,190”; Fabio Quartararo (Yamaha), 1’39,202”; …; Miguel Oliveira (KTM), 1’39,552”. Treinaram mais seis pilotos

MOTO2 – Remy Gardner (Kalex), 1’42,815”; Luca Marini (Kalex), 1’42,825”; Thomas Luthi (Kalex), 1’42,843”; Jorge Navarro (Speed Up), 1’42,928”; Jorge Martin (KTM), 1’43,000”; Nicolo Bulega, 1’43,083”; Alex Marquez (Kalex), 1’43,099”; Sam Lowes (Kalex), 1’43,128”; Iker Lecuona (KTM), 1’43,130”; Xavi Vierge (Kalex), 1’43,138”. Treinaram mais 22 pilotos.

MOTO3 – John McPhee (Honda), 1’48,959”; Niccolò Antonelli (Honda), 1’49,272”; Marcos Ramirez (Honda), 1’49,376”; Lorenzo Dalla Porta (Honda), 1’49,383”; Romano Fenati (Honda), 1’49,465”; Raul Fernandez (KTM), 1’49,501”; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’49,536”; Kaito Toba (Honda), 1’49,566”; Tony Arbolino (Honda), 1’49,572”; Alonso Lopez (Honda), 1’49,630”. Treinaram mais 19 pilotos.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação