Miguel Nunes sem oposição na Madeira

Vencedor dos ralis da “Calheta”, “Vinho Madeira” e da “Ribeira Brava”, Miguel Nunes só não vencerá em Santana se cometer um erro ou de a mecânica não ajudar.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Face à ausência de Alexandre Camacho, que tem sido o seu mais directo opositor e optou por não alinhar nas duas provas que faltam para terminar a temporada, Miguel Nunes (Skoda Fabia R5 Evo) tem “obrigação” de vencer o Rali Cidade de Santana, manter a invencibilidade no campeonato e assegurar a conquista do título que juntará aos alcançados em 2010, 2012 e 2014, podendo, depois dar-se ao luxo de prescindir da presença no Rali de S. Vicente, que encerra a época

Vencedor dos ralis da “Calheta”, “Vinho Madeira” e da “Ribeira Brava”, Miguel Nunes só não vencerá em Santana se cometer um erro ou de a mecânica não ajudar.

Com o primeiro lugar decidido, do ponto de vista teórico, o interesse vai estar na luta pelos outros dois lugares do pódio, com Rui Pinto (Ford Focus RS WRC), Filipe Pires (Mitsubishi Lancer X) e Filipe Freitas (Porsche 911 GT3 Cup) a perfilarem-se como candidatos, por serem, depois de Miguel Nunes, os que dispõem de carros mais competitivos.

Interessante será, igualmente, a luta entre os que tripulam carros de duas rodas motrizes, cujo o lote de participantes é enriquecido com a presença do tri-campeão nacional (1997, 1998 e 2001), Adruzilo Lopes, que depois de ter estado no “Vinho Madeira” ao volante de um Peugeot 208 R2, regressa mas, desta vez, num Toyota Yaris, podendo ser uma referência para os pilotos locais.

Intenso, como tem sido nas provas anteriores, será o duelo entre o jovem Rui Jorge Fernandes (Renault Clio 4 RS) e o veterano Rui Sá (Citroen DS3 R3) na categoria RC3, com vantagem para o mais novo, 2-1, que comando o campeonato da respectiva categoria com oito pontos de vantagem.

A estrada

A prova, organizada pelo Clube 100 à Hora a Madeira, tem lugar no sábado, com partida (10h00), na Ribeira do Faial, e chegada (18h32) no Kartódromo do Faial e decide-se, do ponto de vista desportivo, numa tripla passagem pelas especiais de Faial (8,38 km – 10h30, 11h56 e 14h19) e Santana (14,12 km – 11h13, 13h41 e 15h02), para terminar com a classificativa do Kartódromo do Faial (3,09 km – 16h24).

CLASSIFICAÇÕES DO CAMPEONATO

PILOTOS – 1.º Miguel Nunes, 88 pontos; 2.º, Filipe Freitas, 45; 3.º, Alexandre Camacho, 41; 4.º, Filipe Pires, 36; 5.º, Rui Jorge Fernandes, 28; 6.º, Vítor Sá, 24; 7.º, Pedro Paixão, 21; 8.º, António Dias, 18; 9.º, Rui Alberto Pinto, 17; 10.º, João Silva, 17. Estão classificados mais 20 pilotos.

NAVEGADORES – 1.º João Paulo, 88 pontos; 2.º, Pedro Calado, 41; 3.º, Vasco Mendonça, 38; 4.º, Daniel Figueiroa, 31; João Freitas, 30; 6.º, Rubina Gonçalves, 26; 7.º, Luís Rodrigues, 21; 8.º, Ricardo Ventura, 17; 9.º, Vítor Calado, 17; 10.º, Duarte Miranda, 14. Estão classificados mais 17 navegadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: