Mercedes repõem a ordem em Abu Dhabi

Valtteri Bottas foi o mais rápido no segundo treino livre para o Grande Prémio de Abu Dhabi, com Lewis Hamilton, que regressa à competição após recuperar da Covid-19, registou o segundo melhor registo, a 0,770 milésimos do finlandês.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Os “Mercedes boys” dominaram a segunda sessão de treinos livres, com o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) a levar a melhor sobre o seu companheiro de equipa, o inglês Lewis Hamilton, sendo os únicos a chegar ao segundo “36”, com o finlandês a deixar o terceiro, o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda), mais rápido na sessão inaugural, a 0,770”. O anglo-tailandês Alexander Albon (Red Bull/Renault) registou a quarta marca à frente do inglês Lando Norris (McLaren/Renault).

Notável foi o facto de entre o sexto e o nono piloto haver escassos 0,003 segundos” (três milésimos de segundo), com o francês Esteban Ocon (Renault) a ser um milésimo mais rápido que o mexicano Sérgio Perez.

O pioto do Racing Point/Mercedes bateu o duo formado pelo monegasco Charles Leclerc (Ferrari) e o australiano Daniel Riccardo (Renault) por dois milésimos, com vantagem do monegasco que foi o primeiro a marcar o tempo.

 

O canadiano Lance Stroll (Racing Point/Mercedes) fechou o lote dos 10 mais rápidos, sendo de assinalar o 14.º tempo do finlandês Kimi Raikkonen (Alfa Romeo/Ferrari), à frente do alemão Sebastian Vettel (Ferrari), apesar de ter ficado fora do derradeiro quarto de hora da sessão, como consequência do Alfa Romeo ter começado a arder, o que levou à interrupção do treino, que recomeçaria a cinco minutos do final da sessão.

De fora da fase final da sessão ficou, também, o inglês George Russell (Williams/Mercedes), devolvido à equipa de Sir Frank Williams, como consequência do regresso de Lewis Hamilton, por um fumo suspeito ter começado a sair da traseira, o que o obrigou a rumar às “boxes”, com os mecânicos a terem de esperar pelo apagar da “luz vermelha” para poder mexer no carro.

A “luz vermelha”, colocada no “roll-bar” por detrás do piloto, assinala que há o perigo de uma descarga eléctrica se alguém tocar no carro, enquanto estiver acesa.

TEMPOS DOS TREINOS

PILOTO CARRO MOTOR 1.º TREINO 2.º TREINO
 
Valtteri Bottas Mercedes W11 Mercedes 1’37,412″ 1’36,276″
Lewis Hamilton Mercedes W11 Mercedes 1’38,744″ 1’36,479″
Max Verstappen Red Bull RB16 Honda 1’37.378″ 1’37,046″
Alexander Albon Red Bull RB16 Honda 1’38,547″ 1’37,263″
Lando Norris McLaren MCL35 Renault 1’39,352″ 1’37,438″
Esteban Ocon Renault RS20 Renault 1’38,515″ 1’37,505″
Sergio Perez Racing Point RP20 Mercedes 1’38,956″ 1’37,506″
Charles Leclerc Ferrari SF1000 Ferrari 1’39,344″ 1’37,508″
Daniel Ricciardo Renault RS20 Renault sem tempo 1’37,508″
Lance Stroll Racing Point RP20 Mercedes 1’38,831″ 1’37,560″
Danill Kvyat Alpha Tauri AT01 Honda 1’39,150″ 1’37,596″
Carlos Sainz McLaren MCL35 Renault 1’39,330″ 1’37,616″
Pierre Gasly Alpha Tauri AT01 Honda 1’39,160″ 1’37,900″
Kimi Raikkonen Alfa Romeo C39 Ferrari 1’39,199″ 1’38,068″
Sebastian Vettel Ferrari SF1000 Ferrari 1’39,670″ 1’38,198″
Kevin Magnussen Haas VF-20 Ferrari sem tempo 1’38,594″
Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C39 Ferrari sem tempo 1’38,564″
George Russell Williams FW 43 Mercedes 1’40,446″ 1’38,817″
Pietro Fittipaldo Haas VF-20 Ferrari 1’44,069″ 1’39,027″
Nicholas Latifi Williams FW 43 Mercedes 1’41,063″ 1’39,132″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *