Mercedes monopoliza primeira linha em Monza

Valtteri Bottas sai na frente na “sprint race” de Monza. O finlandês fez a sua melhor volta em 1m19,555s, deixando o companheiro de equipa, o britânico Lewis Hamilton, em 2.º, a 0,096 segundos. Max Verstappen (Red Bull) foi o terceiro, já a 0,411 segundos.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Valtteri Bottas (Mercedes)

A Mercedes monopolizou a primeira linha da grelha para a corrida de qualificação para o GP de Itália, com Valtteri Bottas (Mercedes) a levar a melhor sobre o seu colega de equipa, o inglês Lewis Hamilton (Mercedes). O piloto finlandês sabe que, qualquer que seja o seu resultado amanhã, largará no domingo na derradeira posição da grelha, por ter trocado de unidade motriz.

Mas, sendo Monza um circuito de alta velocidade, não surpreenderá que depressa chegue aos lugares pontuáveis para ajudar a equipa a garantir o título de construtores, antes de se transferir para a Alfa Romeo.

Apesar dos seus esforços, o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda), que comanda o campeonato, não conseguiu melhor que o terceiro tempo, com escassos 0,023” de vantagem sobre o inglês Lando Norris (McLaren/Mercedes).

A McLaren/Mercedes venceu, para já, a “guerra dos outros”, com o australiano Daniel Riccardo (McLaren/Mercedes) a secundar o seu colega de equipa, à frente do francês Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda) e dos dois homens da equipa da casa.

Lewis Hamilton (Mercedes)

O espanhol Carlos Sainz (Ferrari) leva vantagem sobre o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), mas com a equipa criada pelo campeão mundial Bruce McLaren a poder tirar partido das posições alcançadas, hoje, para amanhã, na corrida de qualificação, voltar a impor-se à dupla de Maranello, com quem luta pelo terceiro lugar no “Mundial” de Construtores.

O mexicano Sergio Perez (Red Bull/Honda) e o italiano Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari), que voltou a colocar um carro da marca de Arese na Q3, completaram o lote dos 10 mais rápidos.

De referir que, na Q1, na sua derradeira volta, o japonês Yuri Tsunoda (Alpha Tauri/Honda) fez um tempo que lhe permitia ascender à Q2 e relegar o inglês George Russell (Williams/Mercedes) para a Q3, mas o mesmo seria anulado, por ter excedido os limites da pista e, como consequência o inglês participou na Q2, enquanto o seu adversário ficava pela Q1.

GRELHA DE PARTIDA

Valtteri Bottas
Mercedes W12/Mercedes
1’19,555″
Lewis Hamilton
Mercedes W12/Mercedes
1’19,651″
Max Verstappen
Red Bull 16B/Honda
1’19,966″
Lando Norris
McLaren MCL35M/Mercedes
1’19,989″
Daniel Riccardo
McLaren MCL35M/Mercedes
1’19,995″
Pierre Gasly
Alpha Tauri AT02/Honda
1’20,260″
Carlos Sainz
Ferrari SF21/Ferrari
1’20,462″
Charles Leclerc
Ferrari SF21/Ferrari
1’20,510″
Sergio Perez
Red Bull RB 16B/Honda
1’20,611″
Antonio Giovinazzi
Alfa Romeo C41/Ferrari
1’20,808″
Sebastian Vettel
Aston Martin AMR21/Mercedes
1’20,913″
Lance Stroll
Aston MartinAMR21/Mercedes
1’21,020″
Fernando Alonso
Alpine A521/Renault
1’21,069″
Esteban Ocon
Alpine A521/Renault
1’21,103″
George Russell
Williams FW43B/Mercedes
1’21,392″
Nicholas Latifi
Wiliams FW43B/Mercedes
1’21,925″
Yuki Tsunoda
Alpha Tauri AT02/Honda
1’21,973″
Mick Schumacher
Haas VF-21/Ferrari
1’22,248″
Robert Kubica
Alfa Romeo C41/Ferrari
1’22,530″
Nikita Mazepin
Haas VF-21/Ferrari
1’22,716″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *