Mercedes domina sessão encurtada em Imola

A marca da estrela manteve o “império” na segunda sessão de treinos livres da Fórmula 1 para o Grande Prémio Emília-Romanha, que terá lugar este domingo, no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Imola.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

A exemplo da primeira sessão, que foi interrompida, durante alguns minutos, na segunda sucedeu o mesmo, mas como faltavam pouco mais de três minutos para o seu final, a mesma foi dada por concluída. Na origem da interrupção, a saída de pista do monegasco Charles Leclerc (Ferrari), quando tentava chegar a um dos três primeiros lugares.

E, tal como no treino da manhã, a Mercedes colocou os seus dois pilotos no topo da tabela de tempos, com o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) a voltar a superiorizar-se ao inglês Lewis Hamilton (Mercedes), desta feita por 0,010”.

Excelente terceiro tempo do francês Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda), depois de ter sido quinto na sessão da manhã, com a Red Bull a voltar a ter problemas, com o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) a ver o seu tempo de trabalho encurtado, por problemas de transmissão, depois de, na primeira sessão, ter sido o mexicano Sérgio Perez (Red Bull/Honda) a estar menos tempo na pista.

Para já fica a sensação da Ferrari estar a aproximar-se da dupla Mercedes/Red Bull, mas fica  a dúvida em relação ao que vale a Red Bull, que viu o seu trabalho muito condicionado pelos incidentes que sucederam aos seus pilotos, com Sérgio Perez, sexto na sessão, a reconhecer que tem, ainda, muito a aprender em relação ao novo carro.

O bom resultado de Pierre Gasly foi confirmado pelo sétimo tempo do japonês Yuki Tsunoda (Alpha Tauri/Honda), que continua a confirmar, de forma clara, ser o melhor dos estreantes, já que os outros dois, o alemão Mick Schumacher (Haas/Ferrari) e o russo Nikita Mazepin (Haas/Ferrari), foram os mais lentos da sessão.

O inglês Lando Norris (McLaren/Mercedes), apesar de considerar que o traçado italiano vai fazer vir ao de cima as piores características do carro, o italiano Antonio Giovinazzi (Alfa/Romeo/Ferrari) e o canadiano Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes) completaram o lote de pilotos que chegou aos 10 primeiros lugares.

Tempos dos treinos

PILOTO CARRO MOTOR 1.º TREINO 2.º TREINO
         
Valtteri Bottas Mercedes W12 Mercedes 1’16,564″ 1’15,551″
Lewis Hamilton Mercedes W12 Mercedes 1’16,605″ 1’15,561″
Pierre Gasly Alpha Tauri AT02 Honda 1’16,888″ 1’15,629″
Carlos Sainz Ferrari SF21 Ferrari 1’16,888″ 1’15,834″
Charles Leclerc Ferrari SF21 Ferrari 1’16,796″ 1’16,371″
Sergio Perez Red Bull RB16B Honda 1’18,228″ 1’16.411″
Yuiki Tsunoda Alpha Tauri AT02 Honda 1’19,781″ 1’16,419″
Lando Norris McLaren MCL35 Mercedes 1’17,935″ 1’16,485″
Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C41 Ferrari 1’18,058″ 1’16,513″
Lance Stroll Aston Martin AMR21 Mercedes 1’17,489″ 1’16,737″
Esteban Ocon Alpine A521 Renault 1’18,360″ 1’16,817″
Nicholas Latifi Williams FW 43B Mercedes 1’17,739″ 1’16,823″
Fernando Alonso Alpine A521 Renault 1’17,457! 1’16,835″
Max Verstappen Red Bull RB16B Honda 1’16,622″ 1’16,999″
Sebastian Vettel Aston Martin AMR21 Mercedes 1’17,984″ 1’17,092″
George Russell Williams FW 43B Mercedes 1’17,866″ 1’17,179″
Kimi Raikkonen Alfa Romeo C41 Ferrari 1’17,883″ 1’17,273″
Daniel Ricciardo McLaren MCL35 Mercedes 1’17,769″ 1’17,281″
Mick Schumacher Haas VF-21 Ferrari 1’19,480″ 1’17,350″
Nikita Mazepin Haas VF-21 Ferrari 1’18,823″ 1,17,857″

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *