Mazda com vendas sustentadas na Europa

O Velho Continente fecha primeiro semestre do ano fiscal como a região mais forte da Mazda, com os lançamentos dos modelos da nova geração e de novas tecnologias decorrem a bom ritmo.

(auto.look2010@gmail.com)

A Mazda Motor Corporation anunciou os resultados financeiros e de vendas do primeiro semestre do presente Ano Fiscal (de 1 de Abril a 30 Setembro de 2019), reportando vendas globais de 731 mil unidades nesse período.

As vendas na Europa cresceram 2% nesses seis meses, com 121 mil unidades. A Alemanha, o maior mercado da Mazda neste continente, contribuiu com 34 mil unidades (+3%), enquanto as vendas no Reino Unido cresceram 9%, num total de 20 mil viaturas, face a igual período do ano anterior e em contra ciclo com o mercado. No Japão, o mercado doméstico da Mazda, comercializaram-se 98 mil unidades, e a América do Norte representou 202 mil vendas.

A performance de vendas da Mazda neste primeiro semestre do presente Ano Fiscal elevou os resultados financeiros a 1.706.600 milhões (14.100 milhões de euros), resultando num lucro operacional de 25.800milhões (213,2 milhões de euros) e um lucro líquido de 16.600 milhões (137,1 milhões de euros).

Essencialmente em resultado das pressões das taxas de câmbio e de custos pontuais de qualidade, a Mazda ajustou as suas previsões para a totalidade do Ano Fiscal que terminará a 31 de Março de 2020, passando a definir um objectivo global de vendas de 1.550.000 unidades (menos 8%), um lucro operacional de 60.000 milhões (504 milhões de euros) e um lucro líquido de 43.000 milhões (361 milhões de euros).

Na Europa, quer a nova geração Mazda3, já disponível no mercado com o revolucionário motor a gasolina Skyactiv-X da Mazda, quer o Mazda CX-30, estão a receber críticas muito positivas. Espera-se que ambos os modelos impulsionem ainda mais as vendas ao longo do presente Ano Fiscal. De entre as restantes notícias positivas, destaque-se o recente lançamento do Mazda MX-30, o primeiro modelo de produção 100% eléctrico da Mazda, que chegará ao mercado no segundo semestre de 2020.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação