Mazda 3 candidato a “Carro do Ano”

O ambiente é uma das grandes preocupações da marca, com a introdução do novo motor a gasolina Skyactix-X a fim de diminuir a emissão de CO2, fazendo a estreia no novo Mazda 3 que se apresenta nas versões Sedan e Hatchback.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Lançado em 2003, o Mazda 3, que vendeu mais de seis milhões de unidades no mundo, um milhão das quais na Europa, tem uma nova versão que vai concorrer ao Troféu Carro do Ano/Volante de Cristal, uma iniciativa SIC/Expresso, com o objectivo de suceder ao Peugeot 508 na lista de vencedores, estando, também inscrito na categoria Familiar do ano.

Com linhas agradáveis e inovadoras, o Mazda 3 é, nesse aspecto, consequência da evolução da linguagem de design KODO – A Alma do Movimento, que visa eliminar os elementos supérfluos para se restringir à essência da estética japonesa, sendo o primeiro modelo de produção a adoptar a versão evoluída do design KODO.

As preocupações com o ambiente não foram esquecidas, com destaque para a introdução do novo motor a gasolina Skyactix-X, que diminui a emissão de CO2, que faz a estreia no novo Mazda 3, que se apresenta nas versões Sedan e Hatchback.

De linhas arredondadas e agradáveis à vista, o Mazda 3 tem um interior confortável, para todos os ocupantes, e uma cómoda posição de condução, mesmo em viagens longas, como consequência de pequenas alterações, como, por exemplo, um apoio de braços mais extenso que o anterior, com o apoio central a estar ao nível do da porta, o que aumenta a comodidade, e o suporte de copos à frente da alavanca de velocidades, o que facilita o acesso à bebida, sem que o condutor tenha de tirar os olhos da estrada.

Olhos que condicionam o activar do Sistema Driver Monitoring que monitoriza, de forma permanente, se os olhos do condutor estão abertos, o número de vezes que os pisca e, ainda, o ângulo da boca e do rosto para de acordo com a informação recebida avaliar o estado de fadiga e sonolência do condutor.

Se o sistema detectar que o condutor, mesmo que use óculos escuros, está em vias de adormecer é activado um sinal sonoro e aparece uma mensagem a mandar repousar.

O Mazda 3 está também equipado com o FCTA (Front Cross Traffic Alert), um sistema desenvolvido pela marca, que detecta a aproximação de outros veículos em ângulos mortos e alerta o condutor para a sua presença, com o sistema a funcionar quando o carro anda para a frente, a uma velocidade de cerca de 10 km/h, e o CTS (Crusing & Traffic Suport) que, quando o carro está parado, opera, de forma automática, os pedais do acelerador e dos travões para manter a distância adequada para o carro que está à frente, para além de auxiliar o condutor a manter o carro na sua faixa de rodagem.

A caixa de seis velocidades, automática, que pode passar a manual, com patilhas no volante, responde bem a todas as solicitações, revela-se um auxiliar precioso na condução citadina e responde com rapidez quando se quer acelerar para efectuar uma ultrapassagem. Interessante e curiosa a forma como, no Mazda 3, o condutor é alertado quando conduz em excesso de velocidade.

No vidro dianteiro está projectada a velocidade a que conduz e ao lado o indicador com o limite de velocidade na zona em que conduz, e no velocímetro, para além de ter a indicação do limite de velocidade, o ponteiro, à medida que avança, excedido o referido limite, começa a deixar atrás de si um rasto vermelho indicativo que está a exceder a velocidade máxima permitida.

Mazda 3 uma boa opção para quem precisa de um carro familiar confortável e seguro.

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação