Max Verstappen imparável no Mónaco

O holandês da Red Bull/Honda venceu hoje o Grande Prémio do Mónaco de Fórmula 1, quinta prova da temporada, e ascendeu à liderança do Campeonato do Mundo.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Reviravolta no Mundial de Fórmula 1 com Max Verstappen (Red Bull/Honda) a vencer pela segunda vez este ano, depois de ter controlado a corrida e a ascender ao comando do campeonato com quatro pontos de vantagem sobre Lewis Hamilton (Mercedes), que foi apenas sétimo. Graças ao quarto lugar do mexicano Sergio Perez, o piloto da Red Bull/Honda passou para a frente do “Mundial” de Construtores, com um ponto de vantagem sobre a Mercedes.

A corrida começou mal para a Ferrari, uma vez que o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), depois de ter assegurado a “pole position”, bateu e, aparentemente, os danos não eram graves, mas a poucos momentos da partida a equipa constatou que a caixa de velocidades estava inoperacional e o piloto passou à posição de espectador.

Sem Charles Leclerc na primeira posição da grelha, Max Verstappen, que estava na segunda, apesar de não ter efectuado uma boa partida, controlou o ataque do finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), manteve o comando ao longo de toda a corrida. Uma situação agradável para si, já que ficou com a vida ainda mais faciltada quando o piloto da Mercedes foi forçado a desistir, após paragem na “box” para trocar pneus, dado que a roda ficou colada.

Beneficiando da ausência de Charles Leclerc e do abandono de Valtteri Bottas, o espanhol Carlos Sainz (Ferrari) e o inglês Lando Norris (McLaren/Mercedes), que estavam a seguir ao finlandês na grelha de partida, mantiveram as posições. Ou seja, terminaram no pódio, à frente de Sergio Perez, que tinha saído de nono e do alemão Sebastian Vettel (Aston Martin/Mercedes) que, num traçado onde o talento do piloto conta, alcançou o melhor resultado do ano.

O campeão do Mundo, Lewis Hamilton, nunca esteve na luta pelas primeiras posições, e terminou em sétimo, atrás do francês Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda), mas foi buscar o ponto reservado à volta mais rápida.

O canadiano Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes), o francês Esteban Ocon (Alpine/Renault) e o italiano Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari), que marcou o primeiro ponto do ano e conquistou o primeiro ponto para a Alfa Romeo, a completarem o lote dos 10 primeiros.

Ficha da prova

Grande Prémio – Grand Prix de Mónaco

Circuito – Circuit de Monaco

Extensão – 260,286 km = 78 x 3,337 km

“Pole position” – Charles Leclerc (Ferrari SF21/Ferrari), 1 volta (3,337 km) em 1’10,346” (170,773 km/h)

Grelha de partida – 1.ª linha: Charles Leclerc (Ferrari SF21/Ferrari), 1’10,346”; Max Verstappen (Red Bull RB16B/Honda), 1’10,576”; 2.ª linha: Valtteri Bottas (Mercedes W12/Mercedes), 1’10,601”; Carlos Sainz (Ferrari SF/Ferrari), 1’10,611”; 3.ª linha: Lando Norris (McLaren MCL35M/Mercedes), 1’10,620”; Pierre Gasly (Alpha Tauri AT02/Honda), 1’10,900”; 4.ª linha: Lewis Hamilton (Mercedes W12/Mercedes), 1’11,095”; Sebastian Vettel (Aston Martin AMR21/Mercedes), 1’11,419”; 5.ª linha: Sergio Perez (Red Bull RB16B/Honda), 1’11,573”; Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo C41/Ferrari), 1’11,779”; 6.ª linha: Esteban Ocon (Alpine A521/Renault), 1’11,486”; Daniel Ricciardo (McLaren MCL23M/Mercedes), 1’11,598”; 7.ª linha: Lance Stroll (Aston Martin AMR21/Mercedes), 1’11,600; Kimi Raikkonen (Alfa Romeo C41/Ferrari), 1’11,642”; 8.ª linha: George Russell (Williams FW43B/Mercedes), 1’11,830”; Yuki Tsunoda (Alpha Tauri AT02/Honda), 1’12,096”; 9.ª linha: Fernando Alonso (Alpine A521/Renault), 1’12,205”; Nicholas Latifi (Williams FW43B/Mercedes), 1’12,366”; 10.ª linha: Nikita Mazepin (Haas VF-21/Ferrari), 1’12,958”; Mick Schumacher (Haas VF-21/Ferrari), sem tempo

Comandantes sucessivos – Max Verstappen (Red Bull/Honda), da 1.ª à 78.ª volta

Volta mais rápida – Lewis Hamilton (Mercedes W12/Mercedes), 1 volta (3,337 km), em 1’12,909” (164,769 km/h)

Vencedor – Max Verstappen (Red Bull/Honda), 78 voltas (260,286 km), em 1.38’56,820” (157,833 km/h)

CLASSIFICAÇÃO

POS. PILOTO CARRO MOTOR TEMPO
         
         
1.º Max Verstappen Red Bull 16B Honda 1.38’56,820″
2.º Carlos Sainz Ferrari SF21 Ferrari a 8,968″
3.º Lando Norris McLaren MCL35 Mercedes a 19,427″
4.º Sergio Perez Red Bull 16B Honda a 20,490″
5.º Sebastian Vettel Aston Martin AMR21 Mercedes a 52,581″
6.º Pierre Gasly Alpha Tauri AT02 Honda a 53,896″
7.º Lewis Hamilton Mercedes W12 Mercedes a 1’08,231″
8.º Lance Stroll Aston Martin AMR21 Mercedes a 1 volta
9.º Esteban Ocon Alpine A521 Renault a 1 volta
10.º Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C41 Ferrari a 1 volta
11.º Kimi Raikkonen Alfa Romeo C41 Ferrari a 1 volta
12.º Daniel Ricciardo McLaren MCL35 Mercedes a 1 volta
13.º Fernando Alonso Alpine A521 Renault a 1 volta
14.º George Russell Williams FW43 B Mercedes a 1 volta
15.º Nicolas Latifi Williams FW43 B Mercedes a 1 volta
16.º Yuki Tsunoda Alpha Tauri AT02 Honda a 1 volta
17.º Nikita Mazepin Haas VF-21 Ferrari a 3 voltas
18.º Mick Schumacher Haas VF-21 Ferrari a 3 voltas

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS – 1.º, Max Verstappen, 105 pontos; 2.º, Lewis Hamilton, 101; 3.º, Lando Norris, 56; 4.º, Valtteri Bottas, 47; 5.º Sérgio Perez, 44; 6.º, Charles Leclerc, 40; 7.º, Carlos Sainz, 38; 8.º, Daniel Ricciardo, 24; 9.º, Pierre Gasly, 16; 10.º, Esteban Ocon, 12; 11.º, Sebastian Vettel, 10; 12.º, Lance Stroll, 9; 13.º, Fernando Alonso, 5 ; 14.º Yuki Tsunoda, 2; 15.º, Antonio Giovinazzi, 1

CONSTRUTORES – 1.º, Red Bull Racing Honda, 149 pontos; 2.º, Mercedes-AMG Petronas F1 Team, 148; 3.º, McLaren F1 Team, 80; 4.º, Scuderia Ferrari Mission Winnow, 78; 5.º, Aston Martin Cognizant F1 Team, 19; 6.º, Scuderia Alpha Tauri Honda, 18; 7.º, Alpine Renault, 17; 8.º, Alfa Romeo Racing Ferrari, 1

Próxima prova – Azerbaijan Grand Prix, dia 6 de Junho, no Baki City Circuit.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *