Max Verstappen garante a “pole” em Inglaterra

Pela quinta vez este ano, o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) vai largar da “pole position”, como consequência de ter ganho a “Spint Qualification”, a mais recente da Liberty para tornar a F1 mais atraente, em especial para os mais novos.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

O holandês bateu o inglês Lewis Hamilton (Mercedes), que tinha sido o mais rápido na qualificação, no arranque e não mais perdeu o primeiro lugar, limitando-se a acelerar sempre que o seu adversário, que acabou por fazer a volta mais rápida, se aproximava.

Foi um pouco o jogo do “gato e do rato”, com Max Verstappen sempre no controlo das operações o que lhe garante a “pole position” para o GP de Inglaterra, o que o torna sério candidato, amanhã, à vitória, que, a concretizar-se, será a sexta da temporada e quarta consecutiva.

O finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) garantiu a terceira posição, à frente do monegasco Charles Leclerc (Ferrari), com o inglês Lando Norris (McLaren/Mercedes) e o australiano Daniel Riccardo (McLaren/Mercedes) a partilharem a terceira linha.

Intensa foi a luta entre os campeões do Mundo, Fernando Alonso Alpine/Renault), que saiu de 11.º e ganhou quatro lugares na volta de abertura, e o alemão Sebastian Vettel (Aston/Martin/Mercedes) que, apesar de tudo ter tentado não conseguiu superar o seu adversário, cujo excelente arranque de ontem deverá causar preocupação aos que estão à sua frente amanhã.

A “Sprint Qualification” foi funesta para o mexicano Sérgio Perez (Red Bull/Honda), único que não a concluiu e que como consequência largará, amanhã, da derradeira posição da grelha, o que o obriga a mais uma corrida de recuperação.

Classificação – 1.º, Max Verstappen (Red Bull RB16B/Honda), 17 voltas, em 25’38,246”; 2.º, Lewis Hamilton (Mercedes W12/Mercedes) a 1,430”; 3.º, Valtteri Bottas (Mercedes W12/Mercedes), a 7,502”; 4.º, Charles Leclerc (Ferrari SF21/Ferrari), a 11,278”; 5.º, Lando Norris (McLaren MCL35/Mercedes), a 24,111”; 6.º, Daniel Riccardo (McLaren MCL35/Mercedes), a 30,959”; 7.º, Fernando Alonso (Alpine A521/Renault), a 43,527”; 8.º, Sebastian Vettel (Aston Martin AMR21/Mercedes), a 44,439”; 9.º, George Russell (Williams FW43B/Mercedes), a 46,652”; 10.º, Esteban Ocon (Alpine A 521/Renault), a 47,395”; 11.º, Carlos Sainz (Ferrari SF21/Ferrari), a 47,798”; 12.º, Pierre Gasly (Alpha Tauri AT02/Honda), a 48,763”; 13.º, Kimi Raikkonen (Alfa Roneo C41/Ferrari), a 50,677”; 14.º, Lance Stroll (Aston Martin AMR21/Mercedes), a 52,179”; 15.º, Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo C41/Ferrari) a 53,225”; 16.º, Yuki Tsunuda (Alpha Tauri AT02/Honda), a 53,567”; 17.º, Nicholas Latifi (Williams FW43B), a 55,162”; 18.º, Mick Schumacher (Haas VF-21/Ferrari), a 1’08,213”; 19.º, Nikita Mazepin (Haas VF-21/Ferrari), a 1’17,648”

 

Grelha de partida1.ª linha: Max Verstappen (Red Bull RB16B/Honda); Lewis Hamilton (Mercedes W12/Mercedes); 2.ª linha: Valtteri Bottas (Mercedes W12/Mercedes); Charles Leclerc (Ferrari SF21/Ferrari); 3.ª linha: Lando Norris (McLaren MCL35/Mercedes); Daniel Riccardo (McLaren MCL35/Mercedes); 4.ª linha: Fernando Alonso (Alpine A521/Renault); Sebastian Vettel (Aston Martin AMR21/Mercedes); 5.ª linha: George Russell (Williams FW43B/Mercedes); Esteban Ocon (Alpine A 521/Renault); 6.ª linha: Carlos Sainz (Ferrari SF21/Ferrari); Pierre Gasly (Alpha Tauri AT02/Honda); 7.ª linha: Kimi Raikkonen (Alfa Roneo C41/Ferrari); Lance Stroll (Aston Martin AMR21/Mercedes); 8.ª linha: Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo C41/Ferrari); Yuki Tsunuda (Alpha Tauri AT02/Honda); 9.ª linha: Nicholas Latifi (Williams FW43B); Mick Schumacher (Haas VF-21/Ferrari); 10.ª linha: Nikita Mazepin (Haas VF-21/Ferrari); Sérgio Perez (Red Bull/Honda)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *