Max Verstappen ganha primeiro “round”

O neerlandês conquista a “pole position” para a corrida decisiva de Fórmula 1. O piloto da Red Bull fez a sua melhor volta em 1m22,109s, batendo o seu rival, o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), por 0,371 segundos.

PEDRO RORIZ E CARLOS SOUSA (auto.look2010@gmail.com)

Max Verstappen (Red Bull/Honda) ganhou o primeiro “round”, no derradeiro “combate” que decide o título mundial, ao garantir a “pole position”, à frente do inglês Lewis Hamilton (Mercedes) que, depois de ser o mais rápido na Q1, viu o seu adversário impor-se na Q2 e na Q3 e garantir a primeira posição da grelha.

Para o fazer, Max Verstappen utilizou pneus macios, enquanto Lewis Hamilton optou por pneus médios e ver-se-á, amanhã, na corrida, qual das equipas optou pela estratégia certa. Para já, prece seguro que o piloto da Red Bull vai ter de parar antes do seu adversário para montar pneus médios, enquanto este vai fazê-lo mais tarde para utilizar pneus macios na fase final da corrida, o que poderá ser uma vantagem.

Que a luta vai ser intensa vai e espera-se que a correcção seja uma constante para não termos o título decidido por decisões do Colégio de Comissários que, segundo Helmut Marko, uma das figuras mais importantes da equipa da marca de bebidas energéticas, não tem tratado a Red Bull e a Mercedes de igual modo, com benefício da segunda.

Esta foi a 10.ª “pole position” da temporada para Max Verstappen, 13.ª da carreira, que chega a esta prova empatado com Lewis Hamilton, ambos com 369,5 pontos. No entanto, o piloto neerlandês tem vantagem no confronto directo, por ter mais uma vitória do que o seu rival (nove contra oito).

O inglês Lando Norris (McLaren/Mercedes) surpreendeu ao fazer o terceiro tempo, à frente do mexicano Sergio Perez (Red Bull/Honda), com a Red Bull a terminar a qualificação em vantagem face à Mercedes, já que o finlandês Valtteri Bottas não foi além do sexto tempo.

O piloto da Mercedes ficou atrás ainda do espanhol Carlos Sainz (Ferrari) que, este fim-de-semana, tem batido o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), seu colega de equipa, que ficou atrás do finlandês.

O japonês Yuki Tsunoda (Alpha Tauri/Honda), o francês Esteban Ocon (Alpine/Renault) e o australiano Daniel Riccardo (McLaren/Mercedes) completaram, por esta ordem o lote de pilotos que teve acesso à Q3.

Surpresa o facto do francês Pierre Gasly (Alpine/Renault), que nas sessões de treinos livres esteve sempre entre os mais rápidos, não ter passado da Q2, o que sucedeu pela quarta vez, esta temporada.

GRELHA DE PARTIDA

 

Max Verstappen
Red Bull 16B/Honda
1’22,109″
Lewis Hamilton
Mercedes W12/Mercedes
1’22,480″
Lando Norris
McLaren MCL35M/Mercedes
1’22,931″
Sergio Perez
Red Bull RB 16B/Honda
1’22,947″
Carlos Sainz
Ferrari SF21/Ferrari
1’22,992″
Valtteri Bottas
Mercedes W12/Mercedes
1’23,036″
Charles Leclerc
Ferrari SF21/Ferrari
1’23,122″
Yuki Tsunoda
Alpha Tauri AT02/Honda
1’23,220″
Esteban Ocon
Alpine A521/Renault
1’23,389″
Daniel Riccardo
McLaren MCL35M/Mercedes
1’23,409″
Fernando Alonso
Alpine A521/Renault
1’23,460″
Pierre Gasly
Alpha Tauri AT02/Honda
1’23,489″
Lance Stroll
Aston MartinAMR21/Mercedes
1’24,066″
Antonio Giovinazzi
Alfa Romeo C41/Ferrari
1’24,251″
Sebastian Vettel
Aston Martin AMR21/Mercedes
1’24,305″
Nicholas Latifi
Wiliams FW43B/Mercedes
1’24,338″
George Russell
Williams FW43B/Mercedes
1’24,423″
Kimi Raikkonen
Alfa Romeo C41/Ferrari
1’24,779″
Mick Schumacher
Haas VF-21/Ferrari
1’24,906″
Nikita Mazepin
Haas VF-21/Ferrari
1’25,685″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.