Max Verstappen “bate” Mercedes

Holandês foi o mais rápido na última sessão de treinos livres que antecede a qualificação para o Grande Prémio do Bahrein. O piloto da Red Bull fez o tempo de 1m28s355s, quase oito décimos mais veloz que a melhor volta de Lewis Hamilton.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Surpresa, ou talvez não, por ter sido sempre a maior ameaça aos pilotos da Mercedes, o facto do holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) ter registado o melhor tempo na terceira sessão de treinos livres, impondo-se aos “Mercedes boys”, algo que é raro acontecer.

Apesar de problemas no DRS, que a equipa resolveu, o holandês conseguiu superiorizar-se aos dominadores da temporada, que viram o inglês Lewis Hamilton (Mercedes) ficar parado ao fundo das “boxes”, com um problema de direcção, o que o impediu de fazer uma última volta que o poderia recolocar no topo da tabela de tempos, lugar que foi seu ao longo do dia de ontem.

O finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) registou a terceira marca, à frente do anglo-tailandês Alexander Albon (Red Bull/Honda) que parece não acusar o violento despiste de ontem e disposto a complicar a vida aos que têm de decidir o futuro da sua carreira, uma vez que é um dos pilotos que ainda não tem “volante” para 2 021.

O espanhol Carlos Sainz (McLaren/Renault), o melhor dos que usam unidades motrizes francesas, registou o quinto tempo, mas já a mais de um segundo de Max Verstappen, à frente do francês Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda), confirmado como chefe de equipa para o próximo ano.

Trata-se de um cenário que afasta, para já, o piloto de regressar à Red Bull de onde foi “despromovido” para a Alpha Tauri, do inglês Lando Norris (McLaren/Renault), do russo Daniil Kvyat (Alpha Tauri/Honda), do canadiano Lance Stroll (Racing Point/Mercedes) e do mexicano Sérgio Perez (Racing Point/Mercedes), tal como Alexander Albon, sem “volante” para 2021, que completaram o lote dos 10 primeiros.

Dificuldades para a Ferrari, que viu o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) registar o 13.º tempo, e ficar a 1,5” do holandês, e o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) fazer ainda pior e ser 15.º, a 1,8” de Max Verstappen, diferenças demasiado significativas e que indicam que a marca italiana terá dificuldades em colocar os seus pilotos na Q3.

TEMPOS DO TREINO

PILOTO CARRO MOTOR TEMPOS
       
Max Verstappen Red Bull RB16 Honda 1’28,355″
Lewis Hamilton Mercedes W11 Mercedes 1’28,618″
Valtteri Bottas Mercedes W11 Mercedes 1’28,721″
Alexander Albon Red Bull RB16 Honda 1’29,018″
Carlos Sainz McLaren MCL35 Renault 1’29,455″
Pierre Gasly Alpha Tauri AT01 Honda 1’29,472″
Lando Norris McLaren MCL35 Renault 1’29,567″
Danill Kvyat Alpha Tauri AT01 Honda 1’29,585″
Lance Stroll Racing Point RP20 Mercedes 1’29,660″
Sergio Perez Racing Point RP20 Mercedes 1’29,672″
Daniel Ricciardo Renault RS20 Renault 1’29,684″
Esteban Ocon Renault RS20 Renault 1’29,691″
Sebastian Vettel Ferrari SF1000 Ferrari 1’29,859″
Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C39 Ferrari 1’29,970″
Charles Leclerc Ferrari SF1000 Ferrari 1’30,183″
George Russell Williams FW 43 Mercedes 1’30,559″
Romain Grosjean Haas VF-20 Ferrari 1’30,652″
Kevin Magnussen Haas VF-20 Ferrari 1’30,759″
Kimi Raikkonen Alfa Romeo C39 Ferrari 1’30,823″
Nicholas Latifi Williams FW 43 Mercedes 1’30,917″

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *