Max Verstappan assegura a “pole” no Canadá

Piloto da Red Bull conquistou a “pole position” para o Grande Prémio do Canadá em Fórmula 1. O Max Verstappen não teve concorrência à altura no circuito Gilles Villeneuve, numa sessão feita à chuva. O atual campeão do Mundo fez a melhor volta em 1m21,299s, nesta que é  sua 15 “pole” da carreira.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Foi debaixo de chuva que começou a sessão de qualificação para o Grande Prémio do Canadá, mas a saída de pista do mexicano Sergio Perez (Red Bull/Honda), ao fim de seis minutos da Q2, que levou à interrupção da sessão. Uma situação que permitiu, pelo tempo perdido a retirar o carro e pela paragem da chuva, os pilotos recorressem aos pneus intermedios na Q3, com o inglés George Russell (Mercedes) a montar pneus macios, nos derradeiros minutos, mas a tentativa não resultou e o inglés saiu da pista, numa demonstração que era cedo para montar pneus lisos.

O neerlandês Max Verstappen (Red Bull/Honda) foi o mais rápido desde o inicio da sessão de qualificação e assegurou a segunda “pole” do ano, à frente de Fernando Alonso (Alpine/Renault).

O piloto espanhol confirmou uma qualificação fruto do bom desempenho que tinha tido nos treinos livres, com o seu colega de equipa, o francês Esteban Ocon (Alpine/Renault), a garantir a sétima posição da grelha, com a marca francesa a juntar-se à Mercedes e à surpreendente Hass no lote das que colocaram os dois carros na Q3.

Com o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) relegado para o fundo de grelha de partida, coube ao espanhol Carlos Sainz (Ferrari) defender as cores da marca italiana, com o espanhol a garantir a terceira posição à frente do inglés Lewis Hamilton (Mercedes) que, na derradeira volta, garantiu a quarta posição, levando a melhor sobre o seu colega de equipa, George Russell que terá sido prejudicado pela opção de risco que assumiu.

Se tivesse corrido bem, talvez o inglés tivesse conseguido surpreender os seus adversarios ao aproveitar as partes secas do traçado, mas a ser surpreendido pela água que continuava acumulada nas primeiras curvas, onde o inglés saiu da pista.

Sensacional o facto dos dois Haas partilharem a terceira linha da grelha, o que sucede pela primeira vez, com o dinamarqués Kevin Magnussen (Haas/Ferrari) a levar a melhor sobre o alemão Mick Schumacher (Haas/Ferrari) que, com este resultado, pode ter aclamado aqueles que já defendiam que estava mais na F1.

Finalmente, o australiano Daniel Riccardo (McLaren/Mercedes) e o chinês Guayno Zhou (Alfa Romeo/Ferrari) completaram o lote de pilotos que chegaram à Q3, com o chinês a fazê-lo pela segunda vez.

GRELHA DE PARTIDA

Max Verstappen
Red Bull18/Honda
1’21,299″
Fernando Alonso
Alpine A521/Renault
1’21,944″
Carlos Sainz
Ferrari SF21/Ferrari
1’22,096″
Lewis Hamilton
Mercedes W13/Mercedes
1’22,891″
Kevin Magnussen
Haas VF-22/Ferrari
1’22,960″
Mick Schumacher
Haas VF-22/Ferrari
1’23,356″
Esteban Ocon
Alpine A522/Renault
1’23,529″
George Russell
Mercedes W13/Mercedes
1’23,557″
Daniel Riccardo
McLaren MCL36/Mercedes
1’23,749″
Guayno Zhou
Alfa Romeo C44/Ferrari
1’24,030″
Valtteri Bottas
Alfa Romeo C42/Ferrari
1’26,788″
Alexander Albon
Williams FW44/Mercedes
1’26,858″
Sergio Perez
Red Bull 18/Honda
1’33,127″
Lando Norris
McLaren MCL36/Mercedes
sem tempo
Pierre Gasly
Alpha Tauri AT02/Honda
1’34,492″
Sebastian Vettel
Aston Martin AMR22/Mercedes
1’34,512″
Lance Stroll
Aston Martin AMR22/Mercedes
1’35,532
Nicholas Latifi
Willaims FW44/Mercedes
1’35,660″
Yuki Tsunoda
Alpha Tauri AT03/Honda
1’36,675″
Charles Leclerc
Ferrari SF21/Ferrari
sem tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.