Maverick Viñales deixa Yamaha no final de 2021

Tanto a marca japonesa como o piloto espanhol prometem «tudo fazer» para conseguir «bons resultados» até final da temporada no Mundial de MotoGP.

(auto.look2010@gmail.com)

O piloto espanhol Maverick Viñales vai deixar a equipa oficial da Yamaha no final do Mundial de MotoGP de 2021, apesar de ter mais um ano de contrato, anunciou o construtor japonês. Na sequência do pedido de Maverick Viñales, «a Yamaha concordou em colocar um ponto final no atual contrato, de duas temporadas. Estando juntas pela quinta temporada, as duas partes decidiram seguir caminhos separados no final deste ano», lê-se no comunicado emitido pela Yamaha.

No mesmo documento, o britânico Lin Jarvis, director desportivo da marca dos três diapasões, explicou que, «após o GP da Alemanha, que foi um dos fins-de-semana mais difíceis» desta parceria (Viñales terminou a corrida na última posição), ambas as partes chegaram à conclusão «que era do melhor interesse para ambos seguir caminhos separados no futuro».

Já o piloto considerou que esta foi «uma parceria significativa» na sua carreira, pelo que foi «uma decisão difícil» colocar um ponto final na relação com a Yamaha. Tanto a marca japonesa como o piloto espanhol prometem «tudo fazer» para conseguir «bons resultados» até final da temporada.

Esta confirmação surge após um fim-de-semana em que Viñales conseguiu a “pole position” para o GP dos Países Baixos, no qual terminou na segunda posição, atrás do companheiro de equipa, o francês Fábio Quartararo. Isto uma semana depois do último lugar na Alemanha e com as mesmas especificações na moto.

Ao longo da semana que antecedeu a corrida dos Países Baixos, o piloto espanhol deixou uma série de recados à equipa japonesa, garantindo que «não é um piloto de testes», pelo que não aceita «usar as mesmas configurações de Quartararo». «Cada piloto tem de ter as suas próprias configurações para ser rápido», frisou.

A Aprilia tem sido apontada pela imprensa internacional como o destino provável de Maverick Viñales na próxima temporada. Após nove corridas disputadas, o piloto espanhol ocupa a sexta posição do campeonato, à frente de Miguel Oliveira (KTM), com 95 pontos, mais 10 do que o piloto luso. Viñales tem nove vitórias na carreira em MotoGP, uma delas conseguida já este ano, na prova de abertura, no Qatar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *