Martim Ventura em destaque na Baja Oeste

Piloto lidera competição de motos com mais de um minuto de vantagem na Baja TT Oeste de Portugal, enquanto Luís Fernandes foi o mais rápido em todos os momentos entre os quads. Já Gustavo Guerreiro lidera confortavelmente na categoria dos SSV.

(auto.look2010@gmail.com)

Luís Fernandes (quads)

Dois sectores selectivos, poucas mudanças no topo das classificações das respectivas categorias face ao que se viu no prólogo. Foi isso que se viu no segundo dia de corrida na Baja Oeste de Portugal. Martim Ventura, que tinha sido segundo no primeiro confronto da ronda da Escuderia Castelo Branco, assumiu a liderança entre as motos.

Gustavo Gaudêncio, que venceu o prólogo na véspera, caiu, assim, para a segunda posição. Entre os quads, Luís Fernandes consolidou o primeiro lugar. O mesmo aconteceu nos SSV, com Gustavo Guerreiro a ser o líder com a posição mais sólida.

Foi com um ritmo muito alto importo no primeiro setor seletivo da Baja Oeste de Portugal que Martim Ventura mostrou que, apesar do segundo tempo no prólogo, tinha vindo à prova organizada pela Escuderia Castelo Branco com o objetivo de vencer.

Gustavo Guerreiro (SSV)

O piloto da Yamaha WR 450F esteve intratável nos 132 quilómetros do sector da manhã e deixou a concorrência a mais de um minuto de diferença. Gustavo Gaudêncio, que abria a pista, foi o que mais se aproximou do andamento do novo líder, mas teve de se resignar à superioridade do adversário. Na pausa para almoço, a diferença entre os dois era de 1m03,8s.

No sector da tarde, Martin Ventura voltou a ser o mais forte. Aliás, os três mais rápidos durante a manhã mantiveram as posições à tarde, pela mesa ordem. No final da primeira etapa da Baja Oeste de Portugal, o líder tem 1m09,8s de vantagem sobre Gaudêncio, enquanto Fábio Magalhães, que andou o dia todo na terceira posição, ocupa o último lugar do pódio a mais de oito minutos do primeiro classificado.

Martim Ventura

«Foi um bom dia. Foi mais uma evolução na 450 cc. Foi uma boa luta com o Gustavo Gaudêncio. O terreno no segundo sector selectivo estava mais massacrado, mas consegui evoluir um bocadinho mais nesta moto. Este passo é muito importante para mim. Amanhã (domingo) vou tentar dilatar a vantagem, andar mais solto e divertir-me ao máximo», explicou o líder das motos, Martim Ventura.

Nos quads, Luís Fernandes está a dominar a Baja Oeste de Portugal por completo. Apesar da vantagem ser inferior ao do seu congénere nas duas rodas, o piloto do Yamaha YFZ450R foi sempre o mais rápido. Começou no prólogo e repetiu a proeza nos dois sectores que se realizaram neste sábado.

Luís Engeitado esteve perto do melhor tempo em SS2, mas acabou por ceder nove segundos para o primeiro classificado e termina o segundo dia de competição a 56,9 segundos da liderança. Fábio Ferreira completa o pódio exclusivo Yamaha ao ser o terceiro classificado, com uma desvantagem de quase cinco minutos.

«O dia de hoje começou com uma zona muito rápida e escorregadia. Fiz uma corrida praticamente limpa. Não tive grandes percalços. Tive uma saída ou outra como é normal. Isto, durante a manhã. À tarde, tentei atacar um pouco mais para aumentar a vantagem para o dia de amanhã. Consegui um bocadinho, mas não muito porque apanhei alguns pilotos atrasados das duas rodas. Amanhã (domingo) vou levar o quad até ao fim, com cabeça, que é o mais importante», explicou Luís Fernandes.

Gustavo Guerreiro é o líder mais tranquilo de todas as categorias na Baja Oeste de Portugal. Um desempenho irrepreensível no primeiro setor seletivo, deu-lhe uma grande folga para gerir. Durante a tarde não foi além do terceiro melhor registo, atrás de João Dias/João Filipe e de João Monteiro/Victor Melo, mas na chegada ao parque de assistência de final de etapa, tinha estava na primeira posição com uma vantagem superior a seis minutos sobre os segundos classificados.

«O dia foi intenso. Vencemos o primeiro setor seletivo e no SS2, parece que não ataquei tanto. Andei depressa mas não foi suficiente para vencer. Fiz terceiro mas continua em primeira na classificação geral. Quero agradecer a toda a equipa. Amanhã (domingo) vamos tentar manter a liderança», disse Gustavo Guerreiro.

A Baja Oeste de Portugal pontua para várias competições internacionais. Nesse particular, os líderes são Martin Michek, na categoria 1, Sara Garcia está na frente em C11, Pedro Bianchi Prata é o melhor em C11 enquanto Mário Patrão está na frente na FIM Europeu. Na competição nacional, Miguel Santos é o primeiro classificado em Hobby, enquanto Miguel Ferreira ganhou a Mini Baja.

Este domingo disputa-se o último dia da Baja Oeste Portugal. As equipas em competição vão percorrer os 126 quilómetros do terceiro sector selectivo. O primeiro concorrente arranca às 9h05 e o vencedor deverá ser conhecido pouco depois das 11h00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *