Martim Marco no Circuit Andorra Pas de la Casa

Ajustar o período de férias com as ferramentas do motociclismo, com o intuito de fugir aos problemas corriqueiros que podem ser evitados nos momentos que se pretende, são as reservas que Martim Marco encontrou para descodificar este ciclo de descanso.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

O piloto de Coimbra, que lidera isolado a categoria de Moto5 do Campeonato Nacional de Velocidade e espanhola Cuna de Campeones, está de malas e bagagens no circuito permanente mais alto do mundo. Trata-se do Circuit Andorra – Pas de la Casa para uma semana de treino intensivo a 2.500 metros de altitude e… com os melhores do mundo.

Para muitos jovens, as semanas mais aguardadas do ano incidem com as férias e de olhos postos no descanso puro, sol, praia e diversão. O “Foguete de Antanhol”, de apenas 11 anos de idade, não foge à excepção, mas também não abdica de treinos contínuos para apurar a destreza e a persistência de alcançar os objectivos traçados.

O exercício físico também entra na equação do jovem piloto conimbricense – o exercício físico não tira nem deve tirar férias e o que não falta são movimentos para este período de descanso e nem é preciso “peregrinar” até ao ginásio –, mas o principal foco é manter a agilidade, razão pela qual está de “alma e coração” no traçado de Andorra.

Durante uma semana, Martim Marco, acompanhado pelo pai, Marco Reis, está determinado a entregar-se ao trabalho para que, pouco a pouco, prossiga o caminho da perseverança atinja a forma desejada para responder cabalmente aos desafios que o espera pela frente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: