Martim Marco coroado hoje no Estoril

Cinco corridas e outras tantas vitórias é o pecúlio do jovem piloto de Coimbra que, esta tarde, ganhou o “jackpot” no Estoril. Não foi no Casino mas sim no Autódromo Fernanda Pires da Silva ao conquistar o título de campeão nacional de velocidade, na classe de Moto5.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt) – Fotos: HELLOFOTO

Aos 11 anos de idade, Martim Marco é já um caso sério no mundo das duas rodas. Desde mito cedo que começou a chamar a atenção a partir dos circuitos nacionais e espanhóis, utilizando uma estratégia de auto-estima para se tornar hoje campeão nacional de velocidade em Moto5.

Nos últimos anos agarrou o “touro pelos cornos e não desperdiçou a oportunidade que os pais o têm presenteado. Também a M24 Competicion e M15 Riders Academy não quiseram desaproveitar este jovem talento, dando-lhe as ferramentas para que o “Foguete de Antanhol” construísse uma muralha, erigisse um “castelo” e batalhar com todas as suas energias, afugentar as adversidades e conquistar os louros do triunfo.

Com a adrenalina a correr-lhe nas veias, o piloto apoiado por autolook.pt apoderou-se hoje de um título inesquecível, o de Moto5 do Campeonato Nacional de Velocidade, mas não foi nada fácil de o obter. Apesar de partir da “pole position”, Martim Marco não foi célere e viu-se ultrapassado por Pedro Matos, jovem piloto que nunca baixou os braços com a legítima ambição de adiar a entrega do título de campeão nacional ao conimbricense.

Aos comandos de uma MIR 250, Martim Marco não deu mostras de diminuído e, paulatinamente, colocou-se numa posição proveitosa para, a sensivelmente a meio da segunda volta, tomar as rédeas da prova para nunca mais largar o comando.

Pedro Matos, aos comandos de uma moto idêntica, tudo fez para embargar o êxito do “Foguete de Antanhol”, acabando colado a novo campeão nacional.

Martim Marco terminou as 10 voltas ao Circuito do Estoril com o tempo de 21m06,148s, com Pedro Matos a cotar-se o segundo mais rápido, a 1,522 segundos de diferença. A terceira posição ficou na posse de Lourenço Vicente, também em MIR 250, a 9,619 segundos do vencedor.

«Foi uma jornada simplesmente fantástica. Estou feliz por este desfecho e, regressar a casa com o título de campeão nacional de velocidade, na categoria de Moto5, só foi possível graças ao total empenho dos meus pais e familiares. Quero deixar um agradecimento especial à minha família, à minha equipa M24 Competicion e M15 Riders academy e um muito obrigado a Manu Mir-imr Sevilla e a todos os amigos que sempre acreditaram em mim e a todos os meus parceiros. Um agradecimento a Eduardo Códices porque o capacete está top», referiu o jovem piloto campeão nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: