Marreiros e Pinheiro campeões de Velocidade

A dupla Pedro Marreiros e Paulo Pinheiro sagrou-se campeã nacional de 2020 do Open de Portugal de Velocidade by Michelin no Autódromo Internacional do Algarve.

(auto.look2010@gmail.com)

O Open de Portugal de Velocidade by Michelin regressou à acção no pretérito fim-de-semana, com a realização da penúltima jornada tripla da competição. O palco escolhido foi o espectacular Autódromo Internacional do Algarve que, recentemente, albergou a Fórmula 1 Heineken Grande Prémio e Grande Prémio MEO de Portugal de MotoGP, além do encerramento do European Le Mans Series.

A lista de inscritos para esta penúltima jornada do Open de Portugal de Velocidade by Michelin contava com algumas novidades. Porém, a deusa da sorte nada quis com vários pilotos que bem sequer tiveram oportunidade de cumprir as sessões de treinos. Um deles foi o Ferrari 458 Challenge de Zdenek Chovanec, que após duas voltas incendiou-se e regressou às boxes no reboque sem possibilidade de recuperação. Manuel Sousa (Cupra TCR) e Pedro Marques (Porsche 911 991 GT3 Cup 3.8) também não participaram na jornada tripla do Algarve Racing Meeting’20.

A primeira corrida do Open de Portugal de Velocidade by Michelin decorreu debaixo de forte chuva e o piso molhado foi provocando dificuldades aos pilotos. Apesar de sair da “pole position”, Francisco Mora (Cupra TCR) conheceu naturais problemas de motricidade. Não estranhou, assim, que no final da primeira volta fossem os Porsche 911 GT3 Cup a aproveitar a excelente tracção do carro alemão para apoderarem-se dos primeiros lugares.

Nuno Batista liderou a primeira volta. Mas com um andamento forte, Pedro Marreiros assumiu o comando. Felizmente para a emoção da corrida, Bruno Pires – cada vez mais à vontade com o Porsche 911 GT3 Cup – aproximou-se do 911 GT3 Cup que liderava e foi incomodando Pedro Marreiros. Chegou mesmo a reclamar a primeira posição, mas mais experiente, Marreiros recuperou o comando a um par de voltas do final e passou em primeiro pela bandeira de xadrez. A volta mais rápida ficou com os vencedores, Pedro Marreiros e Paulo Pinheiro.

A segunda corrida foi dominada por Francisco Mora, ao volante do seu Cupra TCR. A primeira volta terminou com Nuno Batista na frente, mas cedo o Porsche começou a dar dores de cabeça ao piloto nortenho e a queda na classificação inevitável. Saído da última posição da grelha, Paulo Pinheiro fez uma excelente recuperação.

As 12 voltas foram curtas para o piloto do Porsche chegar ao segundo lugar do pódio, que foi ocupado pelo Mercedes AMG GT GT4 de José Monroy e Fred Blok. Na frente, Francisco Mora não foi incomodado e levou o seu Cupra TCR à uma surpreendente vitória, com Fábio Mota e Bruno Pires (Porsche 911 GT3 Cup) a rubricarem a volta mais rápida.

Com a configuração Endurance, a terceira e última corrida do Open de Portugal de Velocidade by Michelin, incluída no Algarve Race Meeting ’20, era a mais esperada pois poderia entregar, desde já, o título da competição.

A grelha de partida, organizada pela classificação das duas corridas anteriores, colocou na “pole position” o Porsche 911 GT3 Cup 3.8 de Pedro Marreiros e Paulo Pinheiro, seguido do Cupra TCR de Francisco Mora. A prova, com 45 minutos de duração e com uma paragem obrigatória entre o minuto 15 e o minuto 24,59s, conheceu muita animação.

Saindo da “pole position”, Pedro Marreiros consolidou essa posição até que o mais poderoso Nissan GT-R GT3 de José Correia se foi aproximando, acabando por passar para a frente da corrida à sexta volta. As paragens nas boxes mais cedo de José Correia e de Nuno Batista, devolveram a liderança a Pedro Marreiros.

A paragem nas boxes do Porsche promoveu à liderança Nuno Baptista com forte oposição de José Correia. Paulo Pinheiro seguia em terceiro, mas a curta distância. O desejo de vencer endureceu a competição e Nuno Baptista e José Correia desentenderam-se e estenderam a passadeira vermelha a Paulo Pinheiro.

A vitória na corrida e no campeonato estavam ao virar da esquina e Paulo Pinheiro levou o Porsche 911 GT3 Cup até á bandeira de xadrez para reclamar o ceptro de 2020, rubricando pelo caminho a volta mais rápida, o que lhes ofereceu mais um ponto.

Na segunda posição ficou o Nissan GT-R GT3 de José Correia e a fechar o pódio ficou o Cupra TCR de Francisco Mora. Contas feitas à jornada tripla realizada no Autódromo Internacional do Algarve e ficando uma jornada por realizar no Autódromo do Estoril, Pedro Marreiros e Paulo Pinheiro sagraram-se Campeões Nacionais do Open de Portugal de Velocidade by Michelin. A vantagem para José Correia é de 93 pontos, superior aos 83 pontos oferecidos pela derradeira jornada da competição.

Nas diversas classes, José Correia (Nissan GT-R GT3) ganhou a classe G1 nas três corridas, Nelson Gomes (Caterham 420R) venceu as três provas da categoria SS e José Monroy e Feed Blok (Mercedes AMG GT GT4) dominaram a classe G3, na frente de Jean Roch Piat (Porsche Cayman GT4) e Francisco Gonçalves (Lotus Exige).

Nos TCR, Francisco Mora (Cupra TCR) não deu chances a Jorge Silva (Audi RS3 LMS TCR), enquanto que na classe G2, os campeões 2020 do Open de Portugal de Velocidade by Michelin, Pedro Marreiros e Paulo Pinheiro, dominaram, na frente de Fábio Mota e Bruno Pires (Porsche 911 GT3 Cup) e de Nuno Baptista (Porsche 911 GT3 Cup).

A derradeira jornada tripla do Open de Portugal de Velocidade by Michelin vai decorrer no Autódromo do Estoril durante o “Estoril Racing Festival” nos dias 11 a 13 de Dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *