Mário Patrão “trepou” 12 posições na geral

Piloto de Seia subiu duas posições na “Original by Motul” que se encontra a disputar e já esta no “Top 20” daquela que é considerada a categoria mais desafiante e destinada a todos aqueles que não podem usufruir de qualquer tipo de assistência externa.

(auto.look2010@gmail.com)

Mário Patrão teve um dia muito positivo no Rali Dakar 2022. O piloto apoiado pelo Crédito Agrícola melhorou substancialmente a sua posição face à jornada de domingo, ao registar o sexto melhor tempo da categoria “Original by Motul” e, com este resultado, sobe duas posições na classe que se encontra a disputar, entrando assim no “Top 20”, desta que é a categoria mais desafiante, destinada aos pilotos que não podem usufruir de qualquer tipo de assistência externa.

Piloto patrocinado pela Lusíadas Saúde, que no Rally Dakar 2022 ostenta o número 33, Mário Patrão conseguiu concluir os 338 km cronometrados da segunda etapa disputada esta segunda-feira e que deveria ser maratona, em 4h28m14s. O mau tempo e as chuvas intensas que se fizeram sentir justificaram a mudança de bivouac, que foi alterado de Al Artawiyah para Al Qaisumah por não ter condições de acolher a comitiva.

À chegada ao acampamento o piloto também apoiado pela Bahco mostrou-se satisfeito com o resultado do dia de hoje e ressalva que a chave para disputar a “Original by Motul” está em efectuar uma boa gestão de todos os recursos e aspetos necessários, o que torna a tarefa mais ambiciosa, mas também mais dura e exigente.

«Nesta etapa o meu objectivo era subir o máximo possível na tabela, ao mesmo tempo que geria o desgaste do material na moto. Nesta categoria temos um apertado controlo e fiscalização, e racionamento de material que pode ser utilizado, então a dificuldade é imensa», referiu Mário Patrão.

«As chuvas não têm facilitado o trabalho, pois os caminhos estão parcialmente destruídos. Consegui o meu objectivo que era subir na tabela. A revisão da moto foi efectuada, pois o contrarrelógio está sempre a contar. Agradeço o apoio dos meus patrocinadores e as mensagens de carinho que me fazem chegar», referiu o actual campeão Nacional de Rally Raid.

Para esta terça-feira, o piloto também patrocinado pela Motul terá de enfrentar a terceira especial desta edição do Rally Dakar 2022 entre Al Qaisumah e Al Qaysumah. Serão 255 km em contrarrelógio e 381 de ligação A primeira parte da especial incluirá muita areia, enquanto a segunda parte, mais rápida, parece mais fácil do ponto de vista técnico. As intermináveis interseções podem fazer com que os pilotos cometam erros e percam com isso muito tempo fazendo inversões de marcha e tentando encontrar o seu rumo. É fundamental gerir de forma adequada os pneus para terminar a etapa sem surpresas desagradáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *