Mário Patrão “mostra” Dakar no Hospital Lusíadas

 Piloto de Seia alinha pela sétima vez na prova rainha de todo-o-terreno aos comandos de uma KTM 450 Rally, integrado, de novo, na equipa oficial da KTM Factory Racing, vencedora da competição nas últimas 18 edições.

(auto.look2010@gmail.com)

Mário Patrão apresentou hoje no Auditório do Hospital Lusíadas a sua participação no Rali Dakar 2020 que pela primeira vez se vai disputar na Arábia Saudita. Esta será a sua sétima participação na prova rainha de todo-o-terreno. O piloto apoiado pela Lusíadas Saúde vai disputar a mítica competição aos comandos de uma KTM 450 Rally, integrado novamente na equipa oficial da KTM Factory Racing vencedora da competição nas últimas 18 edições.

O piloto de Seia, que conta com mais de 25 títulos de campeão entre todo-o-terreno e enduro, teve uma temporada dura e exigente apostado que esteve em recuperar dos oito meses que se manteve arredado das competições na sequência do acidente sofrido na pretérita edição do Dakar.

Dispondo de apenas quatro meses para recuperar a forma Mário Patrão, com a tenacidade e perseverança que se lhe conhece participou no maior número de provas possível com as mais diversas características com vista a realizar a melhor preparação para aquele que é o mais exigente rali do mundo.

O piloto apoiado pelo Crédito Agrícola conquistou este ano o pódio do Campeonato Nacional de Rally Raid, o 8.º lugar no Panafrica Rally e um lugar muito próximo do “top 20” no Rali de Marrocos, derradeira etapa do Campeonato do Mundo onde estiveram a quase totalidade das principais equipas e pilotos que vão em Janeiro disputar o Dakar.

Em 2018 o piloto da Bahco tinha triunfado no Maroc Desert Callenge, foi 2.º na Taça do Mundo de Bajas, tendo-se sagrado campeão nacional de TT3. Estava a ter um desempenho notável no Rali Dakar 2019 quando sofreu a queda que levou ao abandono da prova. Agora, a poucos dias de partir para mais uma grande aventura, mostra-se motivado e preparado para disputar a prova que se vai realizar no continente asiático.

«Este ano a expectativa passa, acima de tudo, por terminar o Dakar. Estive oito meses arredado das competições para poder recuperar e quando regressei tentei disputar o maior número de corridas possível: Bajas, provas de Rally Raid essenciais para a navegação e Marrocos onde encontramos um pouco de tudo. Agora que o grande desafio se aproxima sinto alguma ansiedade. O Dakar é o momento mais desejado da temporada e para o qual nos preparamos todo o ano», refere o piloto.

De salientar que em 2016 Mário Patrão triunfou na classe maratona e conclui a prova rainha do TT na 13.ª posição resultado que o piloto «gostaria muito de conseguir repetir, mas ficar no “top 20” seria muito bom».

Vasco Antunes Pereira, presidente da Lusíadas saúde, aproveitou a ocasião para salientar que «o Mário representa enquanto atleta e como pessoa, um conjunto de valores, uma perseverança, uma dedicação ao desporto que tanto adora e dedica-se de tal forma que demonstra para todos nós enquanto colaboradores da área da saúde, aquilo que são espíritos de missão».

A 42.ª edição do Rali Dakar disputa-se de 5 a 17 de Janeiro e terá a cidade de Jeddah como cenário da partida e a chegada será em Qiddiya. A prova vai contar com um total de 7,5 mil quilómetros, 5 mil dos quais serão disputados ao cronómetro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: