Mário Patrão em Portalegre após triunfo em Góis

Para a 34.ª edição da prova do ACP Motorsport, maior evento desportivo que tem lugar no Alentejo, o piloto de Seia revela que o foco se mantém em continuar a trabalhar com vista ao Rali Dakar 2021.

(auto.look2010@gmail.com)

Depois de triunfar na jornada inaugural do Campeonato Nacional de Rally Raid que se disputou em Góis, Mário Patrão piloto apoiado pelo Crédito Agícola, que conta com mais de 25 títulos entre as modalidades de TT e Enduro tem estado a ter um desempenho notável esta temporada irá disputar a mais emblemática prova de Todo-o-Terreno nacional, a Baja Portalegre 500, agendada entre esta quinta-feira a sábado.

O piloto apoiado pela Lusíadas Saúde soma seis vitórias na Baja Portalegre 500 de entre os 12 pódios conquistados e, a duas provas do final da temporada de 2020, ocupa a terceira posição absoluta, sendo ainda segundo classificado da Classe TT2 do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

Para esta 34.ª edição do maior evento desportivo que tem lugar no Alentejo, o piloto patrocinado pela Bahco revela que o foco se mantém em continuar a trabalhar com vista ao Rali Dakar 2021.

«Tenho tentado participar no maior número de provas possível. Regressei há sensivelmente uma semana e meia de Góis e agora há que manter a motivação para continuar a competir. Portalegre é uma corrida emblemática, mítica e por isso não poderia ficar de fora. É uma competição dura, exigente, mas esse também é um forte atractivo», sustentou o piloto de Seia.

«Por outro lado, o ambiente que se vive em Portalegre também é contagiante. Esta simbiose entre competição e convívio é um forte atractivo. O objectivo final é sempre lutar pelo melhor resultado possível, dar o meu melhor, como sempre tento fazer», revela o piloto da Gra&Go.

A 34.ª edição da emblemática Baja Portalegre 500 terá, como habitualmente, o seu centro nevrálgico na Nerpor, naquela cidade do Alto Alentejo. Será neste espaço que se encontra o Parque de Assistência que, este ano, não poderá ser visitado pelo público devido à pandemia da Covid-19. O percurso compreende cerca de 510 km, dos quais cerca de 380 serão disputados ao cronómetro.

A competição está dividida em duas etapas que compreenderão três sectores selectivos. Para esta quinta-feira decorrem as habituais verificações técnicas e administrativas. Amanhã, sexta-feira, tem lugar a primeira etapa que inclui a Especial de Qualificação (SS1), de aproximadamente 5 km e o SS2 com cerca de 80 km. No sábado, disputa-se a segunda e derradeira etapa com uma extensão total de aproximadamente 330 km.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: