Mário Patrão caiu e está arredado do Dakar

O primeiro dia de após o descanso, a caravana voltou a sofrer mais um abandono, com o piloto de Seia a ser a vítima, na sequência de uma queda.

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

O piloto de Seia viu o azar bater-lhe à porta, ao tomar a decisão de abandonar o Dakar na sequência de uma queda. Um desfecho inglório, sobretudo numa altura em que Mário Patrão rodava com a oficial KTM 450 Rally na liderança entre a “armada” lusitana em termos globais.

Depois de um justo dia de descanso, Mário Patrão entrou de forma excelente na segunda metade do Dakar, teve ainda a missão de ajudar o companheiro de equipa Sam Sunderland quando se viu a braços com um problema ao nível do travão traseiro da sua moto.

Esta é mais um forte rombo na comitiva lusitana. Depois de Hugo Lopes e Paulo Gonçalves, Mário Patrão também integra o “catálogo” de abandonos da prova sul-americana organozada pela Amaury Sport Organisation (ASO).

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação