Márcio Marreiros venceu Rali de Loulé

Prova inaugural do Campeonato Sul de Ralis conheceu um final dramático para Fernando Peres que, na última especial e quando liderava isolado, foi vítima de dois furos. Nas 2 Rodas Motrizes, João Monteiro não “caiu” no Caldeirão e venceu com autoridade.

(auto.look2010@gmail.com)

Fernando Peres e José Pedro Silva (Mitsubishi Lancer Evo IX)

Debaixo de um sol primaveril, o coração da serra do Caldeirão acolheu o Rali de Loulé, primeira prova do Campeonato Sul de Ralis de 2019. Com duas passagens pelos troços de Ameixial e Salir disputadas na manhã deste domingo, os espectadores presentes assistiram a um domínio inicial da dupla portuense Fernando Peres e José Pedro Silva, que venceu três das quatro provas especiais de classificação, chegando a ter 55,7 segundos de vantagem sobre Márcio Marreiros no final de Ameixial 2. Contudo o azar abater-se-ia sobre o tricampeão nacional de ralis, que no último troço furou as duas rodas do lado direito do seu Mitsubishi Evo IX.

Perante este cenário, e face à intensa luta entre Márcio Marreiros/ Rui Serra e João Bica/Carlos Santos, pilotos que assinaram uma excelente prestação, dado que rodaram sempre nos lugares do pódio, a luta pela vitória ficou ao rubro, acabando a dupla campeã em título por vencer com 15,3 segundos de vantagem.

João Bica e Carlos Santos (Mitsubishi Lancer Evo IX )

O pódio foi encerrado pela dupla Eduardo Antunes/Hugo Bentes, autora de uma prova bastante regular com o seu Mitsubishi Evo VI, ficando na frente de Luís Mota/Alexandre Ramos e Nuno Venâncio/André Barras, com o piloto do Mitsubisho Lancer Evo VII a vencer a refrega oficiosa de melhor louletano face a Ricardo Filipe/Fernando Almeida, vítimas de uma saída de estrada que não permitiu que o Evo VI cinzento não continuasse em prova.

Vítimas do azar foram também Carlos Martins/João Martins com um semieixo partido no final de Ameixial 1, João Correia/Ricardo Barreto com problemas de embraiagem também na primeira especial, Paulo Santos/Luís Santos com problemas técnicos insolúveis no Evo VI no parque de assistência, onde também ficou o Ford Escort Cosworth de Pedro Leone/Bruno Ramos.

João Monteiro e Gonçalo Assunção (Toyota Corolla)

JOÃO MONTEIRO E GONÇALO ASSUNÇÃO

ESTIVERAM SIMPLESMENTE DIABÓLICOS NAS 2RM

Quanto às viaturas de 2 Rodas Motrizes (2RM), João Monteiro e Gonçalo Assunção tiveram uma vitória categórica na estreia do Toyota Corolla 2.0, não dando a mínima hipótese à concorrência. Fruto de um andamento vivo e bastante consistente, o piloto a formação de Portimão da JP Racing foi superando as adversidades próprias dos pisos de terra, acabou por ser premiada com um triunfo que não sofre a mínima contestação, ficando amplamente evidenciada a combatividade imposta.

João Monteiro e Gonçalo Assunção, que culminaram na sexta posição da geral, viram pelo retrovisor os seus adversários de circunstância, sobretudo Vítor Vilela/Leonel Fernandes, ainda em fase de habituação ao Peugeot 208 R2, e Filipe Silva/Diogo Elias em Citroën Saxo.

O Rali de Loulé foi uma organização do Clube Automóvel do Algarve, com o patrocínio do Município de Loulé e das Juntas de Freguesia do Ameixial e de Salir, e com os apoios da Solverde – Casinos e Hotéis e da Algarpneus.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1.º Márcio Marreiros/Rui Serra (Mitsubishi Lancer Evo IX), 42m05,1s

2.º João Bica/Carlos Santos (Mitsubishi Lancer Evo IX ), a 15,3s

3.º Eduardo Antunes/Hugo Bentes (Mitsubishi Lancer Evo VI), a 1m09,1s

4.º Luís Mota/Alexandre Ramos (Mitsubishi Lancer Evo VI), a 1m50,3s

5.º Nuno Venâncio/André Barras (Mitsubishi Lancer Evo VII), a 1m55,1s

6.º João Monteiro/Gonçalo Assunção (Toyota Corolla), a 4m19,5s

7.º Vítor Vilela/Leonel Fernandes (Peugeot 208 VTI), a 4m42,9s

8.º (Júlio Inácio/Ricardo Mestre (Mitsubishi Lancer Evo IX), a 4m44,8s

9.º Filipe Silva/Diogo Elias (Citroën Saxo VTS), a 6m15,0s

10.º Paulo Anselmo/Eduardo Gonçalves (Peugeot 206 GTI), a 6m33,7s

11.º Pedro Franco/Victor Sousa (Ford Escort), a 13m38,5s

12.º Jaime Falcão/André Silva (Mazda 323), a 21m12,5s

13.º Fernando Peres/José Pedro Silva (Mitsubishi Lancer Evo IX), a 21m33,0s

14.º José Bonito Ramos/Nuno Gil (Peugeot 207), a 25m24,3s

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação