Marc Marquez com o terceiro tempo a abrir

Miguel Oliveira (KTM), vencedor da prova o ano passado, esteve discreto hoje de manhã na primeira sessão de treinos para o GP 888 de Portugal. Terminou com o 17.º tempo, com a marca austríaca a começar de maneira comedida.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com) – Fotos: PAULO MARIA

O regresso do pluri campeão mundial Marc Marquez (Honda) às corridas, depois de nove meses de ausência, é o ponto alto da prova portuguesa, porque havia a curiosidade de ver qual o estado físico de espanhol, que tinha reconhecido que “mais importante que voltar é ver como me sinto em cima da moto”.

As dúvidas adensaram-se quando, após a primeira saída para a pista, o espanhol chegou às “boxes” e tirou o capacete, algo que é muito raro os pilotos fazerem. Contudo, Marc Marquez voltou à pista, chegou a estar no topo da tabela de tempos, mas acabou por ser batido pelos seus compatriotas Maverick Viñales (Yamaha) e Alex Rins (Suzuki) e ficou com o terceiro tempo da sessão.

No entanto, o desgaste provocado por uma sessão de treinos, ao longo da qual o piloto pode parar algumas voltas, é muito inferior ao provocado pela corrida, durante a qual os pilotos têm de cumprir 25 voltas seguidas, o que provoca um desgaste maior, o que pode condicionar o desempenho do piloto da Honda na corrida.

O português Miguel Oliveira (KTM), vencedor da corrida portuguesa o ano passado, esteve discreto e não foi além do 17.º tempo, com a marca austríaca a começar de maneira discreta, com o italiano Danilo Petrucci (KTM), em 10.º, a ser o melhor dos quatro pilotos da marca, enquanto o sul-africano Brad Binder (KTM) a fechar a classificação.

Com o asfalto já seco foi intenso o duelo pelo melhor tempo entre os pilotos de Moto2, com o americano Joe Roberts (Kalex) a conseguir impôr-se à concorrência e, com o australiano Remy Gardner (Kalex), a ser um dos dois pilotos que chegou ao segundo “43”.

O espanhol Raul Fernandez (Kalex) registou o terceiro tempo, com o comandante do campeonato, o inglês Sam Lowes (Kalex), a registar o sexto tempo, atrás, ainda, do alemão Marcel Schrotter (Kalex) e do espanhol Aron Canet (Boscoscuro).

Coube aos pilotos de Moto3 abrir as hostilidades e a terem de enfrentar um asfalto molhado, o que levou alguns a retardarem a entrada em acção, para o fazerem quando a pista estava mais seca.

E a demonstrá-lo o facto das primeiras voltas terem sido cumpridas em ais de dois minutos, para, na parte final, os tempos descerem, com o turco Deniz Oncu (KTM) a chegar ao segundo “56”, ainda longe do segundo “48” registada, o ano passado, pelo espanhol Jaume Masia (Honda), na primeira sessão de treinos livres.

Contudo, os tempos registados não têm grande significado, já que houve seis pilotos que optaram por não sair para a pista com Filip Salac (Honda) e John McPhee (Honda) a secundarem o turco, na tabela de tempos.

TEMPOS DOS TREINOS

MotoGP – Maverick Viñales (Yamaha), 1’42,127”; Alex Rins (Suzuki), 1’42,278”; Marc Marquez (Honda), 1’42,378”; Pol Espargaro (Honda), 1’42,382”; Johann Zarco (Ducati), 1’42,443”; Francesco Bagnaia (Ducati), 1’42,464”; Fábio Quartararo (Yamaha), 1’42,528”; Jack Miller (Ducati), 1’42,536”; Alex Marquez (Honda), 1’42,781”; Danilo Petrucci (KTM), 1’42,957”; …; Miguel Oliveira (KTM), 1’44,000”. Treinaram mais cinco pilotos

Moto2 – Joe Roberts (Kalex), 1’43,905”; Remy Gardner (Kalex), 1’43,496”; Raul Fernandez (Kalex), 1’44,049”; Marcel Schrotter (Kalex), 1’44,275”; Aron Canet (Boscoscuro), 1’44,283”; Sam Lowes (Kalex) 1’44,304”; Jorge Navarro (Boscoscuro), 1’44,526”; Stefano Manzi (Kalex), 1’44,601”; Nicolò Bulega (Kalex), 1’44,707”; Cameron Beaubier (Kalex), 1’44,714”. Treinaram mais 20 pilotos.

Moto3 – Deniz Oncu (KTM), 1’56,978”; Filip Salac (Honda), 1’57,025”; John McPhee (Honda), 1’57,440”; Andi Farid Izdihar (Honda), 1’57,579; Darryn Binder (Honda), 1’57,676”; Romano Fenati (Husqvarna(, 1’58,282”; Andrea Migno (Honda), 1’58,450”; Sergio Garcia (Gasgas), 1’58,477”; Tatsuki Suzuki (Honda), 1’58,629”; Yuki Kunii (Honda), 1’58,737”. Treinaram mais 12 pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *