Marc Marquez campeão na Tailândia

Miguel Oliveira em 16.º na Tailândia viu Marc Márquez sagrar-se campeão mundial de MotoGP pela sexta vez. O português ficou sem pontuar, depois de terminar a 40,136 segundos do vencedor.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Para que não houvesse dúvidas quanto à conquita do oitavo título mundial, sexto da categoria rainha, o espanhol Marc Marquez (Honda), depois da violenta queda sofrida, no início da primeira sessão de treinos livres, que o levou a passar pelo hospital, venceu no traçado tailandês de Buriram, naquela que foi a nona vitória, em 14 corridas, da temporada, a que juntou quatro segundos lugares e uma queda, em Austin.

Mas foi uma vitória suada face à luta que o francês Fabio Quartararo (Yamaha), “rookie” na categoria e o mais rápido na qualificação no circuito tailandês, deu com o francês a ser batido na derradeira curva, altura em que tentou a ultrapassagem que o levasse ao triunfo. Só que Marc Marquez conseguiu responder e cortar a meta com 0,171” de vantagem.

Outro espanhol, Maverick Viñales (Yamaha), completou o pódio, com o quarto, o italiano Andrea Dovizioso (Ducati), que era o único que podia impedir o espanhol de festejar o título, a ficar a mais de 10 segundos do vencedor.

O português Miguel Oliveira (KTM), que largou de 17.º, conseguiu, na volta inicial, ascender ao 14.º lugar, fez grande parte da corrida nessa posição mas, nas derradeiras cinco voltas, perdeu dois lugares e ficou fora dos pontos.

Em Moto2, primeira vitória da temporada do italiano Luca Marini (Kalex), à frente do sul-africano Brad Binder (KTM) e do espanhol Iker Lecuona (KTM), com o espanhol Alex Marquez (Kalex), que comanda o campeonato, a perder dois pontos para o seu compatriota Augusto Fernandez (Kalex), mas a conversar uma vantagem de 40 pontos, que deve ser suficiente para a família Marquez levar dois títulos mundiais para casa.

O espanhol Albert Arenas (KTM) venceu a corrida de Moto3, com o italiano Lorenzo Dalla Porta (Honda), segundo classificado, a aproveitar o abandono do espanhol Aron Canet (KTM), o seu mais directo adversário na luta pelo título, para aumentar para 22 pontos a vantagem pontual, cabendo ao espanhol Alonso Lopez (Honda) completar o pódio numa corrida em que os cinco primeiros terminaram separados por menos de um segundo.

CLASSIFICAÇÕES

CORRIDAS

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez (Honda), 26 voltas (118,404 km), em 39’36,223” (179,3 km/h); 2.º, Fabio Quartararo (Yamaha), a 0,171”; 3.º, Maverick Viñales (Yamaha), a 1,380”; 4.º, Andrea Dovizioso (Ducati), a 11,218”; 5.º, Alex Rins (Suzuki), a 11,449”; 6.º, Franco Morbidelli (Yamaha), a 14,466”; 7.º, Joan Mir (Suzuki), a 18,729”; 8.º, Valentino Rossi (Yamaha), a 19,162”; 9.º, Danilo Petrucci (Ducati), a 23,425”; 10.º, Takkaki Nakagami (Honda), a 29,423; …; 16.º, Miguel Oliveira (KTM), a 40,136”. Classificaram-se mais quatro pilotos

MOTO2 – 1.º, Luca Marini (Kalex), 24 voltas (109,296 km), em 38’40,882” (169,5 km/h); 2.º, Brad Binder (KTM), a 2,296”; 3.º, Iker Lecuona (KTM), a 2,544”; 4.º, Augusto Fernandez (Kalex), a 2,585”; 5.º, Alex Marquez (Kalex), a 2,919”; 6.º, Jorge Martin (KTM), a 6,839”; 7.º, Thomas Luthi (Kalex), a 12,500”; 8.º, Nicolo Bulega (Kalex), a 13,669”; 9.º, Somkiat Chantra (Kalex), a 14,622”; 10.º, Marco Bezzecchi (KTM), a 14,726”. Classificaram-se mais 15 pilotos.

MOTO3 – 1.º, Albert Arenas (KTM), 22 voltas (100.188 km), em 38’09,383” (157,5 km); 2.º, Lorenzo Dalla Porta (Honda), a 0,231”; 3.º, Alonso Lopez (Honda), a 0,322”; 4.º, Marcos Ramirez (Honda), a 0,459”; 5.º, Dennis Foggia (KTM), a 0,666”; 6.º, Celestino Vietti (KTM), a 1,166”; 7.º, Kaito Toba (Honda), a 1,228”; 8.º, Stefano Nepa (KTM), a 6,971”; 9.º, Raul Fernandez (KTM), a 9,095”; 10.º, Tony Arbolino (Honda), a 9,145”. Classificaram-se mais 10 pilotos

CAMPEONATOS

PILOTOS

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez, 325 pontos; 2.º, Andrea Dovizioso, 215; 3.º, Alex Rins, 167; 4.º, Maverick Viñales, 163; 5.º, Danilo Petrucci, 162; 6.º, Valentino Rossi, 145; 7.º, Fábio Quartararo, 143; 8.º, Jack Miller, 119; 9.º, Cal Crutchlow, 102; 10.º, Franco Morbidelli, 90; …; 17.º, Miguel Oliveira, 29. Estão classificados mais oito pilotos

MOTO2 – 1.º, Alex Marquez, 224 pontos; 2.º, Augusto Fernandez, 184; 3.º, Brad Binder, 180; 4.º, Thomas Luthi, 178; 5.º, Jorge Navarro, 175; 6.º, Luca Marini, 151; 7.º, Lorenzo Baldassarri, 138; 8.º, Marcel Schrotter, 118; 9.º, Fabio Di Giannantonio, 94; 10.º, Enea Bastianini, 86. Estão classificados mais 20 pilotos.

MOTO3 – 1.º, Lorenzo Dalla Porta, 204 pontos; 2.º Aron Canet, 182; 3.º, Toby Arbolino, 161; 4.º, Marcos Ramirez, 136; 5.º, John McPhee, 126; 6.º, Niccolò Antonelli, 118; 7.º, Celestino Vietti, 100; 8.º, Jaume Masia, 96; 9.º, Dennis Foggia, 92; 10.º, Ai Ogura, 86. Estão classificados mais 23 pilotos.

CONSTRUTORES

MOTOGP – 1.º, Honda, 331 pontos; 2.º, Ducati, 254; 3.º, Yamaha, 248; 4.º, Suzuki, 192; 5.º, KTM, 91; 6.º, Aprilia, 67

MOTO2 – 1.º, Kalex, 361 pontos; 2.º, Speed Up, 208; 3.º, KTM, 190;

4.º, MV Augusta, 18; 5.º, NTS, 8

MOTO3 – 1.º, Honda, 339 pontos; 2.º, KTM, 275

EQUIPAS

MOTOGP – 1.º, Ducati Team, 377 pontos; 2.º, Repsol Honda Team, 358; 3.º, Monster Energy Yamaha, 308; 4.º, Petronas Yamaha SRT, 233; 5.º, Team Suzuki Ecstar, 229; 6.º, LCR Honda, 176; 7.º, Pramac Racing, 153; 8.º, Red Bull KTM Factory Racing, 107; 9.º, Aprilia Racing Team Gresini, 79; 10.º, Red Bull KTM Tech3, 36; 11.º, Real Avintia Racing, 23

MOTO2 – 1.º, Flexbox HP40, 335 pontos; 2.º, Dynavolt Intact GP, 296;

3.º, EG 0,0 Marc VDS, 283; 4.º, Beta Tools Speed Up, 269; 5.º, Red Bull KTM Ajo, 227; 6.º, SKY Racing Team VR46, 191; 7.º, Italtrans Racing Team, 131; 8.º, ONEVOX TKKR SAG Team, 128; 9.º, American Racing KTM, 75; 10.º, Federal Oil Gresini Moto2, 60; 11.º, MV Augusta Temporary Forward, 25; 12.º, Idemitsu Honda Team Asia, 20; 13.º, Tasca Racing Scuderia, 19; 14.º, Red Bull KTM Tech3, 17; 15.º, NTS RW Racing GP, 9; 16.º, Petronas Sprinta Racing, 8; 17.º, Gaivota Angel Nieto Team, 4; 18.º, Kiefer Racing, 3

MOTO3 – 1.º, Leopard Racing, 340 pontos; 2.º, VNE Snipers, 228; 3.º, SIC58 Squadra Corse, 203; 4.º, Sky Racing Team VR46, 192; 5.º, Sterilgarda Max Racing Team, 182; 5.º, Petronas Sprinta Racing, 176; 7.º, Mugen Race, 148; 8.º, Honda Team Asia, 146; 9.º, Gaviota Angel Nieto Team, 126; 10.º, Redox PruestelGP, 94; 11.º, Estrela Galicia 0.0, 81; 12.º, Kommerling Gresini Moto3, 74; 13.º, CIP Green Power, 46; 14.º, Boe Skull Rider Mugen, 31; 15.º, Reale Avintia Arizona 77, 13; 16.º, Red Bull KTM Ajo, 4

PRÓXIMA PROVA – Motul Gran Prix of Japan, dia 20 de Outubro, no Twin Ring Motegi.

 

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação