Manuel Castro passou com distinção em Mortágua

A escola é a primeira metamorfose social para uma criança. É nesse ambiente que é desenvolvido vínculos sociáveis. Manuel Castro “despiu” por instantes o fato de competição, abeirou-se da rede de uma Escola Básica de Mortágua para distribuir e receber sorrisos de alunos de palmo e meio. Um gesto sublime de um piloto que também já foi criança…

CARLOS SOUSA (carlos.sousa@autolook.pt)

Um pequeno gesto de carinho é capaz de fazer florir grandes sorrisos. Há gestos que valem mais de mil palavras. Manuel Castro, piloto que parte em terceiro este sábado para o Rali de Mortágua ao volante de um Skoda Fabia RS, encontrou ontem motivos mais que suficientes para sorrir e fazer sorrir.

O piloto nortenho, que faz equipa com Ricardo Cunha, fez um percurso atípico até chegar aos ralis. Em criança, já no tempo em que deu os primeiros passos na escola e aprendeu a ler e a escrever, já tinha o fascínio do automobilismo. Esta sexta-feira, quando preparava o “Qualifying” para, posteriormente, escolher a terceira posição para a partida da competição do Clube Automóvel do Centro, Manuel Castro encontrou “o melhor do dia”, quando foi cumprimentar, um a um, os alunos do ensino básico de um estabelecimento mortaguense.

«Eu já estive do outro lado da rede, e lembro-me bem da alegria que era! Os ralis também são das crianças!». Uma frase encantadora que fez questão de sublinhar algumas horas depois do encontro com a turma da pequenada, mas que traduz bem do carácter de um piloto que não esquece a sua meninice e fez sorrir os homens e mulheres de palmo e meio. Um gesto que pode servir de tónico a uma ou outra criança que esta sexta-feira cruzou-se com o piloto do Skoda Fabia RS.

Nenhuma das crianças que estava do lado de lá da rede vai esquecer o gesto. Podem nunca mais saber quem os cumprimentou e que motivou uma algazarra de alegria contagiante, mas sabe que foram abordados por um piloto talentoso, que sabe andar muito depressa atrás de um volante.

Esta sexta-feira à tarde, Manuel Castro foi um piloto com reflexos muito apurados para estancar a sua viatura e criar um ambiente festivo em torno do Rali de Mortágua. Todas aquelas crianças vão querer ver para sempre as viaturas de competição na sua terra natal e, quiçá, noutras paragens, e todo por causa de uma abordagem aberta. Com este gesto, Manuel Castro ganhou o prémio da simpatia e do respeito, além de ter despoletado o interesse colectivo da turma para os ralis. Parabéns, Manuel Castro pela formidável exibição. Os ralis também ganharam mais adeptos a partir desta sexta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *