Mais um “passeio” de Lewis Hamilton

Piloto inglês da Mercedes dominou de forma clara o Grande Prémio de Espanha, que comandou de fio a pavio para averbar a quarta vitória da temporada em seis corridas.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Lewis Hamilton fez uma corrida de gestão, por desde cedo ter ficado sem pressão e limitou-se a gerir o desgaste dos pneus para vencer sem dificuldades e aumentar para 37 pontos a vantagem sobre o holandês Max Verstappen (Red Bull/Honda).

Numa estratégia diferente da utilizada pela Mercedes, o piloto holandês Max Verstappen que, no arranque, ascendeu ao segundo lugar, levando a melhor sobre o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), conseguiu, depois de ter perdido uma posição para o finlandês na primeira paragem para trocar de pneus, recuperar o segundo lugar e impedir mais um 1-2 da marca da estrela.

 

O finlandês que, no arranque, foi, ainda, passado pelo canadiano Lance Stroll (Racing Point/Mercedes), que estava do lado limpo da pista, e caiu para quarto, depressa chegou ao terceiro lugar, mas foi incapaz de incomodar o holandês, tendo na derradeira volta parado, para montar um novo jogo de pneus e conseguir a volta mais rápida.

Bom resultado conjunto da Racing Point, que viu o canadiano terminar em quarto e o mexicano Sergio Perez (Racing Point/Mercedes) em quinto, que trocaram de posições, em consequência de uma penalização de cinco segundos sofrida pelo mexicano, por desrespeito das bandeiras azuis, quando estava a ser dobrado por Lewis Hamilton, penalização que parece excessiva por não ter ficado a ideia do inglês ter sido prejudicado.

Sexto lugar para Carlos Sainz (McLaren/Renault) à frente do alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que terá feito a melhor corrida da temporada, depois de ter partido de 11.º, com a marca italiana a ver o monegasco Charles Leclerc (Ferrari) renunciar com problemas de motor.

O inglês Alexander Albon (Red Bull/Honda), autor de algumas das melhores ultrapassagens, depois de ter parado para trocar de pneus, o francês Pierre Gasly (Alpha Tauri/Honda) e o inglês Lando Norris (McLaren/Renault) terminaram nos restantes lugares pontuáveis, onde os Renault voltaram a não ficar.

 

FICHA DA PROVA

Grande Prémio – Aramco Gran Premio de España

Circuito – Barcelona – Catalunya

Extensão – 307,104 km = 66 x 4,655km

“Pole position” – Lewis Hamilton (Mercedes W11/Mercedes), 1 volta (4,655 km), em 1’15,584” (221,713 km/h)

Grelha de partida1.ª linha: Lewis Hamilton (Mercedes W10/Mercedes), 1’15,584”; Valtteri Bottas (Mercedes W10/Mercedes), 1’15,643”; 2.ª linha: Max Verstappen (Red Bull RB16/Honda), 1’16,292”; Sergio Perez (Racing Point RP20/Mercedes), 1’16,482”; 3.ª linha: Lance Stroll (Racing Point RP20/Mercedes), 1’16,589”; Alexander Albon (Red Bull RB16/Honda), 1’17,029”; 4.ª linha: Carlos Sainz (McLaren MCL35/Renault), 1’17,044”; Lando Norris (McLaren MCL35/Renault), 1’17,084”; 5.ª linha: Charles Leclerc (Ferrari SF1000/Ferrari), 1’17,087”; Pierre Gasly (Alpha Tauri AT01/Honda), 1’17,136”; 6.ª linha: Sebastian Vettel (Ferrari SF100/Ferrari), 1’17,168”; Daniil Kvyat (Alpha Tauri AT01/Honda), 1’17,192”; 7.ª linha: Daniel Riccardo (Renault RS20/Renault), 1’17,198”; Kimi Raikkonen (Alfa Romeo C39/Ferrari), 1’17,386; 8.ª linha: Esteban Ocon (Renault RS20/Renault), 1’17,567”; Kevin Magnussen (Haas VF-20/Ferrari), 1’17,908”; 9.ª linha: Romain Grosjean (Haas VF-20/Ferrari), 1’18,089”; George Russell (Williams FW43/Mercedes), 1’18,099; 10.ª linha: Nicholas Latifi (Williams FW43/Mercedes), 1’18,532”; Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo C39/Ferrari), 1’18,697”.

Comandantes sucessivos – Lewis Hamilton, da 1.ª à 66.ª volta

Volta mais rápida – Valtteri Bottas (Mercedes W11/Mercedes), 1 volta (4,655 km), em, 1’18,183” (214,343 km/h)

Vencedor – Lewis Hamilton (Mercedes W11/Mercedes), 66 voltas (307,104 km), em 1.31’45,279” (200,820 km/h)

CLASSIFICAÇÃO

POS. PILOTO CARRO MOTOR TEMPO
1.º Lewis Hamilton Mercedes W11 Mercedes 1.31’45,279″
2.º Max Verstappen Red Bull RB16 Honda a 24,177″
3.º Valtteri Bottas Mercedes W11 Mercedes a 44,752″
4.º Lance Stroll Racing Point RP20 Mercedes a 1 volta
5.º Sergio Perez Racing Point RP20 Mercedes a 1 volta
6.º Carlos Sainz McLaren MCL35 Renault a 1 volta
7.º Sebastian Vettel Ferrari SF1000 Ferrari a 1 volta
8.º Alexander Albon Red Bull RB16 Honda a 1 volta
9.º Pierre Gasly Alpha Tauri AT01 Honda a 1 volta
10.º Lando Norris McLaren MCL35 Renault a 1 volta
11.º Daniel Ricciardo Renault RS20 Renault a 1 volta
12.º Danill Kvyat Alpha Tauri AT01 Honda a 1 volta
13.º Esteban Ocon Renault RS20 Renault a 1 volta
14.º Kimi Raikkonen Alfa Romeo C39 Ferrari a 1 volta
15.º Kevin Magnussen Haas VF-20 Ferrari a 1 volta
16.º Antonio Giovinazzi Alfa Romeo C39 Ferrari a 1 volta
17.º George Russell Williams FW 43 Mercedes a 1 volta
18.º Nicholas Latifi Williams FW 43 Mercedes a 2 voltas
19.º Romain Grosjean Haas VF-20 Ferrari a 2 voltas

CLASSIFICAÇÕES DOS “MUNDIAIS”

PILOTOS – 1.º, Lewis Hamilton, 132 pontos; 2.º, Max Verstappen, 95; 3.º, Valtteri Bottas, 89; 4.º, Charles Leclerc, 45; 5.º, Lance Stroll, 40; 6.º, Alexander Albon, 40; 7.º, Lando Norris, 39; 8.º Sérgio Perez, 32; 9.º, Carlos Sainz, 23; 10.º, Daniel Ricciardo, 20; 11.º, Sebastian Vettel, 16; 12.º, Esteban Ocon, 16; 13.º, Pierre Gasly, 14; 14.º, Nico Hulkenbergm 6; 15.º, Antonio Giovinazzi, 2; 16.º, Daniil Kvyat, 2; 17.º, Kevin Magnussen, 1

CONSTRUTORES – 1.º, Mercedes-AMG Petronas F1 Team, 221 pontos; 2.º, Aston Martin Red Bull Racing, 135; 3.º, BWT Racing Point F1 Team, 63; 4.º, McLaren F1 Team, 62; 5.º, Scuderia Ferrari, 61; 6.º, Renault DP World F1 Team, 36; 7.º, Scuderia Alpha Tauri Honda, 16; 8.º, Alfa Romeo Racing ORLEN, 2; 9.º, Haas F1 Team, 1

Próxima prova – Rolex Belgian Grande Prix, no Circuito de Spa-Francorchamps, dia 30 de Agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: