Mais de mil empresas turísticas com “Clean & Safe”

Cerca de um terço dos empreendimentos turísticos da região Centro estão abertos e os postos de informação turística a caminho da normalidade.

(auto.look2010@gmail.com)

Mais de 1000 empresas de actividade turística do Centro de Portugal já conquistaram o direito de exibir o selo “Clean & Safe”. Este selo, recorde-se, resulta de um processo de certificação do Turismo de Portugal que visa transmitir maior confiança aos turistas. Na região Centro de Portugal, exibem já o selo, ao dia desta quinta-feita, 418 empreendimentos turísticos, 224 unidades de alojamento local, 214 agentes de animação turística, 149 agências de viagens e operadores turísticos e ainda 86 restaurantes (estes ao dia de ontem).

Para a restauração, assinale-se, o processo começou mais tarde, a 15 de Maio. Os números têm crescido diariamente, assim como o interesse manifestado pelas empresas em aderir ao processo, através da colocação de questões práticas sobre o processo formal de obtenção do selo e quanto aos procedimentos a adoptar, uma vez que cada tipo de actividade tem associado um conjunto de requisitos específicos.

O Turismo Centro de Portugal (TCP) associou-se desde a primeira hora a esta iniciativa, através da divulgação do selo “Clean & Safe” junto das empresas elegíveis e da disponibilização de apoio técnico a todos os interessados. Paralelamente, o TCP tem em curso um conjunto de videoconferências, em parceria com o Turismo de Portugal e com representantes das associações do setor, com o intuito de reforçar a formação dos empresários sobre todos os aspectos deste selo.

Refira-se que o Gabinete de Apoio ao Investimento Turístico do TCP recebeu, desde 10 de Março, mais de 550 atendimentos a empresários, com dúvidas relacionadas com o período de pandemia e também sobre novos projectos de investimento. Só em Maio, registaram-se já 225 atendimentos, o que prenuncia que este vai ser o mês com mais atendimentos de sempre.

«Os empresários da actividade turística do Centro de Portugal estão de parabéns. Assim que o Covid-19 os obrigou a suspender as operações, arregaçaram as mangas e dedicaram-se a preparar o dia em que poderiam reabrir», sublinha Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal.

«Hotéis, alojamentos, restaurantes e todas as empresas do sector não se pouparam a esforços para dotar os seus estabelecimentos e os seus negócios de todas as condições exigidas por esta nova realidade, pelo que não surpreende que sejam já mais de 1000 as empresas da região com o selo “Clean & Safe”. Este selo é a melhor garantia que podemos dar aos turistas de que podem visitar o Centro de Portugal em total segurança», acrescenta.

O Gabinete de Apoio ao Investimento Turístico do TCP calcula que mais de um terço dos empreendimentos turísticos da região Centro de Portugal estão a funcionar, de acordo com um levantamento feito pela entidade.

Os números, que resultam de uma amostra representativa das unidades da região (à excepção de parques de campismo), demonstram que 39,8% dos empreendimentos estão abertos, 33,7% vão reabrir até 15 de Junho e 26,3% só o farão depois de 15 de Junho.

 

POSTOS DE INFORMAÇÃO TURÍSTICA

A CAMINHO DA NORMALIDADE

Dois dos postos de informação turística do Turismo Centro de Portugal já reabriram as portas, após o período de confinamento obrigatório, e estão disponíveis para prestar todo o auxílio a quem os procura. São eles os postos de Aveiro e Fátima, que estão abertos desde dia 18 de Maio, funcionando das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 16h00. A partir de 1 de Junho, funcionarão no horário regular.

Os postos de informação turística de Leiria, Coimbra, Covilhã e Viseu vão reabrir a 25 de Maio, funcionando das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 16h00. A partir de 1 de Junho, funcionarão no horário regular. A 1 de Junho, abrirão também os postos de informação turística de Manteigas, Belmonte e Vilar Formoso (estes dois de forma condicionada), no horário regular.

Todos os colaboradores receberam formação específica para poderem prestar esclarecimentos aos visitantes no contexto da pandemia da Covid-19, estando igualmente disponíveis para disponibilizar equipamento de protecção individual e dispensadores de solução à base de álcool. Os espaços são, naturalmente, higienizados e limpos várias vezes ao dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: