Mais de 7.500 pessoas fizeram a festa na Poutena

Com noite quente e mais de 7.500 espectadores nas bancadas, o Supercross regressou em grande à pista Nelson Alves, na Poutena. Após três anos de ausência aquela que é uma das “catedrais” da modalidade, o público recebeu de forma absolutamente espetacular pilotos e equipas, numa clara demonstração da popularidade do Supercross por paragens da Bairrada.

(auto.look2010@gmail.com)

Com 500 metros de extensão e cuidadosamente desenhado e preparado o traçado revelou-se perfeito para um espetáculo de nível superior proporcionado pelos melhores pilotos nacionais naquele que é o mais antigo evento da disciplina no nosso país.

Competindo lado a lado os pilotos das SX65 e SX50 foram mais uma vez protagonistas de um espetáculo fantástico. Nas 65, o vencedor em ambas as corridas foi Duarte Pinto, na segunda corrida com apenas três milésimas de segundo de vantagem sobre Leonardo Gaio, este o quinto na primeira corrida depois de uma queda sofrida quando lutava com Duarte Pinto pela primeira posição.

Com um segundo e um terceiro lugares conseguidos nas mangas, Guilherme Gomes foi o segundo no final do dia, na frente de Leonardo Gaio e Francisco Fernandes, ambos com o mesmo número de pontos e com a diferença a ser feita pelo melhor resultado de Gaio na segunda manga. Gustavo Pitschieller foi o quinto classificado. Nas SX50 Edgar Salustiano venceu ambas as corridas sempre na frente de Duarte Machado e Edgar Póvoa.

Sem grandes alterações na classificação ao longo das 13 voltas realizadas, a corrida reservada às SX1 foi dominada por Paulo Alberto que arrancou na frente e liderou a totalidade das voltas, sempre com Hugo Basaúla e Xurxo Prol atrás de si.

No salto de meta, Paulo Alberto tinha 14 segundos de vantagem sobre Hugo Basaúla, sendo mesmo estes três os únicos a cumprirem as 13 voltas no momento da bandeira de xadrez. Thomas Baratange ainda passou de forma efémera pelo terceiro lugar mas terminaria a corrida atrás de Sandro Peixe, o quarto, e José Iglésias.

Nas SX2, foi Luís Oliveira quem assinou o melhor arranque e somente na terceira volta o espanhol David Beltran o conseguiu passar. Luís Oliveira desceu ao segundo posto e na fase final resistiu a todos os ataques protagonizados por Alejandro Miguel até que este na derradeira volta conseguiu mesmo passar o piloto de Belas para ser segundo na linha de meta na frente de Luís Oliveira. Fábio Costa também lutou por um lugar no pódio mas acabou por se atrasar e ser quarto na frente de Daniel Pinto.

No espetacular “head to head”, que coloca frente a frente os dois melhores das corridas SX1 e SX2, foi Hugo Basaúla quem venceu. Depois de eliminar David Beltran no primeiro duelo o agora piloto da Gas Gas bateu Paulo Alberto na final. Este tinha eliminado Alejandro Miguel anteriormente e na luta pelo terceiro lugar foi Beltran quem levou a melhor face ao rival.

Arrancando melhor que todo o restante pelotão Paulo Alberto replicou o que tinha feito na corrida SX1 e tomou de assalto a primeira posição na derradeira corrida da noite. Inicialmente seguido por Sandro Peixe o piloto de Leiria revelou um ritmo superior e começou a ganhar vantagem face ao rival ribatejano, sendo este seguido por Luís Oliveira e David Beltran.

Hugo Basaúla não conseguiu um bom arranque e era apenas 10.º na primeira passagem pelo salto de meta mas iniciava uma recuperação que o levou a subir gradualmente na classificação até ao segundo posto onde se instalou a duas voltas do final para ocupar a posição intermédia de pódio atrás de um distante, 13 segundos, de Paulo Alberto.

Sandro Peixe fechou a corrida na terceira posição na frente de David Beltran e Xurxo Prol, tendo os sete primeiros ficado definidos a cinco voltas do final, sendo que atrás de Prol terminaram ainda na mesma volta do vencedor Alejandro Miguel e Fábio Costa, a dar muito conta de si aos comandos da 250cc com motor a quatro-tempos.

Com esta vitória, Paulo Alberto ficou com seis pontos de vantagem sobre Hugo Basaúla na frente do campeonato Elite, sendo o terceiro posto ocupado por Sandro Peixe quando faltam ainda duas provas para o final da época.

Nas SX1 a liderança é dividida entre Paulo Alberto e Hugo Basaúla, ambos com 47 pontos e com 11 de vantagem sobre Sandro Peixe. Nas SX2 é Alejandro Miguel o primeiro com sete pontos de vantagem sobre Fábio Costa e 13 para Daniel Pinto.

Duarte Pinto é líder invicto nas SX65 com 18 pontos de vantagem sobre Francisco Fernandes e Guilherme Gomes, ambos empatados. Nas SX50 Edgar Salustiano é o primeiro, igualmente invicto no campeonato e com 16 pontos de vantagem sobre Duarte Machado e 56 para Edgar Póvoa.

A próxima será já no próximo sábado, dia 13 de agosto, em Fafe, sendo mais vez esperada uma forte adesão popular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.