“Magos” do PTRX fazem as delícias em Montalegre

O Circuito Internacional de Montalegre é palco, este fim-de-semana, da quinta prova do PTRX 2019, Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy. Promovida pelo Clube Automóvel de Vila Real, a jornada transmontana, que assinala a entrada na segunda metade do campeonato e apresenta uma lista de meia centena de pilotos na grelha.

(auto.look2010@gmail.com)

Nas corridas de qualificação, e no que na Iniciação diz respeito, Gonçalo Novo e Rodrigo Correia dividiram o protagonismo do primeiro dia de corridas. Com cada um a vencer um embate. Porém, para este domingo, a vantagem está do lado de Gonçalo Novo, mesmo com uma penalização de 10 segundos, na segunda corrida. Na última corrida do dia Gonçalo Macedo não teve o VW Polo colaborante, viu os concorrentes da frente distanciarem-se e apenas “lutou” para conseguir levar o carro até ao final.

No final do primeiro dia de prova do Nacional 2 RM, o BMW E30 de Paulo Sousa não deu hipóteses à concorrência, vencendo de forma destacada as duas primeira corridas da categoria. Relativamente ao segundo e terceiro lugares, os protagonistas foram os mesmos, Adão Pinto (Opel Astra) e Luís Carvalho (Peugeot 205), que por esta ordem completaram o pódio deste sábado.

No Supercar e com Joaquim Santos ausente na primeira corrida, ainda a solucionar o problema de transmissão no Ford Focus, José Lameiro pode rodar um pouco mais tranquilo. José Rodrigues, melhor na Divisão 2, não esteve na mesma “guerra”, à geral, que o piloto de estreante Skoda Fabia. Na segunda ida para a pista, Joaquim Santos regressou e levou a melhor sobre José Lameiro. Contudo, na soma do dia, a vantagem foi para o piloto de Aveiro.

Quanto à Super Nacional A 1.6, Pedro Tiago (Citroën Saxo) não teve a vida facilitada numa das mais competitivas categorias desta jornada transmontana, mas saiu “ileso” e no comando das operações para amanhã. Américo Sousa, com uma prestação, também, muito regular fechou o dia no segundo posto. Por seu lado, Leonel Sampaio, com um trabalho crescente durante este primeiro dia reclamou a terceira posição.

No que toca ao Kartcross, Jorge Gonzaga (ASK Evo 18) terminou o dia, na mesma posição com que chegou a Montalegre, isto é, no comando. Mesmo assim, Rui Nunes, tal como demonstrou nos treinos nunca lhe deu muito espaço de manobra, assegurando o segundo posto a apenas 1,9s de Gonzaga. Pedro Rosário (Semog Bravo) fechou o pódio do dia, enquanto Alexandre Borges e Pedro Rabaço, por esta ordem, completaram o “top five”.

Por seu turno, na categoria de Super 1600, João Ribeiro (Citroën Saxo S1600) somou e seguiu. Venceu por duas vezes e conseguiu pontos preciosos para encarar mais à vontade as duas corridas de qualificação deste domingo. Rogério Sousa (Ford Fiesta S1600), que já tinha dado nas vistas nos treinos, assumiu-se como a principal oposição.

Nuno Araújo (Skoda Fábia S1600) “escapou” por entre os “pingos da chuva” e seguiu para o terceiro lugar. Daí para baixo, as coisas eram mais complicadas: Sérgio Dias foi segundo na corrida inicial, mas na seguinte foi sétimo. André Sousa começou mal, tendo sido apanhado numa molhada logo na curva um, mas na segunda corrida emendou a mão. O certo é que os 13 pontos da corrida inicial comprometeram o resultado.

Finalmente, na competição alusiva ao Super Buggy, Nelson Barata (Toniauto Power UB) manteve a hegemonia na corrida de qualificação. Tal como nos cronometrados, também aqui foi Arménio Rodrigues (GRT MXG) quem fez oposição, numa corrida quase disputada em ritmo de eliminação, com Mauro Reis (HSport TT) e Ricardo Faria (Atmos Strong) a ficarem de fora, devido a problemas mecânicos.

 

Partilhe

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever  
Notificação