Alexey Lukyanuk vence Rally di Roma Capitale

O russo Alexey Lukyanuk (Citroën C3 R5) logrou o triunfo na prova de abertura do Campeonato Europeu de Ralis, que hoje terminou na capital transalpina.

Texto: PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com) – Fotos: GREGORY LENORMAND

Giandomenico Basso/Lorenzo Granai (VW Polo GTi R5)

Apesar do ataque desferido durante todo o dia de hoje pela dupla italiana Giandomenico Basso e Lorenzo Granai (VW Polo GTi R5), o russo Alexey Lukyanuk (Citroën C3 R5), navegado por Aaron Johnston e que comandou a prova romana desde a primeira à derradeira especial, assegurou o triunfo no Rally di Roma Capitale e assumiu o comando do ERC (Campeonato da Europa de Ralis).

O sueco Oliver Solberg (VW Polo GTi R5), navegado por Aaron Johnston, completou o pódio, com o irlandês Craig Breen (Hyundai i20 R5) a conseguir, na fase final da prova, superar o romeno Simone Tempestini (Skoda Fabia R5).

 

Oliver Solberg/Aaron Johnston (VW Polo GTi R5)

Se a vitória de Alexey Lukyanuk não sofre contestação, depois do domínio que exerceu ontem, quando foi o mais rápido nas seis especiais do dia, fica a dúvida de saber o que podia ter acontecido caso o italiano Andrea Crugnola (Citroën C3 R5), mais rápido em seis das nove classificativas percorridas hoje, não tivesse saído da estrada, logo na prova de classificação de abertura.

Do ponto de vista teórico, Andrea Crugnola ter-se-ia juntado aos dois primeiros e teríamos tido uma luta a três pela vitória, “incendiando” ainda mais o interesse pelo desígnio final.

 

Craig Breen/Paul Nagle (Hyundai i20 R5)

Batido ontem, de forma clara, o piloto italiano Giandomenico Basso conseguiu ao longo do dia de hoje superar o russo Alexey Lukayanuk na maior parte das especiais, mas foi sempre escassa a vantagem alcançada, com o seu mais directo adversário a conseguir, por vezes, recuperar algum tempo perdido. Apesar de ter visto a vantagem descer de 34,1 segundos para 16,1 segundos, o que significa que o experiente italiano ganhou 18 segundos ao não experiente russo nas nove especiais disputadas durante todo o dia de hoje.

 

 

Pedro Antunes/Pedro Alves (Peugeot 208 Rally4)

No que diz respeito à luta titânica pela vitória entre a categoria dos RC4, Pedro Antunes (Peugeot 208 Rally4), que faz equipa com Pedro Alves, ascendeu ao comando a três especiais do fim da prova e entrou para a derradeira classificativa com uma vantagem de 4,3” sobre o estónio Ken Torn (Ford Fiesta Rally4), que tinha comandado a categoria desde o início.

De facto, a dupla portuguesa deixou um rasto de enorme qualidade no Rally di Roma Capitale, prova que marcou a abertura do Europeu de Ralis, que hoje terminou na capital transalpina, não deixando ninguém indiferente, inclusivamente os seus adversários.

 

Pedro Almeida e Hugo Magalhães (Peugeot 208 Rally4)

Reconhecendo a superioridade do português, muito desportivamente, reconheceu no final da última prova de classificação que «o Pedro foi mais rápido do que eu, pelo que espero que ganhe», numa altura em que lhe restava aguardar o seu adversário para o felicitar, porque estava a rodar à frente do piloto da marca francesa. Só que o português não chegou ao fim do troço por ter saído da estrada e a vitória acabou por pertencer ao estónio.

Sem nada a perder, depois da desistência de ontem, Pedro Almeida (Peugeot 208 Rally4) fez bons tempos, ao nível da categoria, que lhe teriam permitido lutar pelo pódio, mas acabou por ficar no fundo da classificação (59.º).

FICHA DA PROVA

Prova – Rally di Roma Capitale

Data – 24/26 de Julho

Organizador – Motorsport Italia S.r.l.

Estrutura – 813,57 km divididos por duas etapas: Fiuggi – Fiuggi (467,97 km); Fiuggi – Fiuggi (345,60 km)

PC – 15 (6 + 9)

Extensão das PC – 197,80 km (97,00 km + 100,80 km)

Percentagem das PC – 24,31 %

Inscritos – 85 (44 RC2, 2 RC3, 33 RC4, 2 RC5, 4 RGT)

Participantes – 83 (43 RC2, 1 RC3, 33 RC4, 2 RC5, 4 RGT)

Classificados – 63 (33 RC2, 1 RC3, 24 RC4, 2 RC5, 3 RGT)

Comandantes sucessivos

Absoluto – Alexey Lukyanuk, da 1.ª à 15.ª PC

RC2 – Alexey Lukyanuk, da 1.ª à 15.ª

RC3 – Csaba Juhãsz, da 1.ª à 15.ª PC

RC4 – Ken Torn, da 1.ª à 9.ª PC; Ken Torn e Pedro Antunes, na 10.ª PC; Ken Torn, na 11.ª e 12.º PC; Pedro Antunes, na 13.ª e 14.ª PC; Ken Torn, na 15,ª PC

RC5 – Davide Porta, na 1.ª e 2.ª PC; Nicola Cazzaro, da 3.ª à 15.ª PC

RGT – Dariusz Polonski, na 1.ª PC; Roberto Gobbin, na 2.ª PC; Andrea Mabellini, da 3.ª à 15.ª PC

Vencedores

Absoluto – Alexey Lukyanuk/Dmitriy Eremeev (Citroen C3 R5)

RC2 – Alexey Lukyanuk/Dmitriy Eremeev (Citroen C3 R5)

RC3 – Csaba Juhász/István Juhász (Renault Clio R3T)

RC4 – Ken Torn/Kauri Pannas (Ford Fiesta Rally4)

RC5 – Nicola Cazzaro/Nicolò Lazzarini (Renault Clio RSR Rally5)

RGT – Andrea Mabellini/Nicola Arena (Abarth 124 Rally)

CLASSIFICAÇÃO

POS. EQUIPA CARRO TEMPO
       
1.º Alexey Lukyanuk/Dmitriy Eremeev Citroen C3 R5 1.58’57,0″
2.º Giandomenico Basso/Lorenzo Granai VW Polo GTi R5 a 16,1″
3.º Oliver Solberg/Aaron Johnston VW Polo GTi R5 a 1’03,2″
4.º Craig Breen/Paul Nagle Hyundai i20 R5 a 1’57,0″
5.º Simone Tempestini/Sergiu Itu Skoda Fabia R5 a 1’58,3″
6.º Efern Llarena/Sara Fernandez Citroen C3 R5 a 2’15,9″
7.º Grégoire Munster/Louis Louka Hyundai i20 R5 a 2’20,5″
8.º Filip Mares/Radovan Bucha Skoda Fabia R5 Evo a 2’26,0″
9.º Rudy Michelin/Michele Perna VW Polo GTi R5 a 2’31,9″
10.º Emil Lindholm/Mikael Korhonen Skoda Fabia R5 Evo a 2’54,0″

OS MAIS RÁPIDOS

  1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º
             
Alexander Lukyanuk 6 2 5 0 1 0
Andrea Crugnola 6 2 0 1 0 0
Giandomenico Basso 3 7 3 0 1 0
Oliver Solberg 0 2 3 1 6 0
Craig Breen 0 2 0 0 0 0
Rudy Michelini 0 0 3 1 1 1
Fabian Kreim 0 0 2 2 0 1
Simone Tempestini 0 0 1 4 2 0
Umberto Scandola 0 0 0 2 3 1
Grégoire Munster 0 0 0 1 0 2
Emil Lindholm 0 0 0 1 0 1
Efern Llarena 0 0 0 0 2 3
Alessandro Re 0 0 0 0 1 2
Filip Mares 0 0 0 0 0 2
Marco Signor 0 0 0 0 0 1

Próxima prova – Rali de Letónia, de 14 a 16 de Agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: