Lukyanuk vence mas apanha um “susto”

O russo Alexey Lukyanuk (Citroën C3 R5) triunfou o Rali Fafe Montelongo, terceira prova pontuável para o Europeu da especialidade, mas não se livrou de um enorme sobressalto antes de festejar o resultado final.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Um pião na terceira passagem por Monte (11,72 km), onde perdeu 23,9”, quase comprometeu o triunfo, do russo Alexey Lukyanuk (Citroën C3 R5) que entrou para a derradeira especial (Guilhofrei – 10,73 km) com escassos 3,8” de vantagem sobre o francês Yoann Bonato (Citroën C3 R5). Sabendo-se a frequência com Alexey Lukyanuk excede os limites, quando pressionado, ficou a parecer possível que o piloto da marca francesa, depois de comandar a prova desde o início, viesse a comprometer um triunfo que parecia assegurado.

Só que na hora da verdade Alexey Lukyanuk, apesar de batido pelo sueco Oliver Solberg (VW Polo GTi R5) na classificativa, soube segurar a vitória, a segunda da temporada, depois de ter ganho em Roma, e cimentar a posição de comandante do campeonato.

No final da prova, Alexey Lukyanuk reconhecia que «cometi um erro, no pior momento, mas mantive-me concentrado e fiz uma excelente derradeira especial, pelo que posso estar orgulhoso de mim próprio»

Intenso foi o duelo pelo segundo lugar, decidido pela diferença mínima, com o espanhol Ivan Ares (Hyundai i20 R5) a conseguir, no último troço cronometrado, superar o francês Yoann Bonato e assegurar o degrau intermédio do pódio.

A prova ficou marcada pelo duelo entre estes três pilotos, uma vez que o quarto, o belga Grégoire Munster (Hyundai i20 R5), ficou a mais de um minuto do francês e pela infelicidade de Oliver Solberg, traído pelo motor, o que o atrasou de forma irrecuperável, ficando a sensação que sem esse percalço estaria estado na luta pela vitória.

Sem surpresa, o espanhol Josep Bassas (Peugeot 208 Rally4) confirmou a vitória entre os carros de duas rodas motrizes, à frente do estónio Ken Torn (Ford Fiesta Rally4), que terminou a 13,9” do espanhol, e do português Pedro Almeida (Peugeot 208 Rally4), que completou o pódio da categoria.

Ao terminar em 13,º, João Barros e Jorge Henriques (Citroën C3 R5) foram os melhores dos portugueses, a 4m32,3s dos vencedores, posição que foi sua desde o começo da prova.

Em 17.º terminaram Pedro Almeida e Hugo Magalhães (Peugeot 208 Rally4), a 8m49,8s; no 21.º posto ficou a dupla Aloísio Monteiro e Eiró Sancho (Skoda Fabia R5), a 12m52,4s; em 25.º lugar culminaram José Paulo e Valter Cardoso (Peugeot 208 T16), a 16m22,8s; na 28.ª posição terminaram Manuel Pereira e Pedro Magalhães (Peugeot 208 R2), a 20m34,0s; no 30.º lugar ficaram Mário Castro e Ricardo Cunha (Ford Fiesta R2T), a 21m26,2s.

FICHA DA PROVA

Prova – Rally Fafe Montelongo

Data – 2/4 de Outubro

Organizador – Demoporto

Estrutura – 535,48 km divididos por duas etapas: Fafe – Fafe (266,15 km); Fafe – Fafe (269,33 km)

PC – 18 (9 + 9)

Extensão das PC – 181,44 km (95,79 km + 85,65 km)

Percentagem das PC – 33,88 %

Inscritos – 38 (25 RC2, 10 RC4, 3 RGT)

Participantes – 37 (25 RC2, 9 RC4, 3 RGT)

Classificados – 33 (22 RC2, 8 RC4, 3 RGT)

Comandantes sucessivos

Absoluto – Alexey Lukyanuk, da 1.ª à 18.ª PC

RC2 – Alexey Lukyanuk, da 1.ª à 18.ª PC

RC4 – Ken Torn, na 1.ª PC; Josep Bassas, da 2.ª à 18.ª PC

RGT – Zelindo Melegari, da 1.ª à 5.ª PC; Andrea Mabellini, da 6.ª à 15.ª PC

Vencedores

Absoluto – Alexey Lukyanuk/Dmitry Eremeev (Citroen C3 R5)

RC2 – Alexey Lukyanuk/Dmitry Eremeev (Citroen C3 R5)

RC4 – Josep Bassas/Axel Coronado (Peugeot 208 Rally4)

RGT – Andrea Mabellini/Nicola Arena (Fiat 124 Abarth)

Classificação

POS. EQUIPA CARRO TEMPO
       
1.º Alexey Lukyanuk/Dmitry Eremeev Citroen C3 R5 1.45’52,5″
2.º Yoann Bonato/Benjamin Boulloud Citroen C5 a 4,6″
3.º Ivan Ares/David Vazquez Hyundai i20 R5 a 4,7″
4.º Grégoire Munster/Louis Louka Hyundai i20 R5 a 1’06,1″
5.º Miko Marczyk/Szymon Gospodarczyk Skoda Fabia R5 Evo a 1’43,9″
6.º Norbert Herczig/Ramón Ferencz VW Polo GTi R5 a 1’53,4″
7.º Erik Cais/Jindriska Zakova Ford Fiesta R5 MkII a 2’00,2″
8.º Dominik Dinkel/Michael Wenzel Skoda Fabia R5 Evo a 2’05,8″
9.º Callum Devine/James Fulton Hyundai i20 R5 a 3’02,0″
10.º Surhayen Pernia/Eduardo Gonzalez Hyundai i20 R5 a 3’54,1″

Os mais rápidos

  1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º
             
Alexey Lukyanuk 9 4 1 0 0 1
Oliver Solberg 3 5 2 3 1 1
Ivan Ares 3 3 4 3 3 1
Yoann Bonato 2 5 4 3 3 1
Craig Breen 1 1 2 2 1 1
Grégoire Munster 1 1 1 1 2 3
Nobert Herczig 0 1 0 1 0 3
Miko Marczyk 0 0 1 2 2 3
Erik Cais 0 0 1 2 0 2
Emil Lindholm 0 0 1 0 0 0
Nikolaus Mayr-Melnhof 0 0 1 0 0 0
Efrén Llarena 0 0 0 0 2 2
Callum Devine 0 0 0 0 2 0
Dominik Dinkel 0 0 0 0 1 1

Próxima prova – Rally Hungary, de 6 a 8 de Novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: