Luís Oliveira encerra Nacional de Enduro a triunfar

Com os títulos já decididos desde a ronda anterior, realizada em Fafe, o Campeonato Nacional de Enduro chegou ao seu final este domingo. Em Cabeceiras de Basto, Diogo Ventura fez a festa do ceptro e Luís Oliveira celebrou a vitória da prova.

(auto.look2010@gmail.com)

Luís Oliveira

Cabeceiras de Basto acolheu pela primeira vez o Campeonato Nacional de Enduro e definiu os derradeiros vencedores do ano e alguns primeiros lugares por categoria que estavam ainda por atribuir. O percurso revelou-se selectivo e ainda mais exigente quando a chuva se instalou sobre a prova tornando o percurso ainda mais exigente.

Com o título absoluto já na sua posse, Diogo Ventura foi o primeiro líder da competição ao vencer as três especiais da primeira passagem pelos 50 quilómetros desenhados pela experiente equipa da Extreme Clube Lagares.

Apenas na quarta especial surgiu um novo nome como o mais rápido – Luís Oliveira – e na seguinte, a segunda passagem pela Extreme, viu-se um terceiro vencedor distinto, no caso Gonçalo Reis. Foi nesta especial que Gonçalo Reis assumiu o comando da classificação, seguido por Luís Oliveira e com Diogo Ventura a “escorregar” para a terceira posição.

Gonçalo Reis

Gonçalo Reis segurou a liderança até ao final da terceira volta quando foi passado por Luís Oliveira que não mais largou a liderança até ao final da corrida, assegurando a sua primeira vitória do ano, a primeira desde a Figueira da Foz, em 2019.

Gonçalo Reis foi segundo classificado na frente de Diogo Ventura, posição que chegou para o campeão nacional conquistar igualmente o título na classe E1. Paulo Felícia foi um fantástico vencedor na E2 aos comandos da AJP que utilizou ao longo do ano, sendo este também um regresso às vitórias para a moto de construção nacional.

Na Open Gonçalo Sobrosa fechou o ano com mais uma vitória, ele que se sagrou igualmente campeão na classe, seguido por João Moura e Abel Carreiro. Nos Verdes foi Tiago Oliveira o vencedor na frente de José Silva e Agostinho Matos e por classes foi João Paulo Carvalho o melhor nas Verdes 1, Agostinho Matos na Verdes 2 e Tiago Oliveira na Verdes 3.

Luís Cardoso assegurou o ceptro absoluto, ele que foi apenas o 11º neste fechar de ano. Vitor Queirós venceu na Youth Cup, Emanuel Costa nos Veteranos, Joana Gonçalves nas Senhoras e Paulo Miranda nos Super Veteranos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.