Lucas Di Grassi fez a melhor gestão…

António Félix da Costa (DS Techeetah) foi hoje quinto classificado na segunda ronda disputada este fim de semana em Londres, a contar para o Mundial de Fórmula E. Piloto português mantém o quinto lugar do campeonato, liderado pelo belga Stoffel Vandoorne.

PEDRO RORIZ (auto.look2010@gmail.com)

Com melhor estratégia nas idas ao “Attack Mode”, o brasileiro Lucas Di Grassi (Venturi) levou a melhor sobre o inglês Jack Dennis (Andretti), que largou da “pole”, esteve grande parte da corrida no comando, mas na fase final não resistiu ao ataque do brasileiro que “vingou” a penalização que, ontem, o “atirou” para o fim da grelha.

A Mercedes voltou a ser eficaz na gestão da corrida dos seus pilotos, com o neerlandês Nyck De Vries (Mercedes) a completar o pódio, à frente do belga Stoffal Vandoorne (Mercedes) que, apesar de arrancar na segunda parte da grelha, fez uma prova táctica que lhe deixa o título na mão depois de ver dois (Mitch Evans – Jaguar e Jean-Eric Vergne – DS) dos seus mais directos ficarem pelo caminho e o quarto, o suíço Edoardo Mortara (Venturi), ficar fora dos pontos.

Como consequência, o belga vai para a capital sul-coreana, onde a temporada termina, com 36 pontos de avanço sobre o neo-zelandês Mitch Evans, quando há 56 em jogo, o que pode permitir ao piloto da Mercedes garantir o título e suceder ao seu colega de equipa na lista de campeões.

Do ponto de vista teórico, o suíço Edoardo Mortara ainda é candidato mas para conseguir chegar ao ceptro é preciso que haja um enorme conjunto de circunstâncias que joguem a seu favor.

O português António Félix da Costa (DS) garantiu o quinto lugar, ganhando duas posições em relação ao resultado da véspera, mas viu a sus corrida prejudicada por um desentendimento com o italiano Antonio Giovanni (Penske), quando o português tentou a ultrapassagem, o italiano defendeu com sucesso a posição, o que obrigou o piloto da DS travar mais do que queria e Nyck De Vries aproveitou para o ultrapassar.

Penske que, pelas mãos do brasileiro Sérgio Sette Câmara (Penske), marcou os primeiros pontos da temporada, com o brasileiro a conseguir que a energia durasse até ao fim da corrida, o que lhe permitiu ganhar uma posição na última volta.

CLASSIFICAÇÕES

Corrida – 1.º, Lucas Di Grassi (Venturi), 38 voltas (81,358 km), em 49’28,205”; 2.º, Jack Dennis (Andretti), a 3,191”; 3.º, Nyck De Vries (Mercedes), a 4,508”; 4.º, Stoffel Vandoorne (Mercedes), a 10,358”; 5.º, António Félix da Costa (DS), a 13,946”; 6.º, Sebastien Buemi (Nissan), a 20,399”; 7.º, Robin Frijns (Envision), a 20,850”; 8.º, Sam Bird (Jaguar), a 21,748”; 9.º, Sérgio Sette Câmara (Penske), a 28,193”; 10.º, Pascal Wehrlein (Porsche), a 29,685”. Classificaram-se mais cinco pilotos

CAMPEONATOS

PILOTOS – 1.º, Stoffel Vandoorne, 185 pontos; 2.º, Mitch Evans, 149; 3.º, Edoardo Mortara, 144; 4.º, Jean-Eric Vergne, 128; 5.º, António Félix da Costa, 116; 6.º, Lucas Di Grassi, 112; 7.º, Robin Frijns, 110; 8.º, Nyck De Vries, 106; 9.º, Jake Dennis, 97; 10.º, Pascal Werhlein, 65; 11.º, André Lotterer, 63; 12.º, Nick Cassidy, 62; 13.º, Sam Bird, 51; 14.º, Sébastien Buemi, 28; 15.º, Alexander Sims, 14; 16.º, Oliver Askew, 14; 17.º, Oliver Rowland, 11; 18.º, Oliver Turvey, 6; 19.º, Max Gunther, 6; 20.º, Sérgio Sette Câmara, 2; 21.º, Dan Ticktum, 1

EQUIPAS – 1.º, Mercedes-EQ Formula E Team, 291 pontos; 2.º, Rokit Venturi Racing, 256; 3.º, DS Techeetah, 244; 4.º, Jaguar TCS Racing, 200; 5.º, Envision Racing, 172; 6.º, TAG Heuer Porsche Formula E Team, 128; 7.º, Avalanche Andretti Formula E, 111; 8.º, Nissan E Dams, 34; 9.º, Mahindra Racing, 25; 10.º, Nio 333 FE Team, 7; 11.º, Dragon Penske Autosport, 2

Próxima prova – Hana Bank Seoul E-Prix, dia 13 de Agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.