Lewis Hamilton renovou com a Mercedes

Fim da especulação. O piloto britânico quer chegar ao inédito oitavo título mundial em 2021.

(auto.look2010@gmail.com)

Estão desfeitas as dúvidas. Lewis Hamilton chegou a acordo com a Mercedes para a renovação de contrato que o liga à marca germânica. De acordo com o “The Sun”, Lewis Hamilton, de 36 anos, vai receber 40 milhões de euros por temporada.

Recorde-se que ultimamente adensaram-se as especulações e os receios em torno de um possível abandono do campeão do mundo da competição máxima do automobilismo. Os testes da nova temporada da “escuderia” alemã devem arrancar no dia 12 de Março no Bahrein.

A competição arranca duas semanas depois. Lewis Hamilton chegou ao sétimo título em 2020, igualando o recorde de Michael Schumacher.

O heptacampeão mundial poderá assim, ao volante de um Mercedes, tentar um oitavo título mundial de Fórmula 1, feito inédito na história da modalidade, depois de ter igualado, em 2020, os sete conquistados pelo alemão Michael Schumacher ao longo da sua carreira (1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004).

«Estou muito entusiasmado por fazer a minha nona temporada com os meus companheiros da Mercedes», revelou o piloto britânico, de 36 anos, dizendo ainda acreditar que a equipa vai «levar o sucesso ainda mais longe, ao mesmo tempo que procura sempre melhorar, tanto dentro como fora da pista».

Uma das «componentes mais significativas» da renovação, que foi revelada pela própria Mercedes, é o compromisso para uma maior diversidade e inclusão no desporto, juntando esforços para uma fundação conjunta.

«Estou igualmente determinado em continuar a jornada que começámos para tornar o desporto motorizado mais diversificado para as gerações futuras e estou muito agradecido à Mercedes por me apoiar nesse desiderato», disse Hamilton.

O piloto britânico fez a sua estreia na Fórmula 1 em 2007, pela McLaren, onde permaneceu até 2012 e pela qual conquistou o primeiro título da sua carreira, em 2008. Em 2013, substituiu Michael Schumacher na Mercedes, tendo conquistado mais seis títulos desde então, em 2014, 2015, 2017, 2018, 2019 e 2020. Pelo meio, atingiu vários recordes absolutos da modalidade, como o número de vitórias (95), pódios (165) ou “pole positions” (98).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *