Lewis Hamilton: o Lorde dos recordes

O Cavaleiro do Reino Unido pode tornar-se no grande vencedor da Fórmula 1, a principal categoria do automobilismo mundial. O “cata” recordes para prosseguir a saga em 2021…

(auto.look2010@gmail.com)

Favorito a mais um título no mundial de Fórmula 1, que começa no domingo no Bahrein, Lewis Hamilton procura superar as sete conquistas de Michael Schumacher (1994, 1995 e 2000-2004), e tornar-se no grande vencedor da principal categoria do automobilismo mundial.

O piloto britânico da Mercedes, campeão mundial em 2008 com a McLaren e em 2014, 2015, 2017, 2018, 2019 e 2020 com a equipa alemã, já tem uma lista imensa de recordes na Fórmula 1

Venceu 95 das 266 corridas que disputou desde a sua estreia na categoria em 2007, com pelo menos uma vitória por ano. Schumacher, segundo nesta questão, ficou no topo do pódio 91 vezes em 307 grande prémios. Se o heptacampeão britânico vencer uma das provas do Mundial de 2021, o que parece bem possível, igualará mais um recorde do alemão: 15 temporadas consecutivas a vencer corridas, entre 1992 e 2006.

No ano passado, Lewis Hamilton destronou Schumacher não só em número de vitórias, mas também em pódios: 165 contra 155. O terceiro colocado é o também alemão Sebastian Vettel, que nesta temporada vai defender a Aston Martin: com 53 vitórias e 121 pódios.

Em termos de “pole position”, Lewis Hamilton detém o recorde, desde 2017, com 98, à frente de Schumacher (68) e do brasileiro Ayrton Senna (65).

Já em relação à conquista da “pole position”, volta mais rápida e vitória no mesmo GP, Lewis Hamilton está atrás de Michael Schumacher, 18 contra 22.

Com 77 voltas mais rápidas na carreira, Michael Schumacher lidera nesse ponto com grande vantagem, já que Lewis Hamilton só tem 53.

Michael Schumacher divide com o brasileiro Rubens Barrichello o recorde de 19 temporadas na Fórmula, enquanto Lewis Hamilton vai para a 15.ª em 2021.

O recorde para o número de largadas em GPs é de Kimi Räikkönen (330) à frente de Barrichello (323) e Fernando Alonso (312), que este ano voltou à Fórmula com a Alpine.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *